Composição química de grãos de híbridos de canola cultivados em Jataí-GO

Authors

  • Ingrid Maressa Hungria de Lima e Silva
  • João Miguel Camara Justino
  • Rafael Cardoso Lourenço do Anjos
  • José Rubéns Vieira
  • Carla Gomes Machado
  • Givanildo Zildo da Silva
  • Ricardo de Castro Dias
  • June Faria Scherrer Menezes

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv21n6-044

Keywords:

Brassica napus L., teor de proteína, teor de óleo, introdução de cultura

Abstract

A canola tem ganhado destaque no mercado em nível nacional e mundial. É utilizada principalmente como matéria-prima para extração de óleo, sendo destinado à alimentação humana, uso industrial e produção de biocombustível. O crescimento desta cultura está vinculado à qualidade nutricional e ao conteúdo de óleo de seus grãos, além do elevado teor proteico. Há necessidade de informação sobre a composição química dos grãos de híbridos de canola cultivados em novos locais de produção. Objetivou-se com este trabalho avaliar a composição química de grãos de híbridos de canola cultivados no município de Jataí-GO, comparando o teor de óleo, proteína e cinzas entre os grãos dos híbridos e, ao final, identificar se há potencialidade para a produção de canola safrinha em nível de qualidade química de grãos. Cinco híbridos foram avaliados quanto ao teor de óleo, proteína e cinzas. O delineamento experimental inteiramente casualizado foi utilizado, sendo cinco tratamentos e duas repetições. O teor médio de óleo obtido foi menor que a média nacional. O teor médio de proteína dos grãos mostrou-se superior ao valor médio nacional, assemelhando-se à faixa de teor de proteína observada em farelo de canola produzido no Brasil. Híbridos de canola cultivados no município de Jataí-GO apresentam diferença para teor de óleo e proteína, não sendo verificado diferença para teor de cinzas. O híbrido Hyola 575 CL apresentou menor potencial de produção para teor de óleo e o híbrido Hyola 571 CL apresentou menor potencial de produção para teor de proteína nas condições de cultivo Jataí-GO safrinha 2016/17. Há potencialidade para a produção de canola safrinha em nível de qualidade química de grãos para teor de proteína.

References

ASSIS, R. M.; MACHADO, C. G.; CRUZ, S. C. S.; SILVA, G. Z.; BRAZ, M. G.; SILVA, M. H. L. Alternative method of sowing canola hybrids using adhesive tape. Revista ceres, v. 66, n.6, p. 479-485, 2019

ASSIS, R. M.; SILVA, F. A. N.; CARNEIRO, L. C.; SILVA, G. Z.; CRUZ, S. C. S.; MACHADO, C. G. Canola agronomic performance in three sowing dates in jataí-go. Bioscience Journal, v. 36, Supplement 1, p. 36-47, 2020.

ANGELOTTI-MENDONÇA, J.; RIBOLDI, L. B.; SOARES, C. D. F; CASTRO, P. R. C.

E.; KLUGE, R. A. Canola (Brassica Napus L.). Piracicaba: ESALQ - 32 p.: il. (Série

Produtor Rural, nº 61), 2016.

BRASIL, Food Ingredients. Canola. Food Ingredients Brasil, p. 29-34, 2012.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Regras para análise de sementes. Brasília, 2009. 395p.

CANOLA COUNCIL OF CANADA. Canola. Winnipeg, 1999. 23 p.

CANOLA COUNCIL OF CANADA. Canola. Winnipeg, 2010. 38p.

CARVALHO, N. M.; NAKAGAWA, J. Sementes: ciência, tecnologia e produção. 5. ed. Jaboticabal: Funep, 2012. 590 p.

Conab. Campanha Nacional de Abastecimento. Acompanhamento da safra brasileira de grãos. Safra 2022/23.

CONFORTIN, T. C.; TODEROA, I.; LUFTB L.; UGALDEA, G. A.; MAZUTTIA, OLIVEIRAC M. A.; Z. B.; BOTTEGAC, E. L.; KNIESC, A. E.; ZABOTE, G. L. ; TRES, M. V. Oil yields, protein contents, and cost of manufacturing of oil obtained from different hybrids and sowing dates of canola. Journal of Environmental Chemical Engineering, v. 7, n. 2, p. 1-12, 2019.

FERREIRA, D. F. Software Sisvar Versão 4.6. Lavras: DEX/UFLA, v. 429, 2003.

LAURA, A. B. W. H.; NAZARIO, G.; PREGNOLATO, W. Normas analíticas do Instituto Adolfo Lutz: métodos químicos e físicos para análise de alimentos. 3. ed. São Paulo: Instituto Adolfo Lutz. 1985, v. 1, p. 302-330.

MALAVOLTA, E.; VITTI, G. C.; OLIVEIRA, S. A. Avaliação do estado nutricional das plantas: princípios e aplicações. Piracicaba: Associação Brasileira para Pesquisa de Potássio e do Fosfato. 1989.

MORI, C.; TOMM, G. O.; FERREIRA, P. E. P. Aspectos econômicos e conjunturais da cultura da canola no mundo e no Brasil. Passo Fundo: Embrapa Trigo, 2014. (Embrapa Trigo. Documentos, 149).

TOMM, G. O. Canola: planta que traz muitos benefícios à saúde humana e cresce em importância no Brasil e no mundo. A lavoura, p. 46-47, 2007a.

TOMM, G. O. Indicativos tecnológicos para produção de canola no Rio Grande do Sul. Passo Fundo: Embrapa Trigo, 32 p., 2007b. (EMBRAPA Trigo. Sistemas de Produção 3).

TOMM, G. O.; FERREIRA, P. E. P.; AGUIAR, J. L. P.; CASTRO, A. M. G.; LIMA, S. M. V.; MORI, C. Panorama atual e indicações para aumento de eficiência da produção de canola no Brasil. Passo Fundo: Embrapa Trigo, 27 p., 2009b. (EMBRAPA Trigo. Documentos Online 113).

TOMM, G. O.; WIELTHÖLTHER, S.; DALMAGO, G. A.; SANTOS, H. P. Tecnologia para produção de canola no Rio Grande do Sul. Passo Fundo: Embrapa Trigo, 41 p., 2009a. (EMBRAPA Trigo. Documentos Online 113).

Published

2023-06-15

How to Cite

e Silva, I. M. H. de L., Justino, J. M. C., do Anjos, R. C. L., Vieira, J. R., Machado, C. G., da Silva, G. Z., Dias, R. de C., & Menezes, J. F. S. (2023). Composição química de grãos de híbridos de canola cultivados em Jataí-GO. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 21(6), 3901–3913. https://doi.org/10.55905/oelv21n6-044

Issue

Section

Articles

Most read articles by the same author(s)