Biometria de semente do maracujá-amarelo no Nordeste do Brasil

Authors

  • Janilson Pinheiro de Assis
  • Isaac Reinaldo Pinheiro de Lima
  • Joelma de Assis França
  • Roberto Pequeno de Sousa
  • Robson Pequeno de Sousa
  • Walter Martins Rodrigues
  • Joaquim Odilon Pereira

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv21n6-060

Keywords:

Passiflora edulis f., flavicarpa, fruticultura, estatística descritiva, inferência

Abstract

Os maracujazeiros pertencem à família Passifloraceae, que é predominantemente originária da América Tropical, engloba cerca de 19 gêneros e 530 espécies, sendo a maioria pertencentes ao gênero Passiflora, aproximadamente 400 espécies tais quais ao menos. Objetivou-se avaliar a biometria da semente do maracujá. Objetivou-se avaliar a biometria da semente do maracujazeiro. As sementes foram coletadas em 2018 dentro de uma área de vegetação cultivada do campus da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA), situada no município de Mossoró, RN, Brasil. Posteriormente foram levados ao laboratório de fitotecnia da universidade Ufersa, para determinação das seguintes características: comprimento, largura, relação comprimento/largura, espessura e peso das sementes. As análises descritivas e gráficas foram realizadas utilizando o pacote estatístico software R. As variáveis comprimento, largura, relação comprimento/largura e espessura apresentaram uma elevada amplitude de variação, exceto e peso das sementes, e valores baixos para variação relativa de todas elas, e, portanto, ótimo para os coeficientes de variação de Pearson, exceto o peso. Verificou-se um razoável grau de simetria para as variáveis: comprimento e largura, já para a relação comprimento/largura, espessura e peso, foram mais elevadas classificando-as como distribuições assimétricas e, portanto uma distribuição próxima da simétrica para o comprimento e a largura, quanto ao grau de curtose a largura, a relação comprimento/largura, a espessura e o peso das sementes de maracujá podem ser classificadas como leptocúrticas, já o comprimento como platicútica que apresentou um comportamento mais achatado que uma curva mesocúrtica. Verificou-se também correlação linear simples positiva significativa entre o comprimento e a relação comprimento/largura, a largura e a relação comprimento/largura, por outro lado a relação entre comprimento e espessura, largura e espessura, largura e peso, relação comprimento/largura e espessura, e relação comprimento/largura e peso foram todas não significativas. Houve aderência dos dados para todas as variáveis estudadas de forma aproximada à distribuição normal de probabilidade referentes às características da semente de maracujá avaliados neste trabalho.

References

ANDERSON, D. R.; SWEENEY, D. J.; WILLIAMS, T. A.; CAMM, J. D.; COCHRAN, J. J. Estatística aplicada a administração e economia. Tradução da 8ª edição norte-americana. Editora Cengage Learning, São Paulo, SP. 2019. 600 p.

ANDRADE, D. F.; OGLIARI, P. J. Estatística para as ciências agrárias e biológicas com noções de experimentação. 3 ed. Florianópolis: Editora da UFSC, 2010. 470 p.

ANUÁRIO BRASILEIRO DE FRUTICULTURA 2014. Santa Cruz do Sul: Editora Gazeta, 140p. 2014.

ASSIS, F. N.; ARRUDA, H. V.;PEREIRA, A. R. Aplicações de estatística à climatologia. Pelotas: Universidade Federal de Pelotas, Editora Universitária, 1996.161 p.

AZEVEDO, D. M.; MENDES, A. M.; FIGUEIREDO, A. F. Característica da germinação e morfologia do endocarpo e plântula de taperebá (Spondias mombin L.) – Anarcadiaceae. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 26, n. 3, p.534-537, 2004.

BASKIN, C. C.; BASKIN, J. M. Seeds: ecology, biogeography and evolution of dormancy and Germination. London: Academic Press, 1998. 666p.

BEIGUELMAN, B. Curso prático de bioestatística. 5. ed. Ribeirão Preto: FUNPEC, 2002. 274 p.

BERNACCI, L. C. Passifloraceae. In: WANDERLEY, M.. L.; SHEPHERD, G. J.; GIULIETT, A. M.; MELHEM, T. S. (Coord.). Flora Fanerogâmica do Estado de São Paulo. São Paulo: FAPESP, v. 3, p. 247 – 248, 2003.

