Ajustes nos testes de vigor para avaliação da qualidade fisiológica de sementes de milho

Authors

  • Martha Freire da Silva
  • Victor Hugo Borsuk Damião
  • Cleverton Timóteo de Assunção
  • Nátally Emanuelly dos Santos
  • Tiago Roque Benetoli da Silva
  • Daiane Almeida Genari

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv22n3-101

Keywords:

Zea mays L., Análise de imagens, envelhecimento acelerado, Vigor-S

Abstract

O milho é uma cultura de extrema importância econômica e social, indispensável para a segurança alimentar da população mundial. Como a demanda pelo cereal tem sido muito elevada, os produtores têm requerido produtividade cada vez maior. Para se atingir alta produtividade é necessária a utilização de sementes com alta qualidade fisiológica, que é averiguada por meio de testes de germinação e vigor. Existem inúmeros testes para verificação do vigor. No entanto, estes são laboriosos, demandam tempo, mão de obra e nem sempre têm sido preditivos do vigor das sementes em campo. Desta forma, há a necessidade de estudos para aprimoramento ou elaboração de novos testes. Portanto, este trabalho teve por objetivo verificar a eficácia de ajustes nos testes de vigor para a averiguação da qualidade fisiológica de sementes de milho, utilizando-se o teste de envelhecimento acelerado modificado, seguido da análise computadorizada das imagens das plântulas oriundas das sementes envelhecidas. Foram utilizadas sementes de duas cultivares e dois lotes para cada cultivar. Foi realizada a caracterização do vigor dos lotes e, posteriormente, foram realizados os testes de envelhecimento acelerado a 41 e 45 °C, por 24, 48 e 72 horas, seguido da análise computadorizada de imagens de plântulas, oriundas das sementes envelhecidas. O envelhecimento das sementes à temperatura de 41°C por 72 horas, seguido da análise automatizada do comprimento de plântulas, executado por meio do Software Vigor-S, apresenta potencial para ser utilizado como uma nova metodologia para avaliação da qualidade fisiológica de sementes de milho.

References

ALVARENGA, R. O.; MARCOS-FILHO, J.; GOMES-JUNIOR, F. G. Avaliação do vigor de sementes de milho superdoce por meio da análise computadorizada de imagens de plântulas. Revista Brasileira de Sementes. vol. 34, nº 3 p. 488 - 494, 2012.

ÁVILLA, M. R.; BRACCINI, A. de L.; SCAPIM, C. A. Teste de comprimento de plântulas sob estresse hídrico na avaliação do potencial fisiológico das sementes de milho. Revista Brasileira de Sementes [online]. 2007, v. 29, n. 2, pp. 117-124. Epub 27 Set 2007. ISSN 0101-3122. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0101-31222007000200016. Acesso em: 3 set. 2022.

BITTENCOURT, S. R. M. de; VIEIRA, R. D. Temperatura e período de exposição de sementes de milho no teste de envelhecimento acelerado. Revista Brasileira de Sementes [online]. 2006, v. 28, n. 3, pp. 161-168. Epub 07 Fev 2007. ISSN 0101-3122. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0101-31222006000300023. Acesso em: 3 set. 2022

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Regras para análise de sementes. Secretaria de Defesa Agropecuária. Brasília: Mapa/ACS, 2009. 395 p.

CASTAN, D. O. C.; GOMES-JUNIOR, F. G.; MARCOS-FILHO, J. Vigor-S, a new system for evaluating the physiological potential of maize seeds. Scientia Agricola. Nsystem for seed vigor assessment. Piracicaba SP. Scielo, 2018. v. 75, n.2, p. 167-172, 2018.

CONAB – Companhia Nacional de abastecimento. Acompanhamento da safra brasileira, Safra 2022/23, Brasília. 2023.

COSTA, L. de L. Qualidade de germoplasma de soja conservado em câmara fria. Orientador: Lindomar Maria da Silveira. 2021, 51 f. Monografia (Graduação em Agronomia) – Centro de Ciências Agrárias e Florestais, Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Mossoró, 2021.

DUTRA, A. S.; VIEIRA, R. D. Envelhecimento acelerado como teste de vigor para sementes de milho e soja. Ciência Rural [online]. 2004, v. 34, n. 3, pp. 715-721. Epub 02 Jul 2004. ISSN 1678-4596. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0103-84782004000300010. Acesso em: 3 set. 2022.

FESSEL, S. A. et al. Temperatura e período de exposição no teste de envelhecimento acelerado em sementes de milho. XI CONGRESSO BRASILEIRO DE SEMENTES. Teste de envelhecimento acelerado em sementes de milho. Revista Brasileira de Sementes. Brasília. v. 22, n. 2, p. 163-170, 2000.

FERREIRA, D. F. Estatística básica. Lavras: Editora UFLA. Capítulo 13- Correlação Linear Simples. p.539. 2005.

FINCH-SAVAGE, W. E.; BASSEL, G. W. Seed vigour and crop establishment: extending performance beyond adaptation. Journal of Experimental Botany, v. 67, n. 3, p. 567–591, fevereiro de 2016. Disponível em: https://doi.org/10.1093/jxb/erv490. Acesso em: 3 set. 2022.

FRATTINI, J.A. Cultura do milho: instruções sumárias. Campinas: CATI/COT, 1975. 26 p.

GOMES, E. M. L.; PEREIRA, R. S.; NASCIMENTO, W. M. Germinação de sementes de milho-doce sob diferentes temperaturas. Horticultura Brasileira, Brasília, v. 22, Suplemento CD-ROM, julho 2004.

