Empreendedorismo rural feminino: mulheres na olivicultura da região sul do Rio Grande do Sul

Authors

  • Alessandra Bandeira da Rosa
  • Alisson Eduardo Maehler
  • Gabrielito Rauter Menezes

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv21n7-051

Keywords:

administração de empresas, economia regional, economia rural, economia agrícola, desenvolvimento econômico, agricultura

Abstract

O empreendedorismo feminino tem crescido em importância no Brasil e no mundo. Cada vez mais as mulheres assumem postos de liderança em empresas e abrem novos negócios. Na agricultura isso não é diferente. Contudo, são poucos os estudos sobre empreendedorismo feminino no agronegócio, em especial no cultivo de oliveiras. Assim, o presente artigo busca entender como atuam e quais oportunidades e barreiras das mulheres empreendedoras na olivicultura no Estado do Rio Grande do Sul, no Brasil. Através de uma abordagem qualitativa com método estudo de casos múltiplos, foram realizadas entrevistas semiestruturadas com empreendedoras no cultivo de oliveiras em pequenas e grandes propriedades rurais no Brasil. Como principais resultados encontramos mulheres motivadas com a produção do seu produto, com alta escolaridade, que buscam conciliar família e trabalho e que não têm essa atividade como principal fonte de renda, mas encontram como barreiras o machismo, estradas precárias e baixa infraestrutura.

References

ASTORGA, P. S. S. (2021) Mulheres empresárias: Uma Abordagem a partir da teoria da Identidade Performativa. Revista Estudos Femininos. v.27ed.3, 2019. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/1806-9584-2019v27n354270>. Epub 21 Out 2019. ISSN 1806-9584. https://doi.org/10.1590/1806-9584-2019v27n354270. Acesso:20/09/2021.

BARBOSA, M. N. M. DA C. (2015). Internacionalizar em parceria no setor do azeite. Lisboa: Instituto Superior de Gestão.

BARAÑANO, A. M. (2008). Métodos e técnicas de investigação em gestão: manual de apoio à realização de trabalhos de investigação. Lisboa: Edições Sílabo.

BRANDÃO, J. F. et al. (2018). Liderança feminina em empresas do agronegócio. Revista Negócios em Projeção, v. 9, n. 1, p. 15.

BRUCHINI, C.; PUPPIN, A. B. (2004). Trabalho de mulheres executivas no Brasil no final do século XX. Cadernos de Pesquisa, v. 34, n. 121, jan./abr.

CHÁVEZ, R.M.E., Fuentes, F.M. del M. and Ruiz-Jiménez, J.M., (2021). Challenging the context: mumpreneurship, copreneurship and sustainable thinking in the entrepreneurial process of women – a case study in Ecuador. Academia Revista Latinoamericana de Administración, 34(3), pp.368–398. https://doi.org/10.1108/ARLA-07-2020-0172.

CHONG-GONZÁLEZ, E. G. (2016). Rural female entrepreneurship. Entramado, v. 12, n. 1, p. 30–36.

CIELO, I. D.; WENNINGKAMP, K. R.; SCHMIDT, C. M. (2014). Female Participation in Agribusiness: The Case of Coopavel – Cooperativa Agroindustrial Cascavel. Revista Capital Científico - Eletrônica, v. 12, n. 1.

DIEGUEZ-CASTRILLON, M. I. et al. (2022). Turismo rural, empreendedorismo e gênero: um estudo de caso na comunidade autônoma da Galiza. Revista de Economia e Sociologia Rural [online]. 2012, v. 50, n. 2 [Acessado 13 Março 2022] , pp. 371-381. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/S0103-20032012000200010>. Epub 20 Jun 2012. ISSN 1806-9479. https://doi.org/10.1590/S0103-20032012000200010.

EISENHARDT, K. M. (1989). Building theories from case study research. The Academy of Management Review, v. 14, n. 04, p. 532-550.

FLAVIANO, V., Zajonz, B.T., Langbecker, T.B. and Arbage, A.P., 2019. Empreendedorismo Rural: Olhares Em Contextos Diversos. Revista Conexão UEPG, 15(3), pp.301–309.

FELISBINO, A. C.; YAMAGUCHI, C. K. (2016). Empreendedorismo feminino nas pequenas propriedades. Congresso Sul Catarinense de administração e comércio exterior. UNESC. Santa Catarina. n.1 .

GEM, I. Relatório Executivo. (2020) - Empreendedorismo no Brasil. [s.l: s.n.]. Acesso em: 3 ago. 2020.

GIL, A. C. (2008). Métodos e técnicas de pesquisa social. 6.ed. São Paulo: Atlas.

GOMES, L. DA S. (2018). Produção de oliveiras e diversificação produtiva: uma abordagem sobre o potencial estratégico para o desenvolvimento territorial. 9 jul. 2018.

GUO, Y., Zhu, L. and Zhao, Y., (2022). Tourism entrepreneurship in rural destinations: measuring the effects of capital configurations using the fsQCA approach. Tourism Review, [online] ahead-of-print(ahead-of-print). https://doi.org/10.1108/TR-07-2022-0333.

