Abscesso de cisto de úraco em adulto: um relato de caso

Authors

  • Wesley Queiroz Muniz
  • Yasmin Azevedo de Souza
  • João Vítor Araújo Serique

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv22n2-152

Keywords:

cisto de úraco, diagnóstico, manejo

Abstract

O úraco é uma estrutura tubular presente no feto localizado entre a bexiga e o cordão umbilical e contribui para o processo de eliminação das escórias nitrogenadas. Ele desaparece em torno do 4º mês de gestação. Quando o ducto não se fecha após o nascimento, pode ocasionar alguma anomalia, sendo o cisto de úraco a mais comum. Objetivou-se relatar um caso de cisto de úraco com formação de abscesso, a fim de evidenciar os achados clínicos e de imagem do paciente e narrar a conduta tomada diante do caso. Os dados foram obtidos a partir de uma revisão de prontuário e de exames de imagens. Trata-se de um paciente do sexo feminino de 60 anos com quadro de dor persistente no hipogástrio e disúria com evolução de 4 semanas. A ultrassonografia e a tomografia de abdome evidenciaram imagem de coleção intra-abdominal, medindo 4,9 x 4,5 cm, compatível com abscesso no trajeto do úraco. O caso relatado demonstra que quanto mais precoce for o diagnóstico e a correção cirúrgica, menor é a chance de complicações, uma vez que a ocorrência do quadro envolve importante risco associado, visto que há potencial para fistulização e/ou acometimento de estruturas adjacentes, podendo originar quadros de infecções sistêmicas. Por sua vez, a literatura não aponta para um consenso em relação à abordagem terapêutica definitiva para a condição. A intervenção de escolha neste caso foi a ressecção cirúrgica completa do tecido anômalo e de uma porção da parede abdominal adjacente associada com cistectomia parcial. Optou-se por essa modalidade por favorecer uma boa resolutividade e uma boa evolução pós-operatória. Por fim, a análise histopatológica do tecido é imprescindível, visto que há associação com processos neoplásicos, os quais foram descartados no presente caso.

References

CAMPBELL, M. F.; WALSH, P. C.; RETIK, A. B. (EDS.). Campbell’s urology. 8th ed. Philadelphia, PA: Saunders, 2002.

MADEIRA, J. G. P.; GIFFONI, J. C. G.; FRANÇA, K. R. G.; VITORINO, L. C.; SILVA, R. M.; ARAÚJO, T. M. Ressecção Laparoscópica de Persistência Completa de Úraco com Cistectomia Parcial. Revista UROMINAS, p. 2318-0021, 2018.

MAFRA, Rogério Saint-Clair Pimentel, et al. “Tratamento cirúrgico de cisto de úraco – relato de caso e revisão de literatura”. Revista UROMINAS: Volume III, fascículo IX, dezembro de 2016.

PORTELA, A. R.; NISHMOTO, R. H.; PALMA, M. C.; SALLES, R. L. A. Cisto de úraco infectado como diagnóstico diferencial na dor abdominal e abordagens terapêuticas. Revista UROMINAS, p. 61-65, 2016.

TORRES, Larissa Rafaella Pereira, et al. “REMANESCENTES DO ÚRACO: UMA REVISÃO DA LITERATURA DIRECIONADA À ABORDAGEM CIRÚRGICA”. Saúde Em Foco: Temas Contemporâneos - Volume 2, 1o ed, Editora Científica Digital, 2020, p. 423–432.

WALLS, R. M.; HOCKBERGER, R. S.; GAUSCHE-HILL, M. (EDS.). Rosen’s emergency medicine: concepts and clinical practice. Ninth edition ed. Philadelphia, PA: Elsevier, 2018.

ZATERKA, S.; EISIG, J. N. Gastroenterologia Tratado de Gastroenterologia - Da Graduação à Pós-graduação, 2ª ed, São Paulo: Editora Atheneu, 2016

Published

2024-02-20

How to Cite

Muniz, W. Q., de Souza, Y. A., & Serique, J. V. A. (2024). Abscesso de cisto de úraco em adulto: um relato de caso. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 22(2), e3329. https://doi.org/10.55905/oelv22n2-152

Issue

Section

Articles

Most read articles by the same author(s)