Seleção de áreas prioritárias para reflorestamento em bacias hidrográficas na região sudeste do Brasil

Authors

  • Gabriele Teixeira da Silva Ximenes
  • Luis Felipe Umbelino dos Santos
  • José Augusto Ferreira da Silva

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv22n3-012

Keywords:

restauração florestal, recursos hídricos, preservação ambiental

Abstract

Os critérios metodológicos para a seleção de áreas prioritárias para a conservação devem seguir um regulamento bem estruturado, pois constituem importante estratégia de gestão. A escolha, o mapeamento e a distribuição dos investimentos financeiros para ações de conservação e restauração precisam estar associados a metodologias consistentes de apoio à tomada de decisão para estes locais. Diante disso, objetivou-se analisar as principais metodologias utilizadas para a seleção de áreas prioritárias para o reflorestamento de bacias hidrográficas. O procedimento utilizado consistiu-se em uma revisão de literatura nas plataformas Portal de Periódicos CAPES/MEC e Google acadêmico nos últimos cinco anos, 2018 a 2023. Como resultados, a abordagem multicriterial e a análise econômica com uso dos dados do CAR para definição de áreas prioritárias, em ambiente SIG, foram apontadas de forma mais frequente pelos autores, como estratégicas e eficazes, além de prática para aprimorar o custo-efetividade de implementação e manutenção de esquemas de Pagamento por Serviços Ambientais, uma vez que facilita o planejamento, a otimização e o sucesso das ações.

References

ALIBIO Oppliger, E., & Morbeck de Oliveira, A.K. (2022). TURISMO COMO POSSIBILIDADE ECONÔMICA PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DA COMUNIDADE QUILOMBOLA DE FURNAS DOS BAIANOS, AQUIDAUANA, MATO GROSSO DO SUL. Revista Brasileira De Gestão E Desenvolvimento Regional,V.18, N.2, P. 1-2,mai-ago/2022.Taubaté,SP, Brasil. https://doi.org/10.54399/rbgdr.v18i2.6498.

ALMEIDA. C. F.; HAMER. L. J.; LISBOA. R. M. Road Condition Index (RCI) Development For Cycling Systems for Cycling Systems´Quality Assessment in Urban Areas. Revista Jatobá, Goiânia, 2020, v.2, e- 66825.

ALVES, L. A.; LIMA, V. S.; MIRO, J. M. R.; COELHO, A. L. N. Classificação Geomorfológica das lagoas da Região Hidrográfica do Baixo Paraíba do Sul-RJ. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA FÍSICA APLICADA, 15., 2013, Vitória, ES. Anais... Vitória, 2013, p. 1200-1208.

ALVES, L. A.; MIRO, D. O.; LIMA, V. S.; MIRO, J. M. R. O Pantanal Fluminense: um estudo da correlação entre suas lagoas e o relevo da Região Norte do estado do Rio de Janeiro. XV ENCUENTRO DE GEÓGRAFOS DE AMÉRICA LATINA: POR UMA AMÉRICA LATINA UNIDA Y SUSTENTETABLE, 2015, La Habana, Cuba.

ALVES, L. A.; MIRO, J. M. R. Variação temporal dos espelhos d’água das lagoas do Sistema Campelo/RJ. Saarbrücken: Novas Edições Culturais, 2016.

ANIDO, N. M. R. Caracterização hidrológica de uma microbacia experimental visando identificar indicadores de monitoramento ambiental. 2002. 69f. Dissertação (Mestrado em Recursos Florestais) - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, São Paulo, 2002.

ANTUNES, Ricardo. Trabalho e precarização numa ordem neoliberal. In: GENTILI, Pablo A. A.; FRIGOTTO, Gaudêncio (Org.). A cidadania negada: políticas de exclusão na educação e no trabalho. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2011. p. 35-48.

ASSING, A. B. B. C; Hydrological and soil erosion modeling. Ph.D. Dissertation presented to the Graduete Program on Environmental Science, at the Institute of Energy and Environmental, University of São Paulo, to obtain the degree of Doctor in Environmental science. São Paulo, 2018.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6023: informação e documentação: referências: elaboração. Rio de Janeiro, 2002.

