Educational scenarios in the Marajoara Amazon: possibilities of dialogs between Marajoara culture and science education

Authors

  • Leliane da Costa Ferreira
  • Edinéia Tavares Lopes

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv22n2-093

Keywords:

science, traditional knowledge, riverside education

Abstract

This work aims to raise discussions about the perspective of the Freirean Dialogicity, with a view to weaving relations between it and Science Education in defense of the Marajoara territory. We anchored in Freire's speech (1983, 1978, 1987, 2014) and his liberating and conscientious pedagogy based on complaints and announcements. To do so, we enter into the complexity of the ancestral and contemporary Marajoara Amazon, which constitutes the Marajoara Culture, we talk about school education in the Marajoara Amazonian scenario, to then discuss the possible relations with Education in Sciences, through productions that denounce the monocultural and eurocentric curriculum and the need to break with epistemicide and epistemic domination, and announce the possibility of demarcation of the existence of black and indigenous people, contributing here to think a dialogical education in defense of the Marajoara territory.

References

ALMEIDA, Edielson Manoel Mendes de. Educação ribeirinha na Amazônia. Editora Oikos Ltda. 191 p. 2010.

AMORIM, Lilian Bayma de. Cerâmica Marajoara: A comunicação do Silêncio. Belém: Museu Paraense Emílio Goeldi, 2010.

BARBOSA, Maria José de Souza (Org.). Relatório Analítico do Território do Marajó. Belém: MDA, PITCPES, GPTDA, Projeto Desenvolvimento Sustentável e Gestão Estratégica dos Territórios Rurais no Estado do Pará, 2012.

BRASIL. Lei das Diretrizes e Bases da Educação Nacional - Lei nº 9394/96, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília: MEC, 1996.

BRASIL. Lei CNE/CEB nº 01/2002, 3 de abril de 2002. Diretrizes Operacionais para a Educação Básica nas Escolas do Campo. Brasília, Presidência da República, [2002].

BRASIL. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana. Resolucao n. 1, de 17 de junho de 2004.

BRASIL. Decreto nº 6.040 de 7 de fevereiro de 2007. Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais. Brasília, Presidência da República, [2007].

BRASIL. Resolução nº 2 de 28 de abril de 2008. Estabelece as diretrizes complementares, normas e princípios para o desenvolvimento de políticas públicas de atendimento da Educação Básica do Campo. Brasília, Presidência da República, [2008].

BISPO, Agnes Gardênia. Passos; LOPES, Edinéia Tavares; LIMA, Maria. Batista. Livro Didático de Ciências: Identidades Negras e Contextualização em Debate. Revista Fórum Identidades, v. 30, n. 01, p. 151-170, 2019. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/forumidentidades/article/view/13507/10454. Acesso em: 4 jan. 2023.

CAMPOS, Carmen Hein; BERNARDES, Márcia Nina. Ideologia de gênero e o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. Revista Estudos Feministas, Florianópolis, v. 30, n 3, p. 1-13, 2022. Disponível em: DOI: 10.1590/1806-9584-2022v30n373882.

CARNEIRO, Taymã. Damares e o Marajó: cronologia da relação da ex-ministra e o arquipélago com piores IDH do Brasil. G1 Pará, Belém, outubro de 2022. Disponível em: https://g1.globo.com/pa/para/noticia/2022/10/17/damares-e-o-marajo-cronologia-da-relacao-da-ex-ministra-e-o-arquipelago-com-piores-idh-do-brasil.ghtml. Acesso em: 2 fev. 2023.

CASSIANI, Suzani; PEREIRA, Patrícia Barbosa. Dialogicidade freireana: um contraponto na formação docente intercultural. Ensino, Saúde e Ambiente, v. 14, n. esp: Dossiê Paulo Freire para além dos 100 anos: construir utopias, transformar a realidade, p. 301-331, 2021.

CEE/PA. Implantação do Sistema Educacional Interativo – SEI. Parecer nº 205/2017-CE/PA. Belém: Conselho Estadual de Educação do Pará, 2017.