GOMES-JUNIOR, F. G.; VAZ, C. M. P.; CICERO, C. M. P.; JORGE, L. A. C.; Procedimentos para avaliação da estrutura de sementes de soja e milho por microtomografia computadorizada de raios X. Simpósio Nacional de Instrumentação Agropecuária. P. 621-624. 2014. Embrapa.

KRZYZANOWSKI, F. C.; VIEIRA, R. D.; FRANÇA NETO, J. B. (Ed.) Vigor de sementes: conceito e testes. ABRATES, Londrina, 1999.

MACIEL, L. M.; TUNES, L. V. M. de. A importância do controle de qualidade nas sementes de milho/ The importance of quality control in corn seeds. Brazilian Journal of Development, [S.l.], v. 7, n. 5, p. 49934–49938, 2021. Disponível em: https://www.brazilianjournals.com/ojs/index.php/BRJD/article/view/30011. Acesso em: 5 set. 2022.

MAGUIRE, J.D. Speed of germination-aid in selection and evaluation for seedling emergence and vigor. Crop Science, Madison, v.2, n.2, p.176-177, 1962.

MARCOS-FILHO, J., KIKUTI, A. P.; LIMA, L. B. Métodos para avaliação do vigor de sementes de soja, incluindo a análise computadorizada de imagens. Revista Brasileira de Sementes, v. 31, n. 1, p.102-112, 2009.

MIGUEL, M. H.; CICERO, S. M. Teste de frio na avaliação do vigor de sementes de feijão. Scientia Agricola [online]. 1999, v. 56, n. 4, pp. 1233-1243. Epub 22 Dez 2000. ISSN 1678-992X. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0103-90161999000500027. Acesso em: 3 set. 2022.

MUNIZZI, A.; BRACCINI, A. L.; RANGEL, M. A. S.; SCAPIM, C. A.; ALBRECHT, L. P. Qualidade de sementes de quatro cultivares de soja, colhidas em dois locais no estado de Mato Grosso do Sul. Revista Brasileira de Sementes, Brasília, v. 32, n. 1, p. 176-185, 2010.

NITSCHE, P. R. et al. Atlas Climático do Estado do Paraná. Londrina, PR: IAPAR, 2019. Disponível em: http://www.idrparana.pr.gov.br/system/files/publico/agrometeorologia/atlasclimatico/atlas-climatico-do-parana-2019.pdf. Acesso em: 17 set 2022.

PERES, W. L. R. Testes de vigor em sementes de milho. Orientador: Nelson Moreira de Carvalho. 2009, 50 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, 2009. Disponível em: http://hdl.handle.net/11449/96805. Acesso em: 3 set. 2022.

POWELL, A. A. Cell membranes and seed leachate conductivity in relation to the quality of seed sowing. Journal of Seed Technolology, Lansing, v. 10, n. 2, p. 81- 100, 1986.

CORE TEAM. R: A language and environment for statistical computing. R Foundation for Statistical Computing, Vienna, Austria. URL https://www.R-project.org/. 2023.

ROCHA, C. S. et al. Physiological quality of popcorn seeds assessed by the accelerated aging test. Journal of Seed Science, v.40, n.4, p.428-434, 2018.

RODRIGUES, M.; GOMES-JUNIOR, F. G.; MARCOS-FILHO, J. Vigor-S: System for Automated Analysis of Soybean Seed Vigor. Journal of Seed Science, v.42, e202042039, 2020.

SAKO, Y.; MCDONALD, M.B.; FUJIMURA, K.; EVANS, A.F.; BENNETT, M.A. A system for automated seed vigor assessment. Seed Science and Technology, v.29, n.3, p.625-636, 2001. Disponível em: https:// www.eurofinsus.com/media/162083/seed-vigor-imaging-system.pdf. Acesso em: 29 set. 2022.

SANTOS, D. M.; BALDONI, A. Avaliação da qualidade fisiológica de sementes de milho. Avaliação da qualidade de sementes. Revista GETEC, v.7, n.19, p.19- 30/2018.

SANTOS, P. M.; GONDIM, T.C.O.; ARAÚJO, E.F.; DIAS, D.C.F.S. Avaliação da qualidade fisiológica de sementes de milho-doce pelo teste de envelhecimento acelerado. Revista Brasileira de Sementes, Pelotas, v.24, n.1, p.91-96, 2002.

SILVA, M. A. D.; VIEIRA, R. D.; SANTOS, J. M. Influência do envelhecimento acelerado na anatomia da testa de sementes de soja, cv. Monsoy 8400. Revista Brasileira de Sementes, v.30, n.2 p. 91-99, 2008.

SPINOLA, M. C. M.; CÍCERO, S. M.; MELO, M. de. Alterações bioquímicas e fisiológicas em sementes de milho causadas pelo ao envelhecimento acelerado. Scientia Agricola [online]. 2000, v. 57, n. 2, pp. 263-270. Epub 31 Jul 2000. ISSN 1678-992X. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0103-90162000000200011. Acesso em: 3 set. 2022.

ZÔRZO, F. Seleção de híbridos de milho em múltiplos locais no Cerrado em cultivo de segunda safra. Orientador: Marcelo Fagioli. 2019. 101f. Dissertação (Mestrado em Agronomia)- Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, UnB, 2019.

Published

2024-03-13

How to Cite

Silva, M. F. da, Damião, V. H. B., Assunção, C. T. de, Santos, N. E. dos, Silva, T. R. B. da, & Genari, D. A. (2024). Ajustes nos testes de vigor para avaliação da qualidade fisiológica de sementes de milho. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 22(3), e3728. https://doi.org/10.55905/oelv22n3-101

Issue

Section

Articles

Most read articles by the same author(s)