Estrutura e interação econômica do estado do Amazonas: uma análise interregional de insumo-produto

Authors

  • Brenda Nicolle Arruda Souza Monteiro
  • Edair Canuto da Rocha
  • Maria do Carmo Romeiro
  • Tarcísio da Costa Lobato
  • Brena do Nascimento Carvalho

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv21n6-074

Keywords:

interdependência regional, desenvolvimento regional, modelo de insumo-produto

Abstract

Dada a importância da identificação dos setores chaves do Amazonas para a construção de políticas públicas bem direcionadas, têm-se como objetivo, neste trabalho, analisar os multiplicadores de renda e produção intersetorial, calcular os transbordamentos regionais e identificar os setores-chaves de produção, usando como metodologia o modelo de Insumo-Produto Inter-regional. Com base nos resultados, as atividades econômicas do Amazonas com maiores valores para os multiplicadores de produção e renda foram, respectivamente, Alimentos, bebida e fumo e Educação pública e mercantil. Os principais setores-chave foram setor artigos de borracha e plástico, outros produtos químicos e farmacêuticos. Destaca-se que o Amazonas apresentou para alguns setores elevado grau de dependência tanto na produção e renda.

References

ALMEIDA, Fernanda Maria de; SILVA, Orlando Monteiro da. Comércio e integração dos estados brasileiros. Revista de Economia e Agronegócio, v. 5, n. 4. 2007. Disponível em: https://www.locus.ufv.br/handle/123456789/19911. Acesso em: 29. jun. 2021.

ARMSTRONG, Harvey et al. Regional Economlcs and Policy. Phillip Alan Publishers Ltd. Londres, 1985. Disponível em: https://revistas.um.es/areas/article/download/87201/83931/355731. Acesso em: 29. jun. 2021.

BRENE, Paulo Rogério Alves et al. Estimativa da Matriz Insumo-Produto e relações intersetoriais do município de Cornélio Procópio para o ano de 2007. Revista de Ciências Jurídicas e Empresariais, v. 13, n. 1, 2012. Disponível em: https://revista.pgsskroton.com/index.php/juridicas/article/view/817. Acesso em: 29. jun. 2021.

CARVALHO, Brena do Nascimento. A importância dos fluxos comerciais inter-regionais do setor agropecuário para os estados brasileiros. 2020. 2020. 93 f. Monografia (Mestrado em Economia Aplicada) - Universidade Federal de São Carlos. Sorocaba, Sorocaba, 2020. Disponível em: https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/13123. Acesso em: 29. jun. 2021.

CONFAZ. Conselho Nacional de Políticas Fazendárias. Balança Comercial Interestadual. Ministério da Economia. Conselho Nacional de Políticas Fazendárias. Brasília: Confaz, 2021. Disponível em: https://www.confaz.fazenda.gov.br/balanca-comercial-interestadual. Acesso em: 29. jun. 2021.

FARIAS, Carlos Eugênio Gomes. Mineração e meio ambiente no Brasil. Relatório do CGEE/PNUD. Centro de Gestão e Estudos Estratégicos – CGEE. Fundo Setorial Mineral – CTMineral. v. 76, p. 2, 2002. Disponível em: https://www.cgee.org.br/documents/10195/734063/mineracao_no_brasil_rel_final_1023.pdf/8cbe5e98-23c4-4eac-84ba-0b3c4df3b099?version=1.0. Acesso em: 29. jun. 2021.

GHOSH, Alak. Input-output approach in an allocation system. Economica, v. 25, n. 97, p. 58-64, 1958. Disponível em: https://www.jstor.org/stable/2550694. Acesso em: 29. jun. 2021.

GUILHOTO, Joaquim José Martins. Análise de insumo-produto: teoria e fundamentos. Munich Personal RePEc Archive – MPRA. Paper n. 32.566. 2011. Disponível em: https://mpra.ub.uni-muenchen.de/id/eprint/32566. Acesso em: 29. jun. 2021.