BACCAN, Nivaldo et al. Química analítica quantitativa elementar. 3. ed. rev. ampl. e reest. São Paulo: Edgard Blücher, 2001.

BEGON, Michael; TOWNSEND, Colin R.; HARPER, John L. Ecology: individuals, populations and communities. 3nd. ed. Massachusetts: Blackwell, 1996.

BELLUSCI, Silvia Meirelles. Doenças profissionais ou do trabalho. 11. ed. São Paulo: Senac, 1996.

BIDEGAIN, I.; CERDA, C.; CATALÁN, E.; TIRONI, A.; LÓPEZ-SANTIAGO, C.. Social preferences for ecosystem services in a biodiversity hotspot in South America. Plos One, v. 14, n. 4, p. 1-12, 22 abr. 2019. DOI: http://dx.doi.org/10.1371/journal.pone.0215715.

BOSCANA, M.; BUSSONI, A.; BENTANCUR, O.. Produção de madeira e retorno financeiro em dois sistemas silvipastoris. Agrociência. Urug. , Montevidéu, v. 27, e793, 2023.

BRANDON K. et al. Conservação brasileira: desafios e oportunidades. MEGADIVERSIDADE, Volume 1, Nº 1. Julho 2005.

CARRAHER, Terezinha Nunes (Org.). Aprender pensando. Petrópolis: Vozes, 1989.

CARVALHO.J, O.O.; Desai, M. Conservation tourism as a strategy to promote the conservation of biodiversity among BRICS countries.Revista Brasileira de Ecoturismo, São Paulo, v 14, n.3, ago-out 2021, pp.351-367.

CASTRO, M.R; MARCIONÍLIO, O de. L.M.S; MORAIS, A. W; ALVES, S.W; OLIVEIRA, D. L; TEIXEIRA B. M; OLIVEIRA S. M. D. Análise espaçotemporal de indicadores de qualidade da água em uma bacia hidrográfica do Cerrado brasileiro. Water Supply, Vol 23 No 3, 1161. DOI: 10.2166/ws.2023.061.

DORNELAS. V. S. CHINA SHOCK: ENVIRONMENTAL IMPACTS IN BRAZIL. Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Economia da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidades da Universidade de São Paulo como requisito parcial para a obtenção do título de Mestre em Ciências. 90 páginas. São Paulo, 2019.

ELLWANGER. J.H. et al. Beyond diversity loss and climate change: Impacts of Amazon deforestation on infectious diseases and public health. An Acad Bras Cienc (2020) 92(1): e20191375 DOI 10.1590/0001-3765202020191375 Anais da Academia Brasileira de Ciências | Online ISSN 1678-2690 www.scielo.br/aabc.

FARINHA. M.J.U.S.; REFLEXOS DAS PRÁTICAS DE PRESERVAÇÃO E RENTABILIDADE NAS UNIDADES DE CONSERVAÇÃO BRASILEIRAS. Dissertação apresentada à Universidade Federal da Grande Dourados – Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Economia, para defesa no Mestrado em Agronegócios. 106 páginas. Dourados/MS, 2019.

FERRÃO, R.G.; FONSECA, A.F.A. da.; FERRÃO, M.A.G.; DE MUNER, L. H. (Org.). Cultivo Sustentável do Café Conilon. 3ª edição atualizada e ampliada Vitória, ES : Incaper, 2019. Cap. 26, pág. 779-891.

FERREIRA D. N, V.; GINELI DE JESUS, W.; CARVALHO DA GRAÇA, B.; GONÇALVES, R. A.; PEREIRA TERÇAS, A. C.; YURI HATTORI, T. Trajeto de pessoas com deficiência à unidade de saúde da família. Revista Enfermagem Contemporânea, [S. l.], v. 7, n. 1, p. 13–19, 2018. DOI: 10.17267/2317-3378rec.v7i1.1215. Disponível em: https://www5.bahiana.edu.br/index.php/enfermagem/article/view/1215. Acesso em: 21 mar. 2023.