BERNACCI, L. C.; SOARES-SCOTT, M. D.; JUNQUEIRA, N. T. V.; PASSOS, I. R. S.; MELETTI, L. M. M. Passiflora edulis Sims: the correct taxonomic way to cite the yellow passion fruit (and of others colors). Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v.30, n.2, p.566-576, 2008.

BERNARDINO, L. M. Biometria, análise física e germinação em diferentes substratos e profundidades de semeadura de sementes de dictyoloma vandellianum (Tingui Preto). Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Faculdade de Engenharia Florestal. Departamento de Engenharia Florestal. Cuiabá, MT, 2018. Monografia de Graduação. 34 p.

BOCK, R. D. Multivariate statistical methods in behavioral research. Universidade de Minnesota: McGrawn Hill, 1975. 623 p.

BOSCO, J.; SOARES, K.T.; AGUIAR FILHO, S.P. .; BARROS, R.V. A cultura da cajazeira. João Pessoa: EMEPA, 2000. 29p. (Documentos, 28).

BUSSAB, W. O.; MORETTIN, P. A. Estatística básica. 6. ed . São Paulo: Saraiva, 2010. 540 p.

CARMO FILHO, F. et al. Dados meteorológicos de Mossoró (janeiro de 1989 a dezembro de 1990). Mossoró: ESAM, 1991. 110p. Coleção Mossoroense, Série C, 630.

CARPANEZZI, A. A.; MARQUES, L. C. T. Germinação de sementes de jutaí-açu (Hymenaea courbaril L.) e de jutaí-mirim (H. parvifolia Huber) escarificadas com ácido sulfúrico comercial. Circular Técnica 19. EMBRAPA-CPATU, Belém. 1981.15p.

CARVALHO, J. E. U. et al. Características físicas e de germinação de sementes de espécies frutíferas nativas da Amazônia. Boletim de Pesquisa 203. EMBRAPA-CPATU, Belém. 1998.18p.

CASELLA, G.; BERGER, R. L. Inferência estatística. São Paulo: Editora Cengage Learning. 2010. 612 p.

CECON, P. R.; et al. Métodos estatísticos. Viçosa: Editora UFV. 2012, 229 p.

CHAMBERS, J. M.; CLEVELAND, W. S.; KLEINER, B.; TUKEY, P. A. Graphical methods for data analysis. Nova York: Chapman And hall, 1983. 395 p.

CLAUDIO L. C.; STEIN, C. E. Estatística descritiva e teoria das probabilidades. 2. ed. Blumenau : Edifurb, 2011. 213 p.

COSTA, G. G. O. Curso de estatística inferencial e probabilidades: teoria e Prática. São Paulo: Editora Atlas, 2012. 370 p.

CRAMÉR, H. Mathematical methods of Statistics. 19. reimpressão. Princeton: Princeton University Press, 1999, 575p.

CUNHA, M. A. P.; BARBOSA, L. V.; JUNQUEIRA, N. T. V. Espécies de maracujazeiro. In: LIMA, A. A. (Ed.). Maracujá Produção: aspectos técnicos. Brasília, DF: Embrapa Informação Tecnológica, 2002. 104 p. (Embrapa Informação Tecnológica. Frutas do Brasil; 15).

DALE, R. F. Applied Climatology. West Lafayett, Indiana: Purdue university, USA, 1968. 125 p.

DEVORE, J. L. Probabilidade e estatística para engenharia e ciências. Tradução da 9ª edição norte-americana. Editora Cengage Learning. São Paulo, SP. 2019. 656 p.

DUBICK, A. M. Historical perspectives on the use of herbal preparations to promote health. Journal of Nutrition, 116, p.1348–1354.1986.

FEITOSA, S. dos S. Nutrição mineral e adubação da cajazeira (Spondias mombin L.) na Zona da Mata Paraibana. Areia – PB: 50 p. Dissertação (Solos e Nutrição de Plantas), 2007.

FENNER, M. Seed ecology. London: Chapman & Hall, 1993.151 p.

FERREIRA, D.F. Estatística básica. Lavras: UFLA, 2005. 625 p.