GUILHOTO, Joaquim José Martins. Leontief e Insumo-Produto: antecedentes, princípios e evolução. Série Seminário. Departamento de Economia, Administração e Sociologia. Escola Superior de Agricultura Luis de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba: ESALQ-USP, 2001. n. 15, p. 1-43. Disponível em: https://papers.ssrn.com/sol3/papers.cfm?abstract_id=2414028. Acesso em: 29. jun. 2021.

GUILHOTO, Joaquim José Martins; SESSO FILHO, Umberto Antônio. Interações sinérgicas e transbordamento do efeito multiplicador de produção das grandes regiões do Brasil. Economia Aplicada, v. 10, p. 225-247, 2006. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ecoa/a/RLD9mDNkg7my9R6YKNGZLqv/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 29. jun. 2021.

HIRSCHMAN, Albert O. A generalized linkage approach to development, with special reference to staples. Economic Development and Cultural Change, v. 25, p. 67, 1977. Disponível em: https://search.proquest.com/openview/3ae620fb008188da7f2d56ce58d0afaf/1?pq-origsite=gscholar&cbl=1818697. Acesso em: 29. jun. 2021.

HIRSCHMAN, Albert O. Economic development, research and development, policy making: some converging views. Behavioral Science, v. 7, n. 2, p. 211-222, 1958. Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1002/bs.3830070206. Acesso em: 29. jun. 2021.

HOLLAND, Márcio et al. Zona Franca de Manaus: impactos, efetividade e oportunidades. Escola de Economia de São Paulo (EESP). Fundação Getúlio Vargas (FGV). São Paulo: FGV, 2019. Disponível em: https://eesp.fgv.br/sites/eesp.fgv.br/files/estudos_fgv_zonafranca_manaus_abril_2019v2.pdf. Acesso em: 29. jun. 2000.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Cidades e Estados – Amazonas – Código 13. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Brasília: IBGE, 2021. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/cidades-e-estados/am.html. Acesso em: 29. jun. 2021.

LEONTIEF, Wassily. Input-output analysis. The New Palgrave. A Dictionary of Economics, v. 2, n. 1, p. 860-864, 1987. Disponível em: http://citeseerx.ist.psu.edu/viewdoc/download?doi=10.1.1.464.9310&rep=rep1&type=pdf. Acesso em: 29. jun. 2021.

LOPES, Laís Cosmo. Metabolismo do setor de serviços no Amazonas: interdependência do comércio e indústria. Relatório de Pesquisa. 2015. 27 f. Universidade Federal do Amazonas – UFAM. Manaus: UFAM, 2015. Disponível em: https://riu.ufam.edu.br/bitstream/prefix/4679/1/Relatorio_Final_SA0054_-_Lais.pdf. Acesso em: 29. jun. 2021.

LUCENA, Rodrigo Milano de et al. Desempenho econômico-financeiro do setor de alimentos e bebidas no Brasil no período de 2011 a 2014. Revista Estudos e Pesquisas em Administração, v. 1, n. 1, p. 41-58, 2017. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/repad/article/view/5797. Acesso em: 29. jun. 2021.

MILLER, Ronald E.; BLAIR, Peter D. Input-output analysis: foundations and extensions. Englewood Cliffs: Prentice-Hall, 2009.

MUNROE, Darla K. et al. O papel do comércio intra-indústria no comércio inter-regional no meio-oeste dos EUA. Globalization and Regional Economic Modeling. p. 87-105. Disponível em: https://link.springer.com/chapter/10.1007/978-3-540-72444-5_6. Acesso em: 29. jun. 2021.

NEREUS. Núcleo de Economia Regional e Urbana da Universidade de São Paulo. Matrizes Inter-regionais de Insumo-Produto, Brasil (2008). Departamento de Economia. Faculdade de Economia e Administração – FEA. Núcleo de Economia Regional e Urbana da Universidade de São Paulo – NEREUS. São Paulo: FEA/USP/NEREUS, 2010. Disponível em: http://www.usp.br/nereus/?dados=matrizes-interregionais-de-insumo-produto-brasil-2008. Acesso em: 29. jun. 2021.