GEIGER, P. P. A Região Setentrional da Baixada Fluminense. In: Revista Brasileira de Geografia. Ano XVIII. n. 1. p. 3-67. Janeiro a Março de 1956.

GJORUP et al,. Análise de procedimentos para seleção de áreas prioritárias em programas de pagamento por serviços ambientais hídricos. Rev. Ambient. Água vol. 11 n. 1 Taubaté – Jan. / Mar.

GUEDES, M.N.P. O impacto do Marketing no Turismo Sustentável: Estudo de caso aplicado às unidades hoteleiras na Região Norte de Portugal. Dissertação de Mestrado Mestrado em Direção Hoteleira – Ramo Comercial e Marketing. 185 páginas. Vila do Conde, outubro de 2022.

GUERRERO, J. V. R; Zoneamento geoambiental voltado ao desenvolvimento territorial sustentável do município de Brotas, SP. Tese apresentada ao Programa de PósGraduação em Ciências Ambientais da Universidade Federal de São Carlos, como parte dos requisitos para a obtenção do título de Doutor em Ciências Ambientais. São Carlos, 2020.

HENRIQUE, Ellwanger et al. Além da perda de diversidade e das mudanças climáticas: Impactos do desmatamento da Amazônia nas doenças infecciosas e na saúde pública. Volume 92, págs. 1-33 , 2020.

HISSA, H. R. H., & Assis, R. L. de A.. APRENDIZADOS DO CICLO DO PROGRAMA RIO RURAL NA PRODUÇÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS. GEOgraphia, 25(54). 2023. DOI: https://doi.org/10.22409/GEOgraphia2023.v25i54.a53106

INSTITUTO ESTADUAL DO AMBIENTE. Estação Ecológica Estadual de Guaxindiba: plano de manejo. Rio de Janeiro: INEA, 2010.

INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS ESPACIAIS. Topodata: Banco de Dados Geomorfométricos do Brasil, 2011.

JARDIM J. PROFILE OF ENTREPRENEURS IN THE CONTEXT OF CRISIS: EMOTIONAL, ORGANIZATIONAL AND COMMUNICATIONAL TRACES. ATAS VI ENCONTRO CIENTÍFICO UI&D. Página 239 - 250. Santarém. Junho, 2020.

LEAL. L.L. Um estudo de Quintais Agroecológicos em espaços urbanos na zona Oeste do Município do Rio de Janeiro. Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do grau de Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Engenharia Urbana e Ambiental da PUC-Rio. 61 páginas. Rio de Janeiro, março de 2020.

LEMBI, R. C; Estado e tendências dos serviços ecossistêmicos na área de proteção ambiental de Campinas. Dissertação apresentada ao Instituto de Biologia da Universidade Estadual de Campinas como parte dos requisitos exigidos para a obtenção do Título de Mestre em Ecologia. CAMPINAS, 2021.

LOVEJOY, T.E. Homage to Eneas Salati: The Quest for Amazon Sustainability. REPATS, Brasília/Brazil, Special Issue, nº 01, p.197-202, Jul-Dec, 2018.

MARQUES, M.C. DIAGNÓSTICO DA PRODUÇÃO DE SEMENTES E MUDAS NO ESTADO DO AMAZONAS. Dissertação apresentada ao Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia como parte dos requisitos para obtenção do título de Mestre em Ciências de Florestas Tropicais. Manaus, AM. 111 páginas. Março, 2019.

MELLO, K. D.; COSTA, D. R.D.A; VALENTE, R. A.; VETTORAZZI, C. A.. Multicriteria Evaluation for Protected Area Definition Aiming at Water Quality Improvement. Floresta e Ambiente, São Paulo/Brasil, v. 25, n. 3, p. 1-10, 28 maio 2018. DOI: https://doi.org/10.1590/2179-8087.013416.

METZGER, J. P.; CASATTI, L.. Do diagnóstico à conservação da biodiversidade: o estado da arte do programa BIOTA/FAPESP. Biota Neotropica, São Paulo, v. 6, n. 2, p.1-23, maio 2006.