FERRO, J. H. A.; LEMOS, E. E. P.; FROEHLICH, A.; SOUSA, J. S.; FAUSTINO, G. L. Caracterização morfológica dos frutos de mangaba (Hancornia speciosa Gomes) produzidos em Alagoas. Ciência Agrícola, Rio Largo, AL., v. 13, n. 1, p. 69-75, 2015.

FIGUEIREDO F. et al. Estatística descritiva e probabilidades – problemas resolvidos e propostos com aplicações em R. Escolar Editora. Lisboa: Portugal, 2007. 420 p.

FONSECA, J. S.; MARTINS, G. A. Curso de estatística. 6. ed. 15. reimp. São Paulo: Atlas, 2012. 320 p.

FONSECA, J. S. da.; MARTINS, G. de A. Curso de Estatística. São Paulo: Editora Atlas, 1987. 285p.

GONÇALVES, L. G. V.; ANDRADE, F. R.; MARIMON JUNIOR, B. H.; SCHOSSLER, T. R.; LENZA, E.; MARIMON, B. S. Biometria de frutos e sementes de mangaba (Hancornia speciosa Gomes) em vegetação natural na região leste de Mato Grosso, Brasil. Revista de Ciências Agrárias, 2013, V. 36, n.1: 31-40. Portugal.

GONÇALVES, J.S.; SOUZA, S.A.M. Fruta da paixão: panorama econômico do maracujá no Brasil. Informações Econômicas, São Paulo, v.36, n.12, p.29-35, dez 2006.

GOTELLI, N. J.; ELLISON, A. M.; Princípios de estatística em ecologia. São Paulo: Artmed Editora. 2010. 532 p.

GROVER, J.K.; YADAV, S.P. Pharmacological actions and potential uses of Momordica charantia: a review. Journal of Ethnopharmacology, 93, p.123–132. 2004.

GUSMÃO, E; VIEIRA, F. A.; JÚNIOR, E. M. F. Biometria de frutos e endocarpos de murici (Byrsonima verbascifolia Rich. Ex. A. Juss). Revista Cerne, v. 12, n. 1, p. 84-91.2006.

HOEL, P. G. Estatística Elementar. São Paulo: Editora Fundo de Cultura, 1968. 311p.

IBGE. Banco de Dados Agregados. Sistema IBGE de Recuperação Automática-SIDRA. Disponíve em: http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/agric/default.asp?z=t&o=11&i=P – Acesso em: 05 fev. 2012.

ITI Tropicals. Passion Fruit Tropical Juice Products, 2012 Disponível em- http://www.ititropicals.com/passion-fruit-puree - acesso em: 21 nov. 2011.

JESUS, J. B.; NASCIMENTO JÚNIOR, J. M.; GAMA, D. C.; OLIVEIRA, A. M. S. Biometria de sementes de Byrsonima verbascifolia (L.) DC. provenientes da região semiárida da Bahia. Agropecuária científica do semi-árido, Patos-PB, v.14, n.1, p.65-69, Janeiro-Março, 2018.

LEÃO, N. V. M.; SHIMIZU, E. S. C.; FELIPE, S. H. S.; BENCHIMOL, R. L.; NASCIMENTO, M. R. S. M. Morfometria, germinação e sanidade de sementes de tachipeludo. Enciclopédia Biosfera, Centro Científico Conhecer - Goiânia, GO, v.15 n.27; p.142. 2018.

LIMA, A. C.; COSTA, G. R.; SILVA, L. L.; NAVARRO, K. S.; VIANA, R. G. Biometria, embebição e superação de dormência de sementes de bauhinia rufa. II Congressso Inter-nacional de Ciências Agrárias. COINTER-PDVagro 2017. Natal, RN, 2017.

LORENZI, H. Árvores brasileiras: manual de identificação e cultivo de plantas arbóreas nativas do Brasil. Nova Odessa: Plantarum, v. 2.1998. 352 p.

LÚCIO, D. M.; CHAGAS, K. P. T.; CARVALHO, B. L. B.; SILVA, R. A. R.; VIEIRA, F. A. Biometria de Frutos e Sementes da Mangabeira em Populações Naturais do Estado do RN. IV Congresso Nordestino de Engenharia Florestal. 25 a 28 de Novembro de 2013. Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), Vitória da Conquista, BA. P.34.

