Aplicação combinada dos métodos technology roadmapping e scrum em uma startup especializada em simuladores virtuais e serviços de realidade aumentada

Authors

  • Carlos André Gomes Giunzioni
  • José Aprígio Carneiro Neto
  • Herlandí de Souza Andrade

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv22n5-047

Keywords:

Technology Roadmapping, Scrum, Startup, Gerenciamento tecnológico, Inovação

Abstract

A gestão tecnológica é essencial para o sucesso das organizações, uma vez que, devido às crescentes demandas, há a necessidade de reinventar o processo de produção devido à competitividade nos setores de mercado brasileiro. Considerando os altos custos de inovação e prazos limitados, as grandes corporações buscam soluções para maximizar seu potencial inovador. Para isso, as startups surgem como uma alternativa para capturar mudanças no ambiente de negócios e converter as informações coletadas em produtos e serviços que atendam às necessidades do mercado por meio de inovações e estruturas enxutas. No entanto, em meio ao cenário da COVID-19, as startups brasileiras têm sofrido uma queda inesperada na receita, resultando em escassez de recursos. Por isso, a antecipação das tendências tecnológicas tornam-se um fator crucial na consolidação das empresas emergentes. Dentro desse contexto, o Technology Roadmapping (TRM) nasceu como um método usado para melhorar a comunicação e o compartilhamento de informações dentro de uma empresa. Associado à metodologia Scrum, ele tem como objetivo incorporar uma visão de futuro, previamente construída, por meio de um roadmap para um framework ágil de gerenciamento de projetos. O principal objetivo deste trabalho é apresentar uma proposta de um processo estruturado de gestão tecnológica, em uma startup, com base na combinação de métodos e técnicas de Technology Roadmapping e Scrum. O método de pesquisa aplicado para este trabalho foi a pesquisa-ação. O mapa construído foi capaz de orientar a estratégia de crescimento da corporação, considerando o capital humano, as tendências de mercado, o lançamento de novos produtos e serviços, bem como outros indicadores fundamentais. A aplicação da metodologia Scrum, ao final do projeto, direcionou a maneira como cada visão genérica explicada no mapa foi gerenciada para um nível com maior detalhe a partir de um plano de ação.

References

Amer, M., & Daim, T. U. (2010). Application of technology roadmaps for renewable energy sector. Technological forecasting and social change, 77(8), 1355-1370. http://dx.doi.org/10.1016/j.techfore.2010.05.002.

Arieli, I. (2024). Chutzpah: Por que Israel É um Hub de Inovação e Empreendedorismo. Porto Alegre: Bookman.

Arruda, C., Nogueira, V., Cozzi, A., & Costa, V. (2015). Causas da mortalidade de startups brasileiras: como aumentar as chances de sobrevivência no mercado. Fundação Dom Cabral. Nova Lima, DOM, 9(25), 26-33.

Associação Brasileira de Startups. (2017). Radiografia do Ecossistema Brasileiro de Startups: O momento da startup brasileira e o futuro do ecossistema de inovação. http://www.abstartups.com.br/.

Bortolo, L. B. (2017). Roadmapping tecnológico aplicado ao setor eletroeletrônico brasileiro: um estudo multicasos a partir da literatura (Bachelor's thesis, Universidade Tecnológica Federal do Paraná).

Carvalho, A. R. S., & Urbina, L. M. S. (2018). Roadmapping e roadmap tecnológico: uma proposta prática para Instituições Científicas e Tecnológicas. Refas-Revista Fatec Zona Sul, 4(2), 1-12.

Dionello, R., Langhi, C., & Okano, M. T. (2020). Educação profissional para startups: uma reflexão sobre o impacto do desenvolvimento de competências empreendedoras para o amadurecimento do ecossistema de startups no brasil. South American Development Society Journal, 5(15), 456.

Ginting, R., Ishak, A., Malik, A. F., & Satrio, M. R. (2020, December). Product development with quality function deployment (QFD): a literature review. In IOP Conference Series: Materials Science and Engineering (Vol. 1003, No. 1, p. 012022). IOP Publishing. https://doi.org/10.1088/1757-899x/1003/1/012022.