MMA.MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE (org.). Áreas Prioritárias para Conservação da Biodiversidade Brasileira. Brasília. Out. 2017.

MMA.MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. Constituição. Deliberação CONABIO nº 39, de 14 de dezembro de 2005. Dispõe Sobre a Aprovação da Metodologia Para Revisão das Áreas Prioritárias Para A Conservação, Utilização Sustentável e Repartição de Benefícios da Biodiversidade Brasileira. Brasília, DF, 2005.

MINTZBERG, Henry; AHLSTRAND, Bruce; LAMPEL, Joseph. Safári de estratégia: um roteiro pela selva do planejamento estratégico. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2010.

MORAIS. M.B. et al. A Study on the dimensions of sustainable urban development in the perception of the inhabitants of Imperatriz-MA. COLÓQUIO – Revista do Desenvolvimento Regional - Faccat - Taquara/RS - v. 17, n. 1, jan./mar. 2020.

SAMPAIO, José Luiz; CALÇADA, Caio Sérgio. Física: volume único. 2. ed. São Paulo: Atual, 2005.

NALESSO, P.H.P. EFEITO DO LODO DE ESGOTO NO CRESCIMENTO DE ESPÉCIES NATIVAS DA MATA ATLÂNTICA, NA FERTILIDADE DO SOLO E NA DINÂMICA DE FUNGOS MICORRÍZICOS ARBUSCULARES. Dissertação apresentada à Faculdade de Ciências Agronômicas da Unesp Câmpus de Botucatu, para obtenção do título de Mestre em Ciência Florestal. Botucatu, 2021.

O que é uma Bacia Hidrográfica. Dicionário Ambiental. ((o))eco, Rio de Janeiro, abr. 2015. Disponível em: <https://www.oeco.org.br/dicionario-ambiental/29097-o-que-e-uma-bacia-hidrografica/>. Acesso em: 20 de outubro de 2022.

OLIVEIRA, Ana et al. 7ª Edição do Workshop Dinâmicas Socioeconómicas e Territoriais Contemporâneas: Rumos da Investigação num Mundo em Transformação. Livro de Resumos. 2023.

OLIVEIRA, B. R de; Zona de amortecimento do Parque Estadual do Rio Doce, Minas Gerais, Brasil: passado, presente e futuro. Tese apresentada ao Programa de PósGraduação em Ecologia, Conservação e Manejo da Vida Silvestre da Universidade Federal de Minas Gerais como requisito parcial para obtenção do Título de Doutor em Ecologia, Conservação e Manejo da Vida Silvestre. Belo Horizonte – MG, 2019.

OTA, C. H. S. Análise bibliométrica da literatura relacionada à avaliação de impactos ambientais e serviços ecossistêmicos. Trabalho de Formatura apresentado ao Instituto de Geociências e Ciências Exatas - Câmpus de Rio Claro, da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, para obtenção do grau de Engenheiro Ambiental. Rio Claro - SP, 2018.

PAZINI, Karen Cristina et al. Caracterização do risco costeiro aos impactos induzidos por marés de tempestade na costa central de Santa Catarina. 2021. Dissertação submetida ao Programa de Pós Graduação em Oceanografia da Universidade Federal de Santa Catarina para a obtenção do título de Mestre em Oceanografia. Florianópolis, 2021.

PEREIRA J.O.A.; COSTA, D.A.; UMBELINO L.F. CRITÉRIOS PARA A SELEÇÃO DE ÁREAS PRIORITÁRIAS PARA A CONSERVAÇÃO EM BACIAS HIDROGRÁFICAS. Este trabalho foi parcialmente publicado na Revista Ibero-Americana de Ciências Ambientais (RICA V.12 N.03/2021) ISSN: 2179-6858 — Acesso em: http://www.sustenere.co/index.php/rica/article/view/5178.

RIO DE JANEIRO. DECRETO Nº 5.092, DE 21 DE MAIO DE 2004 e pela Portaria Nº 126 de 27 de maio de 2004.

