Dengue: os desafios não deixaram de existir

Authors

  • José Antônio de Albuquerque Neto
  • Nathallia Martins Marton Moraes
  • Luiz Carlos Pereira da Silveira
  • Ana Paula Gonçalves Pinculini
  • Alesandra Perazzoli de Souza

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv22n1-151

Keywords:

dengue, Aedes Aegypti, endemia, educação em saúde

Abstract

A dengue é uma doença infecciosa aguda febril, considerada como um grande problema de saúde pública. Em decorrência do aumento exponencial de casos, a doença passou a ser considerada uma epidemia. Com a urbanização e o crescimentopopulacional, o controle da dengue se tornou difícil, uma vez que, grandes cidades não dispõe de saneamento básico, tratamento de água adequado, e também local apropriado para descarte de lixos e resíduos. Objetivo: proporcionar conhecimentosobre prevenção, sinais e sintomas relacionados a dengue aos usuários e profissionaisde saúde de unidades básica de saúde de Caçador, Fraiburgo e Videira, Santa Catarina. Metodologia: estudo de caráter descritivo e exploratório que buscou na prática dados que corroborassem com a revisão bibliográfica. Foi realizada uma ação extensionista com caráter educacional para profissionais de saúde e usuários das UBS abordadas, onde foi realizada a entrega de material informativo contendo explicações sobre ações de prevenção e formas de apresentação da dengue, sinais e sintomas principais. Resultados e discussões: A amostragem final abrangeu 60 usuários, sendo que muitos não  sabiam distinguir os principais sinais de alarme da dengue e a hora certa de procurar ajuda  hospitalar e que mesmo com todas as informações sobre prevenção da dengue. Muitas pessoas seguem alheias a essas condutas. Consideraçoes finais: Identificou-se a necessidade de políticas públicas interssetoriais e multiprofissionais mais eficazes para o controle da dengue principalmente na educação da população. Sugere a continuidade de estudos como este, com uma aborgdagem populacional mais ampla.

References

FELÍCIO, A. C. C.; REGO, C. E. M.; MAGALHÃES, E. R. de O.; SILVA, R. R.; RIBEIRO, V.; ARRUDA, J. T. Fatores que contribuem para o aumento da incidência da dengue na atualidade. Revista Educação em Saúde, Anápolis, v. 7, n. Suplemento 3, p. 175, 2019. Disponível em: http://periodicos.unievangelica.edu.br/ index.php/educacaoemsaude/article/view/4368. Acesso em: 03 abr. 2023.

FERREIRA, D. T. de O.; ATANAKA, M.; ESPINOSA, M. M.; SCHULER-FACCINI, L.; CALDEIRA, A. da S.; SILVA, J. H. da; VIVI-OLIVEIRA, V. K.; PAZ, R. de C. da; NASCIMENTO, V. F. do; TERÇAS-TRETTEL, A. C. P. Recent dengue virus infection: Epidemiological survey on risk factors associated with infection in a medium-sizedcity in Mato Grosso. Sao Paulo Medical Journal, São Paulo, v. 140, n. 1, p. 33-41, jan./fev. 2021. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1516-3180.2020.0718.R1.18052021. Acesso em: 06 mar. 2023.

GROSKOPF, F. Análise do Programa de Controle e Monitoramento da Dengue no estado de santa catarina. 2021. Trabalho de Conclusão de Curso (graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2021. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/232776/FL%C3%81VIA%20GROSKOPF.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 06 mar. 2023.

INSTITUTO OSWALDO CRUZ - IOC. Dengue: Vírus e vetor. Fale com a Fiocruz. São Paulo, 2023. Disponível em: https://www.ioc.fiocruz.br/dengue/textos/oportunista .html. Acesso em: 03 abr. 2023.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Dengue: Aspectos epidemiológicos, diagnóstico e tratamento. 2002. Disponível em: http://vigilantos3.dive.sc.gov.br/vigilantos3/ dengue_relatorio_ programa/dengue_relatorio.%20pdf?ano=2019&type=pdf. Acesso em: 06 mar. 2023.

PEREIRA, L. E. C.; FERREIRA, E. M.; PICINATO, M. A. de C.; MATHIAS, L. A.; ARCÊNCIO, R. A.; BARBOSA, K. F. D.; FERRAUDO, A. S. Community knowledge on dengue in territories under risk in the state of São Paulo. Arquivos do Instituto Biológico, São Paulo, v. 89, p. 1-9, 2022. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1808-1657000042021. Acesso em: 03 abr. 2023.

TAUIL, P. L.; Urbanização e ecologia da Dengue. Caderno Saúde Pública. Rio de Janeiro, v. 17, p. 99 – 102, 2001. Disponível em: http://icts.unb.br/jspui/handle/10482/13107?locale=es. Acesso em: 03 abr. 2023.

ZAGO, N. Migração rural-urbana, juventude e ensino superior. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 21, n. 64, p. 61-78, jan./mar. 2016. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1413-24782016216404. Acesso em: 06 mar. 2023.

Published

2024-01-25

How to Cite

de Albuquerque Neto, J. A., Moraes, N. M. M., da Silveira, L. C. P., Pinculini, A. P. G., & de Souza, A. P. (2024). Dengue: os desafios não deixaram de existir. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 22(1), 2863–2875. https://doi.org/10.55905/oelv22n1-151

Issue

Section

Articles

Most read articles by the same author(s)