CORRÊA, Sérgio Roberto Moraes. Currículo e saberes: caminhos para a educação do campo multicultural na Amazônia. In: HAJE, Salomão Mufarrej (org.). Educação do campo na Amazônia: retratos de realidade das escolas multisseriadas do Pará. Belém: Gutemberg, 2005.

CORRÊA, Edilene Maria; BRITO, Maria dos Remédios. Vida ribeirinha e currículo de Ciências: possibilidades em uma escola da Amazônia tocantina paraense. Dossiê Educação do Campo e suas Interfaces com o Ensino de Ciências. Edição especial, v. 3, n. 4, 2020.

FERREIRA, Jaqueline da Luz. Educação do campo e políticas públicas: a sustentabilidade financeira das Casas Familiares Rurais do Estado do Pará. 2015. Tese (Doutorado). Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2015.

FREIRE, Paulo. Cartas à Guiné Bissau: registros de uma experiência em Processo. 2. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1978.

FREIRE, Paulo. Educação como prática de liberdade. 14. ed. Rio de Janeiro: Paz & Terra, 1983.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 17. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: Saberes necessários à prática educativa. 49. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2014.

GONÇALVES, Amanda Cristina Oliveira et al. Marajó. Cap. 5. In: ALVES, F. (Org.). A função socioambiental do patrimônio da União da Amazônia. Brasília: IPEA, 2016. Disponível em: http://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/9676. Acesso em: 5 jun. 2022.

GONÇALVES, Andressa Santos; COSTA, Eliane Miranda. Os ribeirinhos do Marajó: Notas sobre as práticas tradicionais na relação com o meio ambiente amazônico. Revista Humanidades e Inovação, [S.l.], v.7, n.14, 2020.

HERMIDA, Antônio José Borges. História das Américas. 35. ed. São Paulo: Editora do Brasil S/A, 1956.

JESUS, Yasmin; LOPES, Edinéia Tavares. Ensino de Ciências, Interculturalidade e Decolonialidade: possibilidades e desafios a partir da pesca com o timbó. Perspectiva (UFSC) (ONLINE), Santa Catarina, v. 39, n.2, p. 1-21, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.5007/2175-795X.2021.e66708. Acesso em: 5 jan. 2023.

LIMA, Maria Aldecy Rodrigues; ANDRADE, Erika dos Reis Gusmão. Os ribeirinhos e sua relação com os saberes. Revista Educação em Questão, Natal, v. 38, n. 24, 2010, p. 58-87.

LOPES, Edinéia Tavares; GRANDO, Beleni Salete; TAUKANE, Darlene Yaminalo; TAWANRE, Eduardo Maiawai Koni; JESUS, Yasmin Lima De. Interculturalidade na Perspectiva Bakairi do Ensino das Ciências da Natureza da Escola Indigena. Revista Interinstitucional Artes De Educar, Rio de Janeiro, v. 4, n. 3, p. 547-565, 2018. Disponível: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/riae/article/view/39694/28391. Acesso em: 4 jan. 2023.

MATOS, Cleide Carvalho; REIS, Manuelle Espindola dos; COUTO, Jeovani de Jesus. O Sistema Educacional Interativo e as Perspectivas de Formação Humana dos Alunos do Ensino Médio das Comunidades Rurais do Estado do Pará. Revista Contexto e Educação, Editora Unijuí, ano 36, n. 114, 2021.

MALHEIROS, Joaquina Barboza. Desafios e Possibilidades do Ensino de Ciências/Química em uma Escola Ribeirinha: Investigação Temática Freireana e a Perspectiva Intercultural. 2018. 143 p. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências Naturais e Matemática) - Universidade Federal de Sergipe. São Cristóvão, SE, 2018.

MEIRELLES FILHO, João. Diagnóstico Socioeconômico, Ambiental e Cultural do Arquipélago do Marajó. Programa Viva Marajó. Belém: Instituto Peabiru, 2012.

