Diferentes concentrações de extrato de algas marinhas (Ascophyllum nodosum) na produção de porta-enxertos de limão cravo

Authors

  • Rafael Carlos dos Santos
  • Bruno Oliveira Lafetá
  • Bruno Souza Coelho
  • Milene Alves dos Santos
  • Pedro Felipe Ferreira dos Santos
  • Joubert Pereira Caldeira

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv21n7-086

Keywords:

citricultura, bioestimulante, concentração

Abstract

A citricultura é considerada uma importante commoditie para a economia do país, tendo a produção de mudas como uma das etapas mais importantes para a formação do pomar. A produção de mudas de qualidade é muito importante para que se garanta uma alta longevidade e uma alta produtividade do pomar. Diante disto, o trabalho teve como objetivo avaliar o crescimento e a qualidade de porta-enxertos de Limão Cravo (Citrus limonia), produzidos com a aplicação de um bioestimulante a base de extrato de algas Ascophyllum nodosum, em diferentes concentrações. Foram avaliadas as variáveis diâmetro do coleto, altura, porcentagem do teor de clorofila, medição da área foliar, comprimento radicular, área radicular, peso radicular, peso do caule, e peso foliar dos porta-enxertos de citrus, com a aplicação de extrato de algas marinhas (Ascophyllum nodosum) em diferentes concentrações do produto, de 1, 2, 5 e 10 ml do produto para 1 litro de água, a cada 7 dias.  Para as variáveis comprimento radicular, área foliar, área radicular, peso radicular, peso do caule, peso foliar, clorofila, não houve diferença significativa para os tratamentos testados. Já para as variáveis, altura de planta e diâmetro do coleto, houve um efeito negativo da utilização do extrato sobre a produção de porta-enxertos de Limão Cravo (Citrus limonia). Logo, pode-se concluir que é inviável a aplicação do extrato, já que o mesmo não promoveu resultado satisfatório.

References

Citrus BR. Bioestimulantes podem contribuir na produtividade do pomar. Disponível em: <http://www.citrusbr.com/destaques/?id=312253>. Acessado em: 26/09/2018.

COLLOQUIUM AGRARIAE. Presidente Prudente, SP: Universidade do Oeste Paulista (unoeste), v. 13,n. Especial,p. 65-70, 2017.

FAO. Citrus fruits statistics 2015. Disponível em: <http://www.fao.org/3/a-i5558e.pdf>. Acessado em: 26/09/2018.

Ferreira, Daniel Furtado. Sisvar: a computer statistical analysis system. Ciência e Agrotecnologia (UFLA), v. 35, n.6, p. 1039-1042, 2011.

GARCIA, K. G. V. et al. Extrato da alga Ascophyllum nodosum (L.) no desenvolvimento de porta enxertos de cajueiro. Enciclopédia Biosfera – Científico Conhecer, Goiânia, v. 10, n. 18, p. 1706-1715, 2014.

GALINDO, F. S. et al. Desempenho agronômico de milho em função da aplicação de bioestimulantes à base de extrato de algas. Revista Tecnologia E Ciência Agropecuária, João Pessoa, v. 9, n. 1, p. 13-19, 2015.

CRAIGIE, J. S. Seaweed Extract Stimuli in Plant Science and Agriculture. Journal of Applied Phycology, v. 23, p. 371-393. 2011.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística-IBGE. Brasil / Minas Gerais / São João Evangelista. 2023. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br>. Acesso em 19/05/2023.

KOO, R. C. J. E MAYO, S. Effects of seaweed sprays on citrus fruit production. Proceedings of the Florida State Horticultural Science v. 107: p. 82-85. 1994.

OLIVEIRA, L. A. A.; GÓES, G. B.; MELO, I. G. C.; COSTA, M. E.; SILVA, R. M. Uso do extrato de algas (Ascophyllum nodosum) na produção de mudas de maracujazeiro-amarelo. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, v.6, n.2, p. 01-04, 2011.

SOUSA, H.U.; RAMOS, J. D.; PASQUAL, M.; FERREIRA, E.A. Efeito do ácido giberélico sobre a germinação de sementes de porta enxertos cítricos. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. 24, n. 2, p. 496-499, 2002.

Published

2023-07-27

How to Cite

dos Santos, R. C., Lafetá, B. O., Coelho, B. S., dos Santos, M. A., dos Santos, P. F. F., & Caldeira, J. P. (2023). Diferentes concentrações de extrato de algas marinhas (Ascophyllum nodosum) na produção de porta-enxertos de limão cravo. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 21(7), 7386–7396. https://doi.org/10.55905/oelv21n7-086

Issue

Section

Articles

Most read articles by the same author(s)