JOÃO, P. L.; CONTE, A. (Coord.). Levantamento da fruticultura comercial do Rio Grande do Sul: 2006. Porto Alegre: Emater/RS-ASCAR, 2007.

JOÃO, P. L.; ALMEIDA, G. T. F.; AMBROSINI, L. B. (2017). Nota Técnica: cadastro olivícola 2017. Porto Alegre: Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação/ Câmara Setorial das Oliveiras, 2017. Disponível em: <http://www.agricultura.rs.gov.br/pro-oliva>. Acesso em: 4 abr. 2018.

LIMA, F. F.; DUARTE, G. B. (2021). Cash transfer and female labor supply: evidence from Brazil’s rural area. Revista de Economia e Sociologia Rural [online]. 2021, v. 59, n. 4 [Accessed 13 March 2022] , e217424. Available from: <https://doi.org/10.1590/1806-9479.2021.217424>. Epub 09 July 2021. ISSN 1806-9479. https://doi.org/10.1590/1806-9479.2021.217424.

MACHADO, H. P. V. (2013). Criação de empresas por mulheres: um estudo com empreendedoras em Natal, Rio Grande do Norte. São Paulo, v. 14, n. 5, p. 24.

MAIA, F. S.; GIELDA, J. J.; MAIA, T. S. T. (2019). Empreendedorismo feminino na produção rural: um estudo no oeste catarinense. v. 4, p. 46.

MANCILLA, C. and Amorós, J.E., 2015. Entrepreneurship in regions: differentiated impacts of the socio cultural and gender types. Academia Revista Latinoamericana de Administración, 28(1), pp.45–76. https://doi.org/10.1108/ARLA-04-2013-0031.

MALHOTRA, N. K. (2019). Pesquisa de marketing: uma orientação aplicada. 7. ed. Porto Alegre: Bookman.

MINAYO, M.; DESLANDES, S.; NETO, O. (2001). Pesquisa social: Teoria, método e criatividade. 19 ed. Petrópolis: Vozes.

MENDES, V. P. S.; MARINHO, H. E.; PAULINO, A. G. L. (2019). Inclusão Produtiva, Políticas Públicas e Empoderamento das Mulheres Agriculturas Familiares de Paraipaba -CE. Cadernos Cajuína, v.4, N. 2, p.21-38.

MENEZES, R. S. S.; SILVA, F. D. (2016). Trabalho e identidades de gênero de gestoras de organizações do agronegócio em Minas Gerais. Revista Brasileira de Estudos Organizacionais, v. 3, n. 2, p. 18.

OLIVABR. (2020). OlivaBR Mudas de Oliveira e Consultoria - História. Disponível em: <http://www.olivabr.com/site/olivicultura.ph >. Acesso em: 28 jun. 2020.

REVISTA DA FRUTA. (2021). Informações gerais. Disponível em: http://revistadafruta.com.br/eventos/safra-gaucha-de-azeite-de-oliva-atinge-200-mil-litros-e-conquista-premios-internacionais,399290.jhtml. publicação: 07/07/2021. Data de Acesso:16/08/2021.

SCHEPA, C. DA C.; HOFF, D. N.; GONÇALVES, M. L. L. (2019). Olivicultura e desenvolvimento endógeno: uma análise sobre a emergência do setor em Santana do Livramento, RS. Seminário Internacional sobre Desenvolvimento Regional, v. 0, n. 0, 25 out. 2019.

SAUERESSIG, D. (2018). O desenvolvimento da olivicultura no Rio Grande do Sul: potencialidades e desafios.

SEGABINAZI, G. G. T. (2013). A Inserção da Mulher no Agronegócio. Monografia de Especialização (Especialização em Agronegócios), Faculdade Antônio Meneghetti.

SILVA, L. G. D. et al. (2019). Olivicultura no sul do brasil: Revista Científica Agropampa, v. 1, n. 1, p. 15–35.

SPANEVELLO, R. M. GOULART, H. S. LINK, P. M. (2021). O trabalho feminino nas atividades agropecuárias no contexto do Rio Grande do Sul. Territórios, Redes e Desenvolvimento Regional: Perspectivas e Desafios. Santa Cruz do Sul, RS, Brasil, 13 a 15 de setembro de 2017. disponível em: https://online.unisc.br/acadnet/anais/index.php/sidr/article/view/16692/4216. Acesso em: 16/08/2021.

TONIAL, M. A. L. (2013). A participação da mulher na agroindústria familiar na perspectiva do desenvolvimento rural sustentável.

WALSHAM, G. (1993). Interpreting information systems in organizations. West Sussex: John Wiley&Sons, 1993.

YIN, R. K. (2015). Estudo de caso: planejamento e métodos. 5. ed. Porto Alegre: Bookman.

Published

2023-07-19

How to Cite

da Rosa, A. B., Maehler, A. E., & Menezes , G. R. (2023). Empreendedorismo rural feminino: mulheres na olivicultura da região sul do Rio Grande do Sul. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 21(7), 6771–6792. https://doi.org/10.55905/oelv21n7-051

Issue

Section

Articles