MIRANDA NETO, Manoel José de. Marajó: desafio da Amazônia. Belém: EDUFPA, 2005.

NASCIMENTO, Valéria. Em nota, 60 organizações criticam o programa do governo federal “Abrace o Marajó”. Jornal o Liberal. Belem, junho de 2021. Disponível em: https://www.oliberal.com/para/em-nota-60-organizacoes-criticam-o-programa-do-governo-federal-abrace-o-marajo-1.401688. Acesso em: 10 jun. 2022.

NORONHA, Gean Ferreira; ARAÚJO, Ronaldo Marcos de Lima; COSTA, Ana Maria Raiol da. O Ensino Médio no estado do Pará: os indicadores de oferta nas regiões de integração do marajó e metropolitana de Belém no ano de 2014. Margens - Revista Interdisciplinar. Dossiê: Corpo, Gênero e Sexualidade, Pará, v. 11, n. 17, p. 209-223, 2017.

OLIVEIRA, Francisco Miguel da Silva de. Epistemologia (s) Ribeirinha(s): a educação marajoara em foco. 1. ed. Curitiba: Aprris, 2021.

PACHECO, Agenor Sarraf. A Conquista do ocidente marajoara: índios, portugueses e religiosos em reinvenções históricas. In: SCHAAN, Denise Pahl; MARTINS, Cristiane Pires. (Orgs). Muito Além dos campos: arqueologia e história na Amazônia marajoara. Belém: GKONORA, 2010a.

PACHECO, Agenor Sarraf. Áfricas nos Marajós: visões, fugas e redes de contatos. In: SCHAAN, Denise Pahl; MARTINS, Cristina Pires. (Orgs). Muito Além dos campos: arqueologia e história na Amazônia marajoara. Belém: GKONORA, 2010b.

PARÁ. Lei nº 7806, de 29 de abril de 2014. Dispõe sobre a regulamentação e o funcionamento do Sistema de Organização Modular de Ensino – SOME, no âmbito da Secretaria de Estado da Educação. Diário Oficial do Estado do Pará. Belém-PA, 2014.

PEREIRA, Carlos Simões; ALMEIDA, Arthur da Costa. Em busca das origens da língua Tupinambá. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento, [S.l.], v. 3, ano 4, 2. ed. p. 40-54, fev. 2019. Disponível em: https://www.nucleodoconhecimento.com.br/historia/lingua-tupinamba. Acesso em: 10 jun. de 2022.

SANTANA, Ramon de Oliveira. Ensino de Química e Diálogo de Saberes na Escola Família Agroextrativista do Carvão – Amapá: Uma Transgressão Pedagógica em Defesa do Território. 2021. 277 p. Tese (Doutorado em Educação em Ciências) – Universidade de Brasília, Brasília, 2021.

SCHAAN, Denise Pahl; MARTINS, Cristiane Pires; PORTAL, Vera Lúcia Mendes. Patrimônio Arqueológico do Marajó dos Campos. In: SCHAAN, D.; MARTINS, C. (Orgs). Muito Além dos campos: arqueologia e história na Amazônia marajoara. Belém: GKONORA, 2010.

SOUZA, José Camilo Ramos de. A Geografia nas Escolas das Comunidades Ribeirinhas de Parintins: Entre o Currículo, o Cotidiano e os Saberes Tradicionais. 2013. Tese (Doutorado em Geografia Física) - Departamento de Geografia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013.

TOYOTA, Rosimeiri Galbiati. Caracterização Química da Cerâmica Marajoara. 2009. Dissertação (Mestrado em Ciências na Área de Tecnologia Nuclear) – Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009.

Published

2024-02-15

How to Cite

Ferreira, L. da C., & Lopes, E. T. (2024). Educational scenarios in the Marajoara Amazon: possibilities of dialogs between Marajoara culture and science education. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 22(2), e3224. https://doi.org/10.55905/oelv22n2-093

Issue

Section

Articles