Políticas de ação afirmativa para a população negra na América Latina: visibilidade às comunidades negras rurais

Authors

  • Jucilene Belo de Oliveira Silva
  • Joselene Ferreira Mota

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv21n8-034

Keywords:

território, comunidades remanescentes de quilombo, políticas de ação afirmativa

Abstract

Este artigo tem como objetivo apresentar as políticas de ação afirmativa para a população negra da América Latina (Brasil, Colômbia, Panamá, Paraguai e Equador), destacando as comunidades negras rurais. A metodologia é marcada pela revisão das literaturas mais pertinentes sobre o território, comunidades remanescentes de quilombo e políticas de ação afirmativa que ajudaram a fundamentar a luta pela visibilidade destas comunidades tradicionais da América Latina, desta maneira, apresenta-se uma pesquisa bibliográfica. Nesta intenção, propõe-se, também, caracterizar o cenário latino americano construído após a diáspora dos africanos para cá escravizados, bem como a marginalização que este indivíduo sofrera no período pós-abolicionista corroborando para aumentar as desigualdades e o preconceitos que são impingidos contra este membro formador da identidade dos povos latino-americanos e caribenhos.

References

AMARAL, Juliano Bernardes do. Lágrimas da liberdade: relatos de resistência de uma comunidade quilombola urbana. O quilombo dos Luízes. 229 f. Dissertação (Mestrado) –Programa de Pós-Graduação em Direito, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Belo Horizonte, 2014.

BRASIL. Constituição da República Federativado Brasil. 1988. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constitui%C3%A7ao.htm#adct> Acesso em: 09 jan. 2020.

CAJUEIRO, Roberta Liana Pimentel. Manual para elaboração de trabalhos acadêmicos: guia prática do estudante. Rio de Janeiro, Petrópolis: Vozes, 2015.

CANDIOTTO, Luciano Zanetti Pessoa; SANTOS, Roselí Alves dos. Experiências geográficas em torno de uma abordagem territorial. In: SAQUET, Marcos Aurelio; SPOSITO, Eliseu Savério (Org.). Territórios e territorialidades: teorias, processos e conflitos. São Paulo: Expressão Popular: UNESP, 2009.

FERNANDES, Bernardo Mançano. Sobre a tipologia de territórios. In: SAQUET, Marcos Aurelio; SPOSITO, Eliseu Savério (Org.). Territórios e territorialidades: teorias, processos e conflitos. São Paulo: Expressão Popular: UNESP, 2009.

INSTITUTO DE PESQUISA ECONOMICA APLICADA (IPEA). Quilombos das Américas: articulação de comunidades afrorrurais: documento síntese. Brasília: Ipea: SEPPIR, 2012. 79 p. Disponível em: < http://repositorio.ipea.gov.br/bitstream/11058/2413/1/Livro_Quilombo%20das%20ame > Acesso em 11 de jun. 2022.

JESUS, Clésio Marcelino de. Desenvolvimento territorial rural: análise comparada entre territórios constituídos autonomamente e os induzidos pelas políticas públicas no Brasil e na Espanha. 289 f. Tese (Doutorado em Economia) – Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2013.

LOBO, Janaina Campos. A comuna afro-descendente de Playa de Oro, Ecuador: agenciamentos locais e a política do lugar. 309 f. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2015.

LÓPEZ, Laura Cecília. “Que a América Latina se sincere”: Uma análise antropológica das políticas e poéticas do ativismo negro em face às ações afirmativas e às reparações no Cone Sul. 390 f. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2009.

MONTEIRO, Nascimento Élida. Itacoã – Miri “terra dos descendentesalémda casagrande”: situações sociais do pós-titulação do territóriocoletivo. 108 f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós- graduação emAntropologia, Universidade Federal do Pará, 2021.

OLIVEIRA, Jucilene Belo de. Território e políticas de ação afirmativa para remanescentes quilombolas na Amazônia: programa Raízes e Pará Quilombola nas comunidades de Itacoã-Miri e Guajará-Miri. 2013. 116 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Belém, 2013. Programa de Pós-Graduação em Geografia.

SAQUET, Marcos Aurelio. Território e identidade. Encontro de Geógrafos da América Latina, v. 10, n. 1, p. 13.869-13.881, 2005. Disponível em: < http://observatoriogeograficoamericalatina.org.mx/egal10/Teoriaymetodo/Conceptuales/36.pdf> Acesso em: 30 de mar. 2022.

SAQUET, Marco Aurélio; BRISKIEVICZ, Michelle. Territorialidade e identidade: um patrimônio no desenvolvimento territorial. Caderno Prudentino de Geografia, v. 1, n. 31, p. 3-16, 2009. Disponível em: < https://revista.fct.unesp.br/index.php/cpg/article/view/7437 > Acesso em: 30 de mar. 2022.

SANTANA, Lívia Maria e. Ações Afirmativas: aplicação às políticas de saúde para a população negra. 221 f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Direito, Faculdade de Direito, Universidade da Bahia, Salvador, 2006.

SANTOS, Reinaldo da Silva Pimentel. Territorialidade e América Latina: uma análise da proteção territorial das comunidades tradicionais negras e o direito internacional dos direitos humanos. 121 f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Direito, Pontifícia Universidade Católica, Belo Horizonte, 2012.

SILVA, Edna Lucia da; MENEZES, Estera Muszat. Metodologia da pesquisa e elaboração de dissertação. 3ª ed. Universidade Federal de Santa Catarina, 2001.

SILVA, Cristhiano Kolinski. O “grupo tradicional Kamba Cuá” no movimento afroparaguaio: artes performáticas, política identitária e territorialidade. 158 f. Dissertação (Mestrado) – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Pós-Graduação em Antropologia Social, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2013.

SILVA JÚNIOR, Paulo Isan Coimbra da. Ação afirmativa para o trabalhador velho. 141 f. Dissertação (Mestrado) – Instituto de Ciências Jurídicas, Programa de Pós-Graduação em Direito Universidade Federal do Pará, Belém, 2008.

TRECCANI, GirólomoDomênico. Terras de quilombo: entraves do processo de titulação. Belém: Programa Raízes, 2006.

ZAMBRANO, Catalina González. De negros a afro-colombianos. Oportunidades políticas e dinâmicas de ação coletiva dos grupos negros da Colômbia. 160 f. Dissertação (Mestrado) – Pós-Graduação em Sociologia, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012.

Published

2023-08-09

How to Cite

Silva, J. B. de O., & Mota, J. F. (2023). Políticas de ação afirmativa para a população negra na América Latina: visibilidade às comunidades negras rurais. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 21(8), 8424–8446. https://doi.org/10.55905/oelv21n8-034

Issue

Section

Articles