SÁNCHEZ VÁZQUEZ, Adolfo. Ética. 35. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2013.

SANGUINET, E.; Alvim, A. Effects of EU-Mercosur trade agreement on bilateral trade: the role of Brexit. Munich Personal RePEc Archive. Universidad Austral de Chile, Pontifical Catholic University of Rio Grande do Sul, Catholic University of the North 10 March 2020.

SANTANA. P.; SILVEIRA. L.; COSTA. C.; ALMENDRA. R.; LOUREIRO. A. A Coesão Territorial e a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. ISBN: 978-989-98945-2-5 Editora: Paula Santana CEGOT - Centro de Estudos de Geografia e Ordenamento do Territorio. Setembro, 2019.

SANTOS, . F. E. dos ., Moraes, A. A. R. de ., Schwantz, P. I., & Lara, D. M. de. GESTÃO AMBIENTAL E AS INFERÊNCIAS NOS RECURSOS HÍDRICOS: um diagnóstico do Rio Espraiado em Soledade/RS. Gestão & Regionalidade |v. 39 |e20237926 | jan.-dec. |2023. DOI: https//doi.org/10.13037/gr.vol39.e20237926.

SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE DE ITAIPU. <https://www.itaipu.gov.br/meioambiente/ecossistema>. acessado em: 22/02/2023.

SEDREZ, L., BIASILLO, R.; Enraizando as injustiças desde o topo: A Aliança Multiespécies no Morro da Babilônia, Rio de Janeiro. Social Text. 1º de março de 2022; 40 (1 (150)): 91–108. DOI: https://doi.org/10.1215/01642472-9495132

SCHMIEGELOW, João M. Miragaia. O planeta azul: uma introdução às ciências marinhas. Rio de Janeiro: Interciência, 2004.

SEDREZ, L.; Biasillo, R. Extirpando injustiças de cima: a Aliança Multiespécie no Morro da Babilônia, Rio de Janeiro. Social Text (2022) 40 (1 (150)): 91–108. Março, 2022.

SILVA, C. C. L da. Definição das Áreas de Preservação Permanente (APPs) de cursos de rio e análise de necessidade de restauração florestal no município de Boituva, SP. Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação apresentado ao Instituto de Ciência e Tecnologia de Sorocaba, da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, como parte dos requisitos necessários à obtenção de título de bacharel em Engenharia Ambiental. Sorocaba, 2023.

SILVA, P. T; Modelagem do impacto do uso e manejo do solo nos processos hidrológicos e erosivos em pequenas bacias hidrográficas. Tese apresentada ao Curso de Pós-Graduação em Ciência do Solo da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM, RS), como requisito parcial para a obtenção do título de Doutor em Ciência do Solo. Santa Maria, RS, 2022.

SIMONCIC, T.; BONCINA, A.; ROSSET, C.; BINDER, F.; MEO, I. de; CAVLOVIC, J.; GAL, J.; MATIJASIC, D.; SCHNEIDER, J.; SINGER, F.. Importance of priority areas for multi-objective forest planning: a central european perspective. International Forestry Review, v. 15, n. 4, p. 509-523, 1 dez. 2013. Commonwealth Forestry Association. DOI: http://dx.doi.org/10.1505/146554813809025685.

SIQUEIRA, Ivan Claudio Pereira. Pressupostos para um programa nacional de competências informacionais. Ciência da Informação, Brasília, v. 40, n. 3, 2011. Disponível em: <http://revista.ibict.br/ciinf/index.php/ciinf/article /view/1953>. Acesso em: 5 nov. 2013.

SOUZA, A.R. Identificação de áreas prioritárias à implementação de programas de Pagamento por Serviços Ambientais na Bacia do Ribeirão do Feijão, São Carlos-SP. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Energia) - Núcleo de Estudos Ambientais, Planejamento Territorial e Geomática - NEPA, Universidade Federal de Itajubá, Itajubá, 2019.