MARDIA, K. V. Measures of multivariate skewness and kurtosis with applications. Biometrika, London, v. 57, n. 3, p. 519-530, 1970.

MATHUS, M. T.; LOPES, J. C. Morfologia de frutos e plântulas e germinação de sementes de Erythrina variegata L. Revista Brasileira de Sementes, v. 29, n. 3, p. 8-15. 2007.

MELETTI, L. M. M. Maracujá: produção e comercialização. Campinas: Instituto Agronômico. 64 p. (Boletim técnico, 181) , 1999.

MENDONÇA, R. U.; MOURA, C. F. H.; ALVES, R. E.; FIGUEIREDO, R. W.; SOUZA, V. A. B.; Caracterização física de frutos da cajazeira (Spondias mombin L.) oriundos da região meio-norte do Brasil. XX Congresso Brasileiro de Fruticultura 54th Annual Meeting of the Interamerican Society for Tropical Horticulture. 12 a 17 de Outubro de 2008 - Centro de Convenções – Vitória-ES.2008.

MERCADANTE, A. Z.; PFANDER, H. Carotenoids from annatto: a review. Recent Research Developments in Agriculture and Food Chemistry, v. 2, n. 1, p. 79-91, 1998.

MORAES, K. N. O.; ALMEIDA, M. C.; PINHEIRO, R. M.; DIAS, M. R. Q. Avaliação biométrica de sementes de agonandra brasiliensis miersex benth. & hook. f. (opiliaceae). South American Journal of basic education, technical and technological. v. 5 n. 1. P. 170-176. 2018.

NASCIMENTO, R. S. M.; JOSÉ A. CARDOSO, J. A.; COCOZZA, F. D. M. Caracterização física e físico-química de frutos de mangabeira (Hancornia speciosa Gomes) no Oeste da Bahia. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v.18, n.8, p.856–860. Campina Grande PB. 2014.

OLIVEIRA, M.S.; BEARZOTI, E.; VILAS BOAS, F.L.; NOGUEIRA, D.A.; NICOLAU, L.A. Introdução à Estatística. Lavras: Editora UFLA, 2009. 334p.

PEREIRA, K. S. N. Cajá (Spondias mombin L.): características da unidade de dispersão, propagação sexuada e assexuada. Areia: UFPB, 1996. 31p.

PEREIRA, M. D.; ROMEIRO,T. C. O. S.; FLORES, A. V.; SEVERIANO, R. L. Germinação e biometria de frutos e sementes de prosopis juliflora (sw) D.C. Ciência Florestal, Santa Maria, RS. v. 28, n. 3, p. 1271-1281, jul.- set., 2018.

QUADROS, B. R.; OLÍVIA DOMINGUES RIBEIRO, O. D.; RODRIGUES JÚNIOR, O. M. ; WALNICE MARIA OLIVEIRA DO NASCIMENTO, W. M. O. ; CLAUDIO CAVARIANI, C.; COSTA, E. N. Biometria do endocarpo de taperebá (Spondias mombin L. - Anacardiaceae). Revista Cultivando o Saber. v. 8 – n.3, p. 250 – 256. 2015.

RAO, K. V. K.; SCHWARTZ, S. A.; NAIR, H. K.; AALINKEEL, R.; MAHAJAN, S.; CHAWDA, R.; NAIR, M. P. N. Plant derived products as a source of cellular growth inhibitory phytochemicals on PC-3M, DU-145 and LNCaP prostate cancer cell lines. Current Science, 87, p.1585-1588. 2004.

RIBEIRO, R. A. R.; MOREIRA, W. K. O.; SILVA, A. J. C.; COSTA, J. L. P.; CONCEI-ÇÃO JÚNIOR, Z. F.; SILVA, R. T. L. Biometria de sementes de andirobeira em ecossis-tema de várzea no nordeste paraense. Gl. Sci Technol, Rio Verde, GO, v. 09, n. 03, p.116 - 124, set/dez. 2016.

R VERSION 3.1.1. Viena, Áustria: Foundation for Statistical Computing, 2014. (Software).

SACRAMENTO, C.K.; SOUZA, F.X. Cajá (Spondias mombin L.). Jaboticabal: FUNEP, 2000. 42p. (Série Frutas Nativas).