Gompers, P., Gornall, W., Kaplan, S. N., & Strebulaev, I. A. (2021). Venture capitalists and COVID-19. Journal of Financial and Quantitative Analysis, 56(7), 2474-2499.

Hillegas-Elting, J. V. (2016). Roadmapping & maturity models: Coming to a view of the forest. Bonneville Power Administration Technology Innovation Office.

Ishak, A., Ginting, R., Suwandira, B., & Malik, A. F. (2020, December). Integration of kano model and quality function deployment (QFD) to improve product quality: a literature review. In IOP Conference Series: Materials Science and Engineering (Vol. 1003, No. 1, p. 012025). IOP Publishing. https://doi.org/10.1088/1757-899X/1003/1/012025.

Leite, A. L., & Lemos, D. D. C. (2022). Utilização da pesquisa-ação no campo das ciências sociais aplicadas. REAd. Revista Eletrônica de Administração (Porto Alegre), 28, 64-91. https://doi.org/10.1590/1413-2311.345.114473.

Londo, H. M., More, E., Phaal, R., Würtenberger, L., & Cameron, L. (2013). Background paper on technology roadmaps (TRMs). Petten: ECN.

Luís, A. F., & Santos, D. (2019). Fatores de Sucesso e Insucesso em startups (Doctoral dissertation).

Maciel, J. R., Becker, J. B. W., Gomes, R. A. D. O. S., & Teixeira, C. S. (2018). A interação entre grandes empresas e startups: desafios da inovação aberta. Revista Eletrônica Do Alto Vale Do Itajaí (REAVI), 7(13), 01–09. https://doi.org/10.5965/2316419007112018001.

Mena, M. (2020). Análise de Veículos Elétricos a Bateria no Brasil: Uma Abordagem Swot. 2020 (Doctoral dissertation, Dissertação (Mestrado em Ciências). Universidade de São Paulo).

Oliva, F. L., & Kotabe, M. (2019). Barriers, practices, methods and knowledge management tools in startups. Journal of knowledge management, 23(9), 1838-1856.

Oliveira, M. G. D., Freitas, J. S., Fleury, A. L., Rozenfeld, H., Phaal, R., Probert, D., & Cheng, L. C. (2019). Roadmapping: uma abordagem estratégica para o gerenciamento da inovação em produtos, serviços e tecnologias. Rio de Janeiro: Alta Books.

Phaal, R., & Muller, G. (2009). An architectural framework for roadmapping: Towards visual strategy. Technological forecasting and social change, 76(1), 39-49.

Rodrigues, A. C. (2019). Desenvolvimento de produtos ágil: lean, scrum e lean startup-uma pesquisa-ação na indústria de medical devices (Doctoral dissertation, Universidade de São Paulo). Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade. São Paulo.

Silva, F. A. D. M. (2013). Fatores que contribuem para o insucesso das startups: o reverso da" medalha" (Doctoral dissertation). Universidade do Minho - Braga, Portugal.

Silveira Junior, L. A. B., Vasconcellos, E., Guedes, L. V., Guedes, L. F. A., & Costa, R. M. (2018). Technology roadmapping: A methodological proposition to refine Delphi results. Technological Forecasting and Social Change, 126, 194-206.

Schwaber, K., & Sutherland, J. (2013). Guia do SCRUM. Harvard Business Review, IV, 163–179.

Teberga, P. M. F., Oliva, F. L., & Kotabe, M. (2018). Risk analysis in introduction of new technologies by start-ups in the Brazilian market. Management Decision, 56(1), 64-86.

Teixeira, P. (2021). Lista de startups unicórnio brasileiras e promessas para 2021. Troposlab. https://troposlab.com/lista-startups-uniconio-brasileiras/.

Wurjaningrum, F. (2008). Design of education service quality improvement of Airlangga university by applying Quality Function Deployment (QFD) model. In 2008 International Conference on Service Systems and Service Management (pp. 1-6). IEEE.

Published

2024-05-06

How to Cite

Giunzioni, C. A. G., Carneiro Neto, J. A., & Andrade, H. de S. (2024). Aplicação combinada dos métodos technology roadmapping e scrum em uma startup especializada em simuladores virtuais e serviços de realidade aumentada. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 22(5), e4532. https://doi.org/10.55905/oelv22n5-047

Issue

Section

Articles