Process of urbanization and urban occupation and its environmental, social and economic impacts

Authors

  • Francisco Francinildo Oliveira Lima
  • Odorico Konrad
  • Anny Kariny Feitosa

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv22n2-131

Keywords:

urban planning, urban occupation, SDG 11

Abstract

Urbanization in Brazil has been carried out in a disorderly manner, as a result of which urban occupation has generated several environmental, social and economic impacts. With the uncontrolled urban expansion, it is observed the creation of communities, originally called favelas, built without observing the existing legislation, often built in prohibited areas, without an environmental impact study. Some public urbanization projects, whose main purpose is to create housing units, do not consider important situations such as location, ways of accessing schools, urban centers, which would require social and environmental planning, and immediately generate difficulties for the population involved, thus diverging from the social development goals of United Nations, especially the Sustainable Development Goal (SDG) 11, aimed at sustainable cities and communities. It is proposed to analyze the process of urbanization and urban occupation and its environmental, social and economic impacts, using as methodological strategies bibliographical and doctrinal research related to the theme. It was intended to provide public authorities with scientific content to support the reassessment of their master plans and other legislation, aimed at subdivision and land use, allowing an efficient confrontation of social, environmental and economic issues, as well as compliance with legislation and constitutional guarantees to its citizens.

References

ALVARENGA, L. C. O parcelamento do solo urbano. Qualitas Revista Eletrônica, v. 6, n. 2, 2007. Disponível em: <http://arquivo.revista.uepb.edu.br/index.php/qualitas/article/view/85/97>. Acesso em: 05 jun. 2022.

BISPO, T. C.; LEVINO, N. A. Impactos ambientais decorrentes do uso e da ocupação desordenada do solo: um estudo da região da periferia de Maceió/AL. Encontro Nacional de Engenharia de Produção, v. 31, 2011. Disponível em: <https://abepro.org.br/biblioteca/enegep2011_tn_sto_143_901_18402.pdf>. Acesso em: 04 jun. 2022.

BOTO-ÁLVAREZ, A.; GARCÍA-FERNÁNDEZ, R. Implementation of the 2030 agenda sustainable development goals in Spain. Sustainability, v. 12, n. 6, p. 2546, 2020. https://doi.org/10.3390/su12062546

BRASIL. [Constituição (1988)]. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Presidência da República, [2016]. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm>. Acesso em: 20 jan. 2019.

BRASIL. Lei Federal nº 10.257, de 10 de julho de 2001. Regulamenta os artigos 182 e 183 da Constituição Federal, estabelece diretrizes gerais da política urbana e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 11 jul. 2001. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/LEIS_2001/L10257.htm>. Acesso em: 25 mai. 2022.

BRASIL. Lei Federal nº 6.766, de 19 de dezembro de 1979. Dispõe sobre o parcelamento do solo urbano e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 20 dez. 1979. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l6766.htm>. Acesso em: 25 mai. 2022.

BRASIL. Lei nº 6.938, de 31 de agosto de 1981. Institui a Política Nacional do Meio Ambiente. Diário Oficial da União, Brasília, 2 set. 1981. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L6938.htm>. Acesso em: 4 jun. 2022.

BRASIL. Lei nº 9.795, de 27 de abril de 1999. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 28 abr. 1999. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9795.htm>. Acesso em: 20 jan. 2019.

CARDOSO, A. L. Avanços e desafios na experiência brasileira de urbanização de favelas. Cadernos Metrópole, n. 17, 2007. Disponível em: <https://revistas.pucsp.br/metropole/article/view/8771>. Acesso em: 10 set. 2022.

CARDOSO, E. J.; DOS SANTOS, M. J.; CARNIELLO, M. F. O processo de urbanização brasileiro. In: Encontro Latino Americano de Pós-Graduação – Universidade do Vale do Paraíba, v. 11, 2011, São José dos Campos. Anais [...]. São José dos Campos: UNIVAP, 2011. Disponível em: <https://www.inicepg.univap.br/cd/INIC_2011/anais/arquivos/0088_0295_01.pdf>. Acesso em: 7 set. 2022.

CASSILHA, G. A; CASSILHA, S. A. Planejamento urbano e meio ambiente. Curitiba: IESDE Brasil, 2012. Disponível em: <https://docs.ufpr.br/~felipe/Livro%20Planejamento.pdf>. Acesso em: 4 jun. 2022.

CHAGAS, I. S. Crescimento urbano e descaracterização ambiental do igarapé Pricumã nos bairros Pricumã e Cinturão Verde na cidade de Boa Vista-RR. Monografia (Especialização) em Recursos Naturais, Universidade Federal de Roraima, Boa Vista, 2005. 65 p.

COULIBALY, B.; LI, S. Impact of agricultural land loss on rural livelihoods in peri-urban areas: empirical evidence from Sebougou, Mali. Land, v. 9, n. 12, p. 470, 2020. https://doi.org/10.3390/land9120470

FAN, P. Urbanization, economic development, environmental and social changes in transitional economies: Vietnam after Doimoi. Landscape and Urban Planning, v. 187, p. 145-155, 2019. https://doi.org/10.1016/j.landurbplan.2018.10.014

FREITAS, C. F. S. Regulações territoriais e expansão urbana informal: é possível preservar e incluir? Cadernos de Arquitetura e Urbanismo, v. 19, p. 1679-0944, 2017. https://doi.org/10.18830/issn.1679-0944.n19.2017.02

FREITAS, E. L. H.; BUENO, L. M. M. Processos participativos para elaboração de Planos Diretores Municipais: inovações em experiências recentes. Revista Brasileira de Gestão Urbana, v. 10, p. 304-321, 2018. https://doi.org/10.1590/2175-3369.010.002.AO09H

HAN, W.; ZHANG, X.; ZHENG, X. Land use regulation and urban land value: evidence from China. Land Use Policy, v. 92, p. 104432, 2020. https://doi.org/10.1016/j.landusepol.2019.104432

IBGE. INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Brasil tem mais de 5 milhões de moradias irregulares, diz IBGE. Correio do Povo, 19/05/2020. Disponível em: <https://www.correiodopovo.com.br/not%C3%ADcias/geral/brasil-tem-mais-de-5-milh%C3%B5es-de-moradias-irregulares-diz-ibge-1.424317>. Acesso em: 04 abr. 2023.