SOUZA. V. M.; PROJETO DE REDES DE FORNECIMENTO REGENERATIVAS. Tese apresentada ao Programa de Pós-graduação em Engenharia Mecânica e de Materiais da Universidade Tecnológica Federal do Paraná como requisito parcial para obtenção do grau de “Doutor em Engenharia” – Área de Concentração: Engenharia de Manufatura. 199 páginas. Curitiba, 2019. Sustentabilidade em Debate – Centro de Desenvolvimento Sustentável da Universidade de Brasília, v. 12, n.3 (2010 - 2021), Brasília, DF, Brasil.

TIBÚRCIO, T. M. S.; BRAZ, Z. L. Tecnologias na sala de aula e o ensino de projeto arquitetônico. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE QUALIDADE DO PROJETO NO AMBIENTE CONSTRUÍDO, 4., 2015, Viçosa-MG. Anais... Viçosa-MG: UFV, 2015. DOI: http://dx.doi.org/10.18540/2176-4549.6047.

TOMAZI, Nelson Dacio (Coord.). Iniciação à sociologia. 2. ed. rev. e ampl. São Paulo: Atual, 2000. https://www.itaipu.gov.br/meioambiente/gestao-por-bacias (2010).

UNDURRAGA, Tomás; MARQUEZ, Felipe. O desenvolvimento inacabado da fronteira: uma leitura de Karl Polanyi sobre o conflito entre a indústria florestal, as comunidades Mapuche e o Estado chileno. Sociologia & Antropologia, v. 11, p. 69-95, 2021.

UZEDA, M., FIDALGO, E., WILMER, J., & ALVES, R. Construção coletiva de paisagens multifuncionais. 39,(nesp), e201902043, 2019. Edição especial dos resumos do IUFRO World Congress, 25., 2019, Curitiba.

VACIK, H.; Hale, M.; SPIECKER, H.; PETTENELLA, D.; TOMÉ, M. (Eds) 2020: Non-Wood Forest Products in Europe. Ecology and management of mushrooms, tree products, understory plants and animal products. Outcomes of the COST Action FP1203 on European NWFPs, BoD, Norderstedt, 416p.

VALENTE, R. A.; PETEAN, F. C. DE S.; VETTORAZZI, C. A. Multicriteria decision analysis for prioritizing areas for forest restoration. Cerne, v. 23, n. 1, p. 53–60, 2017. DOI: https://doi.org/10.1590/01047760201723012258.

VARGAS, L. P., VARGAS, A. F. da C., & SILVEIRA, V. C. P. (2020). Serviços ecossistêmicos e o sistema de produção de pecuaristas familiares: uma análise da produção animal no Bioma Pampa. Semina: Ciências Agrárias, 41(2), 661–676. DOI: https://doi.org/10.5433/1679-0359.2020v41n2p661

VICTOR, RODRIGO A.B.M.; RODRIGUES, ELAINE A.; ROCHA, GUSTAVO C. da; LUCA, EDGAR F. de; METZGER, JEAN P.; CARVALHO, AMANDA R. de; BICUDO, DENISE. São Paulo city green belt biosphere reserve - Water Security and Human Well-being International Conference on Water, Megacities and Global Change, 2nd.

VETTORAZZI, C. A.; VALENTE, R. A.. Priority areas for forest restoration aiming at the conservation of water resources. Ecological Engineering, São Paulo/Brasil, v. 94, p. 255-267, set. 2016. Elsevier BV. DOI: http://dx.doi.org/10.1016/j.ecoleng.2016.05.069.

ZANANDREA, F. Índice de conectividade hidrossedimentológica para bacias montanhosas. Tese de doutorado submetida ao Programa de Pós Graduação em Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental da Universidade Federal do Rio Grande do Sul como requisito parcial para obtenção do título de Doutor em Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental. Porto Alegre, dezembro de 2020.

Published

2024-03-01

How to Cite

Ximenes, G. T. da S., dos Santos, L. F. U., & da Silva, J. A. F. (2024). Seleção de áreas prioritárias para reflorestamento em bacias hidrográficas na região sudeste do Brasil. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 22(3), e3569. https://doi.org/10.55905/oelv22n3-012

Issue

Section

Articles