Avaliação da tolerância ao calor de vacas de diferentes composições raciais Holandês x Gir no estado de Goiás

Authors

  • Nubyaline Gomes de Mendonça
  • Odair Antonio Alves de Melo Neto
  • Adriana Santana do Carmo
  • Rodrigo Zaiden Taveira
  • Osvaldo José da Silveira Neto
  • Lucas Yuri da Silva Barboza

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv22n3-047

Keywords:

bovinocultura leiteira, cruzamento, estresse térmico

Abstract

Objetivou-se avaliar a termotolerância em ambiente tropical, de vacas de três diferentes composições raciais Holandês (H) x Gir (G), no intuito de identificar a que apresenta maior desafio térmico pelo calor. Foram avaliadas 15 vacas em lactação com a seguinte composição: 05 vacas 1/2 H-G, 05 vacas 3/4 H-G e 05 vacas 7/8 H-G. Foi conduzido um teste de tolerância ao calor, tendo sido avaliado os seguintes parâmetros fisiológicos: frequência respiratória (FR); temperatura de superfície corporal (TSC); temperatura de superfície de úbere (TSU); temperatura retal (TR); taxa de sudação (TS) e escore de ofegação (EO). Os parâmetros bioclimatológicos avaliados foram: temperatura de bulbo seco; ponto de orvalho, temperatura de bulbo úmido; umidade relativa; velocidade do vento; índice de temperatura e umidade (ITU). Tendo em vista a FR, os animais com composição racial 7/8 H-G, apresentaram os valores mais elevados, provavelmente em função de apresentarem maior composição genética da raça Holandesa, com valor de 70,29 mpm. Em relação a TS, a composição genética 1/2 H-G, apresentou o maior valor, seguida pela 3/4 H-G e 7/8 H-G. Os maiores valores para o EO e TSU foram encontrados nos animais com a composição 7/8 H-G.  As aferições realizadas no período vespertino (15h), revelaram que a estimativa de correlação do índice de tolerância ao calor (ITC) com a TR foi significativa (p<0,05), nas três composições raciais avaliadas, sendo negativas e de alta magnitude. A estimativa de correlação da TS com a FR se mostrou significativas (p<0,05) para as composições 1/2H-G e 7/8H-G, sendo negativas e de alta magnitude. A correlação da TSC com a TSU foi significativa (p<0,05), sendo positiva e de alta magnitude, nas três composições raciais. A composição racial 7/8H-G apresentou maior desafio térmico pelo calor, quando comparada aos outros grupos avaliados.

References

AZEVEDO, M.D.; PIRES, M.D.F.A.; SATURNINO, H.M.; LANA, A. M. Q.; SAMPAIO, I.B.M.; MONTEIRO, J.B.N.; MORATO, L.E. Estimativa de níveis críticos superiores do índice de temperatura e umidade para vacas leiteiras 1/2, 3/4 e 7/8 Holandês-Zebu em lactação. R. Bras. Zootec. 34 (6). Dez 2005. https://doi.org/10.1590/S1516-35982005000600025.

BACCARI JUNIOR, F.; POLASTRE, R.; FRÉ, C. A.; ASSIS, P. S. Um novo índice de tolerância ao calor para bubalinos: correlação com o ganho de peso. In: REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE DE ZOOTECNIA, 23., 1986, Campo Grande, MS. Anais... Campo Grande: SBZ, 1986.

BERMAN, A. Influence of some factors on the relative evaporative rate from the skin of cattle. Nat., London, v.179, n. 4572, p. 1256, 1957.

BROWN-BRANDL, T.M. Understanding heat stress in beef cattle. R. Bras. Zootec. 47, 2018. https://doi.org/10.1590/rbz4720160414.

CASTRO, A.L.O.; CARVALHO, C.C.S.; RUAS, J.R.M.; PEREIRA, K.C.B.; MENE-ZES, G.C.C.; COSTA, M.D. Parâmetros fisiológicos de vacas F1 Holandês x Zebu cria-das em ambientes com e sem sombreamento. Arq. Bras. Med. Vet. Zootec., v.70, n.3, p.722-730, 2018. http://dx.doi.org/10.1590/1678-4162-9305.