IBGE. INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Estimativas da população. 2021. Disponível em: <https://www.ibge.gov.br/estatisticas/sociais/populacao/9103-estimativas-de-populacao.html?=&t=resultados>. Acesso em: 25 mai. 2022.

IBGE. INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Sinopse do Censo Demográfico de 2010. Disponível em: <https://censo2010.ibge.gov.br/sinopse/index.php?dados=6>. Acesso em: 25 mai. 2022.

JARAH, S. H. A. et al. Urbanization and urban sprawl issues in city structure: A case of the Sulaymaniah Iraqi Kurdistan Region. Sustainability, v. 11, n. 2, p. 485, 2019. https://doi.org/10.3390/su11020485

LIMONAD, E. América Latina mais além da urbanização dependente? In: ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA, Niterói, 2007. Anais..., Niterói: ANPEGE/UFF/CLACSO, 2007. Disponível em: <https://www.researchgate.net/profile/Ester-Limonad-2/publication/303896116_America_Latina_mais_alem_da_urbanizacao_dependente/links/5ba8f74ca6fdccd3cb6f7bba/America-Latina-mais-alem-da-urbanizacao-dependente.pdf>. Acesso em: 7 set. 2022.

MASIK, G.; SAGAN, I.; SCOTT, J. W. Smart City strategies and new urban development policies in the Polish context. Cities, v. 108, p. 102970, 2021. https://doi.org/10.1016/j.cities.2020.102970

NASCIMENTO, P. S. Impactos socioambientais em áreas de expansão urbana de Barreiras (BA): análises consolidadas. In: XVI SIMPÓSIO NACIONAL DE GEOGRAFIA URBANA-XVI SIMPURB, Anais..., v. 1, p. 3978-3993, 2019. Disponível em: <https://www.periodicos.ufes.br/simpurb2019/article/view/25886>. Acesso em: 25 mai. 2022.

OJIMA, R. Novos contornos do crescimento urbano brasileiro? O conceito de urban sprawl e os desafios para o planejamento regional e ambiental. Núcleo de Estudos Popopulacionais, Univerdade Estadual de Campinas, 2008.

PETER, L. L.; YANG, Y. Urban planning historical review of master plans and the way towards a sustainable city: Dar es Salaam, Tanzania. Frontiers of Architectural Research, v. 8, n. 3, p. 359-377, 2019. https://doi.org/10.1016/j.foar.2019.01.008

POZOUKIDOU, G.; CHATZIYIANNAKI, Z. 15-Minute City: Decomposing the new urban planning eutopia. Sustainability, v. 13, n. 2, p. 928, 2021. https://doi.org/10.3390/su13020928

REANI, R. T. Planejamento e zoneamento urbano: evolução do uso e ocupação do solo em São José dos Campos-SP. Revista da ANPEGE, v. 12, n. 17, p. 191-218, 2016. https://doi.org/10.5418/RA2016.1217.0009

RECH, A. U. Inclusão social e sustentabilidade urbana. Revista do Instituto do Direito Brasileiro, v. 3, p. 483-499, 2014. Disponível em: <https://www.cidp.pt/revistas/ridb/2014/01/2014_01_00483_00499.pdf>. Acesso em: 04 jun. de 2022.

SANTOS, A. M. S. P. Planejamento urbano: para quê e para quem? Revista de Direito da Cidade, v. 1, n. 1, p. 51-94, 2006. Disponível em: <https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/rdc/article/view/10487>. Acesso em: 05 jun. de 2022.

Scatola, M. A. G.; TOMAZONI, J. C. Análise da Sustentabilidade em Áreas de Expansão Urbana: um Estudo em Loteamentos da Cidade de Francisco Beltrão-PR (Analysis of sustainability in areas of urban expansion: a study in subdivisions of the city of Francisco Beltrão-PR). Revista Brasileira de Geografia Física, 11(4), 1609-1627, 2018. https://doi.org/10.26848/rbgf.v11.4.p1609-1627

SILVA, L. M. O município de Lajeado/RS na perspectiva do objetivo de desenvolvimento sustentável número 11 da ONU. Dissertação (Mestrado em Ambiente e Desenvolvimento), Programa de Pós-Graduação em Ambiente e Desenvolvimento, Universidade do Vale do Taquari – Univates, 2022. Disponível em: https://www.univates.br/bdu/handle/10737/3299. Acesso em: 02 set. 2022.

TOSTES, J. F. S. Análise de precipitação e suas consequências no loteamento Jardim Vista Alegre, Guaratinguetá/SP, e medidas de adaptação para minimizar impactos futuros. Sustentare 2.2, p. 78-96, 2018. http://dx.doi.org/10.5892/st.v2i2.5118

XUE, J. Urban planning and degrowth: a missing dialogue. The International Journal of Justice and Sustainability, v. 27, n. 4, p. 404-422, 2022. https://doi.org/10.1080/13549839.2020.1867840

Published

2024-02-16

How to Cite

Lima, F. F. O., Konrad, O., & Feitosa, A. K. (2024). Process of urbanization and urban occupation and its environmental, social and economic impacts. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 22(2), e3281. https://doi.org/10.55905/oelv22n2-131

Issue

Section

Articles