SACRAMENTO, C. K; SOUZA, F. X. Cajá. In: SANTOS-SEREJO, J. A.; DANTAS, J. L. L.; SAMPAIO, C. V.; COELHO, Y. S. (Ed.). Fruticultura tropical: espécies regionais e exóticas-Brasília, DF: Embrapa Informação Tecnológica, 2009. 506 p.

SANSIGOLO, C. S.; NERY, J. T. Distribuição de extremos de temperatura mínima no Estado do Paraná. Revista Brasileira de Agrometeorologia, Santa Maria, v. 8, n. 2, p. 247-253, 2000.

SANTOS, E. A.; PINHEIRO, R. M.; FERREIRA, E. J. L.; ALMEIDA, M. C. Biometria de frutos e sementes e germinação de sorocea muriculata miq. (moraceae) nativa do acre, Brasil. Enciclopédia Biosfera, Centro Científico Conhecer - Goiânia, GO, v.11 n.22; p.486. 2015,

SARMENTO, M. B.; SILVA, A. C. S.; VILLELA, F. A.; SANTOS, K. L.. Biometria de frutos e sementes e crescimento pós-seminal de Acca sellowiana (O. Berg. Burret) Myrtaceae. Caderno de Pesquisa. Santa Cruz do Sul, RS. v. 30, n. 1, p. 01-08, jan./abr. 2018.

SILVA, J. H. V. et al. Resíduo da semente de urucum (Bixa orellana L.) como corante da gema, pele, bico e ovário de poedeiras avaliado por dois métodos analíticos. Ciência e Agrotecnologia, v. 30, n. 5, p. 988-994, 2006.

SOUZA, J. S. I.; MELETTI, L. M. Maracujá: espécies, variedades, cultivo. Piracicaba: Fundação Estudos Agrários Luiz de Queiroz, 1997. 179p.

SOUZA, A. A.; BRUNO, R. L. A.; LOPES, K. P.; CARDOSO, G. D.; WALTER E. PEREIRA, W. E.; JORGE CAZÉ FILHO, J. Semillas de Spondias tuberosa oriundos de frutos cosechados en cuatro estadios de maturación y almacenadas. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v.9, n. 3, p. 372-378, 2005.

SPIEGEL, M. R.; STEPHENS, L. J. Estatística. 4 ed. Porto Alegre: Bookman, 2009. 597 p.

VIEIRA, M. L. C.; CARNEIRO, M. C. Passiflora spp. Passionfruit. In: LITZ, R. (Ed). Biotechnology of fruit and nut crops. Oxford: CABI, p. 436-453, 2004.

VIEIRA, S. Estatística básica. Editora Cengage Learning. São Paulo, SP. 2019. 272 p.

ZAR, J. H. Biostatistical analysis. 5. ed. New York: Prentice Hall, 2010. 944 p.

ZUFFO, A. M.; ANDRADE, F. R.; ZUFFO JÚNIOR, J. M. Caracterização biométrica de frutos e sementes de baru (Dipteryx alata Vog.) na região leste de Mato Grosso, Brasil. Revista de Ciências Agrárias, 2014, 37(4): 463-471. Portugal.

ZUFFO, A. M.; GESTEIRA, G. S.; ZUFFO JÚNIOR, J. M.; ANDRADE, F. R.;. SOARES, I. O.; ZAMBIAZZI, E. V.; GUILHERME, S. R.; SANTOS, A. S. Caracterização biométrica de frutos e sementes de mirindiba (Buchenavia tomentosa Eichler) e de inajá (Attalea maripa [Aubl.] Mart.) na região sul do Piauí, Brasil. Revista de Ciências Agrárias, 2016, V. 39, n. 3: 331-340. Portugal.

Published

2023-06-22

How to Cite

de Assis, J. P., de Lima, I. R. P., França, J. de A., de Sousa, R. P., de Sousa, R. P., Rodrigues, W. M., & Pereira, J. O. (2023). Biometria de semente do maracujá-amarelo no Nordeste do Brasil. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 21(6), 4206–4231. https://doi.org/10.55905/oelv21n6-060

Issue

Section

Articles

Similar Articles

You may also start an advanced similarity search for this article.

Most read articles by the same author(s)