Aplicação da análise envoltória de dados para avaliação de eficiência institucional em uma instituição federal de ensino superior

Authors

  • Miguel Paiva Teixeira
  • Márcio Antônio Couto Ferreira
  • Lucas Vitor de Carvalho Sousa
  • Rafael Lima Medeiros
  • Joaquim Maciel da Costa Craveiro

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv21n8-078

Keywords:

avaliação de desempenho, eficiência, análise envoltória de dados

Abstract

Diante dos constantes cortes de orçamento sofridos pelas Instituições Federais de Ensino Superior (IFES), garantir a excelência e padronização dos seus serviços para a comunidade acadêmica está cada vez mais difícil. Avaliar a eficiência efetiva dos cursos de graduação da instituição, com as mais variadas especificidades, auxiliará na distribuição de recursos e tomadas de decisão dos gestores públicos. Assim, essa pesquisa teve como objetivo avaliar a eficiência dos cursos de graduação de determinada IFES. Para tanto, realizou-se uma pesquisa descritiva de natureza quantitativa e documental. Para o cálculo da eficiência dos cursos de graduação adotou-se a metodologia não paramétrica Análise Envoltória de Dados (DEA) orientada a resultados e com retornos variáveis de escala (DEA-BCC), a qual permite que sejam a avaliados além da eficiência, os pesos das variáveis, alvos e benchmarks das DMUs. Diante dos resultados apurados, conclui-se que, dentre os 75 cursos analisados, apenas 25 (33,3%) foram considerados eficientes pela eficiência padrão, e que 50 deles (66,7%) foram avaliados como ineficientes, quando se avaliou pela eficiência composta apenas 17 (22,7%) foram considerados com eficiência acima de 80%. Para as instituições consideradas menos eficientes determinou-se as instituições benchmark de eficiência e seus respectivos indicadores de qualidade para que possam ser considerados na gestão da instituição.

References

BANKER, R. D.; CHARNES, A.; COOPER, W.; Some Models for Estimating Technical and Scale Inefficiencies, in Data Envelopment Analysis. Management Science, Vol. 30, No. 9, 1984.

BARBOSA, Frederico; FUCHIGAMI, Hélio. Análise Envoltória de Dados: Teoria e Aplicações. 2018.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. 1996. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm >. Acesso em: 01 jan 2020.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) - Ministério da Educação. 2020. Enade - Resultados. Disponível em: < http://portal.inep.gov.br/web/guest/relatorios >. Acesso em: 10 fev. 2020.

CASADO, Frank L. Análise Envoltória de Dados: Conceitos, Metodologia e Estudo Da Arte Na Educação Superior. Revista do Centro de Ciências Sociais, vol. 20, nº 1, 2007.

CHARNES, A.; COOPER, W. W.; RHODES, E. Measuring the efficiency of decision making units. European Journal of Operational Research, v. 2, n. 6, 1978.

FARIA, Flavia P.; JANUZZI, Paulo de M.; SILVA, Silvano J.; Eficiência dos gastos municipais em saúde e educação: uma investigação através da análise envoltória no estado do Rio de Janeiro. Revista Administração Pública - RAP. Rio de Janeiro. Jan./Fev., 2008.

GARIBA JÚNIOR, Maurício et al. Um modelo de avaliação de cursos superiores de tecnologia baseado na ferramenta benchmarking. 2005.

GIACOMELLO, Cintia P. e DE OLIVEIRA, Ronald L. Análise Envoltória de Dados (DEA): uma proposta para avaliação de desempenho de unidades acadêmicas de uma universidade. Revista Gestão Universitária na América Latina - GUAL, Florianópolis, 2014.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA (INEP). NOTA TÉCNICA Nº 20/2019/CGCQES/DAES, 2019. Brasília: MEC, 2019.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA (INEP). NOTA TÉCNICA No 34/2020/CGCQES/DAES, 2020a. Brasília: MEC, 2020.

LEAL, Gustavo dos S.; MORAIS, Gleice S.; FERREIRA, Victor C. P.; SAMPAIO, Danilo de O.; BESSEGATO, Lupércio F. Sensibilidade quanto à escolha de variáveis em dea em uma universidade. Coletânea Brasileira - Engenharia de Produção 7. 1ª ed. Itajubá: STELLATA, 2019.

LIMA FILHO, Saulo Silva. Avaliação das despesas de exercícios anteriores em relação ao orçamento e eficiência de gestão nas Instituições Federais de Ensino Superior. Dissertação de Metrado. Programa de Pós-graduação em Contabilidade. UFPR, 2018.

LINS, Marcos P. E.; MEZA, Lídia A.; Análise envoltória de dados e perspectivas de integração no ambiente do apoio à decisão. Rio de Janeiro: Coppe/UFRJ, 2000.

MELLO, João Carlos Correia Baptista Soares de et al. Análise de envoltória de dados no estudo da eficiência e dos benchmarks para companhias aéreas brasileiras. Pesquisa Operacional, v. 23, n. 2, p. 325-345, 2003.

MIGUEL, Paulo A. C. C. Metodologia de pesquisa em engenharia de produção e gestão operacional. 2. ed. Rio de Janeiro: Elsevier : ABEPRO, 2012.