NEVES, Cleverson. Análise das estruturas produtivas dos municípios de Londrina-PR e Joinville-SC, para os anos de 2003 e 2009. 2014. 81 p. Dissertação de Mestrado em Economia Regional. Centro de Estudos Sociais Aplicados, Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2014. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/276267050_ANALISE_DAS_ESTRUTURAS_PRODUTIVAS_DOS_MUNICIPIOS_DE_LONDRINA-PR_E_JOINVILLE-SC_PARA_OS_ANOS_DE_2003_E_2009. Acesso em: 29. jun. 2021.

NUNES, Paulo Alexandre; PARRÉ, José Luis. Estimando a matriz insumo-produto brasileira: uma metodologia alternativa. Revista de Desenvolvimento Econômico. a. XVI, n. 29, 2014. Disponível em: https://revistas.unifacs.br/index.php/rde/article/view/2598. Acesso em: 29. jun. 2021.

RASMUSSEN, Poul Nørregaard. Studies in inter-sectoral relations. E. Harck, 1956.

RIBEIRO, Luiz Carlos Santana; BRITTO, Gustavo. Interdependência produtiva e estratégias de desenvolvimento para o estado da Bahia. Revista Economia Ensaios, v. 27, n. 2, 2013. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/revistaeconomiaensaios/article/view/26324. Acesso em: 29. jun. 2021.

ROCHA, Raoni Bonato da. FERNANDES, Cândido Luiz de Lima. Os setores-chave da economia de Minas Gerais: uma análise a partir das matrizes de insumo-produto de 1996 e 2005. In: XIV Seminário sobre a Economia Mineira, 2010, Diamantina. Anais do XIV Seminário sobre a Economia Mineira. Belo Horizonte: CEDEPLAR/UFMG, 2010. Disponível em: http://www.cedeplar.ufmg.br/seminarios/seminario_diamantina/2010/D10A057.pdf. Acesso em: 26 de jul. 2020.

SEDECTI. Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação. Produto Interno Bruto – 1º Trimestre – 2020. Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação. Governo do Estado do Amazonas. Manaus: SEDECT, 2020. Disponível em: http://www.sedecti.am.gov.br/indicadores-mapa/. Acesso em: 29. jun. 2021.

SILVA, Thaina Helena da. Análise da estrutura econômica de Santa Catarina a partir da Matriz Insumo-Produto. 2018. 100 f. Monografia (Bacharelado em Ciências Econômica). Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC. Centro Socioeconômico – CSE. Departamento de Economia e Relações Internacionais, Florianópolis, 2018. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/188587?show=full. Acesso em: 26 jul. 2020.

SUFRAMA. Superintendência da Zona Franca de Manaus. Indicadores de Desempenho do Polo Industrial de Manaus 2015-2020. Superintendência da Zona Franca de Manaus. Manaus: SUFRAMA, 2021. Disponível em: https://www.gov.br/suframa/pt-br/publicacoes/indicadores/caderno_indicadores_janeiro_a_marco_2020__gerado_em_09-07-2020_.pdf. Acesso em: 30 jul. 2020.

TEDESCO, Ana Carolina. Estrutura produtiva de Santa Catarina: uma análise de insumo-produto. Associação Nacional dos Centros de Pós-Graduação em Economia. Disponível em: https://www.anpec.org.br/sul/2020/submissao/files_I/i3-f718ff563ff584d4e191538e2cf660c4.pdf. Acesso em: 29. jun. 2021.

Published

2023-06-26

How to Cite

Monteiro, B. N. A. S., da Rocha, E. C., Romeiro, M. do C., Lobato, T. da C., & Carvalho, B. do N. (2023). Estrutura e interação econômica do estado do Amazonas: uma análise interregional de insumo-produto. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 21(6), 4484–4508. https://doi.org/10.55905/oelv21n6-074

Issue

Section

Articles

Most read articles by the same author(s)