COSTA, H.C.; MARCUZZO, F.N.; FERREIRA, O.M.; ANDRADE, L.R. Espacialização e Sazonalidade da Precipitação Pluviométrica do Estado de Goiás e Distrito Federal. Revista Brasileira de Geografia Física. 01 (2012) 87-100.

DALTRO, D.D.S.; FISCHER, V.; AFONZO, E.P.M.; DALCIN, V.C.; STUMPF, M.T.; KOLLING, G.J.; SILVA, M.V.G.B.D.; MCMANUS, C. Infrared thermography as a method for evaluating the heat tolerance in dairy cows. R. Bras. Zootec., 46(5):374-383, 2017.

DALTRO, Andressa Machado et al. Efeito do estresse térmico por calor na produção de vacas leiteiras. Pesquisa Agropecuária Gaúcha, v. 26, n. 1, p. 288-311, 2020.

IGONO, M.O., BJTVEDT, G., SANFORD-CRANE, H.T., 1992, Environmental profile and critical temperature effects on milk prodution of Holsteins cows in desert climate, International. Journal of Biometeorology, 36 77—87.

MCMANUS, C.M.; LOUVANDINI, H.; PAIM, T.P.; SILVA. F.C.P.E.; BERNAL, F.E.M. Factotrs affecting heat tolerance in crossbred cattle in central Brazil. Cienc. anim. bras., Goiânia, v.15, n.2, p. 152-158, abr./jun. 2014.

MADER, T. L., DAVIS, M. S., BROWNBRANDL, T., 2006, Environmental factors influencing heat stress in feedlot cattle. Journal of Animal Science. 84 712–719.

MARTELLO, L. S., SAVASTANO, JR. H., SILVA, S. L., TITTO, E. A. L., 2004, Respostas fisiológicas e produtivas de vacas holandesas em lactação submetidas a diferentes ambientes. Revista Brasileira de Zootecnia. 33 181—191.

RICCI, G.D., ORSI, A.M., DOMINGUES, P.F., 2013, Estresse calórico e suas interferências no ciclo de produção de vacas de leite. Veterinária e Zootecnia. 20, 381—390.

RESENDE, Bruna Inácia et al. Impacto dos efeitos ambientais na produção de leite e parâmetros clínicos na raça Holandesa. Pubvet, v. 15, p. 180, 2021.

SAS INSTITUTE INC. SAS/STATTM Guide for Personal Computers, (Version 6 Edition. Cary, NC: SAS Institute Inc.), 1985.

SCHLEGER, A. V., TURNER, H. G., 1965, Sweating rates of cattle in the field and their reaction to diurnal and seasonal changes, Australian Journal of Agricultural Research. 16 92—106.

SILANIKOVE, N., 2000, Effects of heat stress on the welfare of extensively managed domestic ruminants. Livestock Production Science, 67 1—18.

YANO, M.; SHIMADZU, H.; ENDO, T. Modelling temperature effects on milk production: a study on Holstein cows at a Japanese farm. Springer Open Journal. 3:129, 2014.

ZIMBELMAN, R., 2009, A re-evaluation of the impact of temperature humidity index (THI) and black globe humidity index (BGHI) on milk production in high producing dairy cows, Proceedings of the Southwest Nutrition and Management. Conference 1 26—27.

Published

2024-03-05

How to Cite

de Mendonça, N. G., de Melo Neto, O. A. A., do Carmo, A. S., Taveira, R. Z., da Silveira Neto, O. J., & Barboza, L. Y. da S. (2024). Avaliação da tolerância ao calor de vacas de diferentes composições raciais Holandês x Gir no estado de Goiás. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 22(3), e3625. https://doi.org/10.55905/oelv22n3-047

Issue

Section

Articles

Most read articles by the same author(s)