MONTE, M. M. Eficiência relativa da educação nos municípios cearenses. Dissertação. Mestrado em Administração e Controladoria. Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2018.

OLIVEIRA, Tamires Paula Pinto. Análise da eficiência dos cursos de Engenharia de Produção das universidades públicas brasileiras. Trabalho de Conclusão de Curso. Engenharia de Produção. UFOP, 2021.

PEREIRA, Cleber A.; ARAÚJO, Joaquim F. F. E.; MACHADO-TAYLOR, Ma. de Lourdes. Remendo novo em roupa velha? Sinaes de maturidade ou de saturação do modelo de avaliação do ensino superior brasileiro. Revista Brasileira de Educação, v. 25, 2020.

PEREIRA, Denise P. Análise da Eficiência das Universidades Federais Brasileiras: Uma aplicação de Anáise de Dados. Dissertação de Mestrado. Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Regional. UFT, 2020a.

PEYERL, Danrlei Anderson; FERRARI, Angélica; DOMINGUES, Maria José Carvalho De Souza. EFICIÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR BRASILEIRO: UMA AVALIAÇÃO DAS INSTITUIÇÕES OFERTANTES DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS. 2019.

PRODANOV, Cleber C.; FREITAS, Ernani C. de. Metodologia do Trabalho Científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2ª. ed. Nova Friburgo: Feevale, 2013.

RODRIGUES, Alexandre C.; GONTIJO, Tiago S.. Incorporando julgamentos de especialistas em educação na avaliação da eficiência de cursos de graduação: uma abordagem por data envelopment analysis. Revista Gestão & Tecnologia, v. 19, n. 1, p. 113-139, 2019.

ROSANO-PEÑA, Carlos Rosano. Um modelo de avaliação da eficiência da administração pública através do método análise envoltória de dados (DEA). Rev. adm. contemp., Curitiba, v.12, n.1, p.83-106, jan./mar. 2008.

ROSANO-PEÑA, Carlos; ALBUQUERQUE, Pedro Henrique Melo; MARCIO, Carvalho Jose. A eficiência dos gastos públicos em educação: evidências georreferenciadas nos municípios goianos. Economia Aplicada, v. 16, n. 3, p. 421-443, 2012.

SANTOS, Cíntia Regina da Silva. Uma análise da relação entre os indicadores de gestão do Tribunal de Contas da União para os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia e o índice geral de cursos. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal da Bahia, Salvado/Ba, 2014.

SOARES, J. R. BORDIN, R. ROSA, R. S. INDICADORES DE GESTÃO E DE QUALIDADE NAS INSTITUIÇÕES FEDERAIS DE ENSINO SUPERIOR BRASILEIRAS-2009-2016. REAd. Revista Eletrônica de Administração (Porto Alegre), v. 25, n. 2, 2019.

SOARES DE MELLO, J.C.C.B.; ANGULO MEZA, L.; BIONDI NETO, L.; GOMES, E.G.; COELHO, P.H.G. Free software for decision analysis: a software package for data envelopment models. In: 7th International Conference on Enterprise Information Systems – ICEIS, 2005.

SOLIMAN, Marlon.; SILUK, Julio. C. M.; NEUENFELDT JÚNIOR, Álvaro. L.; CASADO, Frank. L. Avaliação da Eficiência Técnica dos Cursos de Administração no Brasil. Revista de Administração da UFSM, v. 10, n. 2, 2017.

SOUSA, Aguinelo Antônio; SANTOS, Gisele Tessari. ANÁLISE DA EFICIÊNCIA OPERACIONAL DOS CURSOS DE DIREITO DO ESTADO DE MINAS GERAIS POR MEIO DA ANÁLISE ENVOLTÓRIA DE DADOS. Revista Mundi Engenharia, Tecnologia e Gestão (ISSN: 2525-4782), v. 5, n. 5, 2020.

TAVARES, Rafael Santos; MEZA, Lidia Angulo. Uso da análise envoltória de dados para a avaliação da eficiência em cursos de graduação: Um estudo de caso em um Instituição de Ensino Superior brasileira. Revista Espacios. Vol. 38 (Nº 20), 2017.

Tribunal de Contas da União - TCU. (2006). Orientações para o cálculo dos indicadores de gestão: decisão plenária nº 408/2002. Brasília.

Tribunal de Contas da União - TCU. (2020). TCU revisa os indicadores de gestão e desempenho das universidades federais. Brasília. Disponível em: https://portal.tcu.gov.br/imprensa/noticias/tcu-revisa-os-indicadores-de-gestao-e-desempenho-das-universidades-federais.htm. Acesso em: 15 fev. 2022.

VIEIRA, Sofia L.; NOGUEIRA, Jaana F. F. Políticas de avaliação e regulação da educação superior no Brasil. Revista Lusófona de Educação, Lisboa. n. 46, 2019.

Published

2023-08-17

How to Cite

Teixeira, M. P., Ferreira, M. A. C., Sousa, L. V. de C., Medeiros, R. L., & Craveiro, J. M. da C. (2023). Aplicação da análise envoltória de dados para avaliação de eficiência institucional em uma instituição federal de ensino superior. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 21(8), 9278–9306. https://doi.org/10.55905/oelv21n8-078

Issue

Section

Articles

Most read articles by the same author(s)