A importância da economia internacional para as nações, dos primórdios à atualidade da economia brasileira

Authors

  • Lelles de Paula Lemos

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv22n1-136

Keywords:

economia internacional, desenvolvimento, Brasil, exportação, mercado

Abstract

A economia internacional vem se tornando mais importante a cada dia que passa, pois as nações estão evoluindo e precisam criar e manter relações com outros países para ajudar no seu próprio desenvolvimento, vindo desde a antiguidade com os pensamentos econômicos como o feudalismo, o mercantilismo, o fisiocratismo e etc. Foi criado o GATT para estimular o relacionamento entre os países de forma econômica se tornando anos mais tarde na OMC que segue até os dias atuais. Com o fomento da globalização o comércio internacional passa a ter um impacto nas políticas econômicas de forma global onde a eficiência é essencial para o desenvolvimento econômico das nações, sendo de extrema importância para que possamos continuar evoluindo cada vez mais para que as relações internacionais continuem melhorando com o advento de novos pensamentos econômicos. Em 1580 o Brasil ainda como colônia de Portugal se transformou no principal produtor de açúcar no âmbito mundial, já nos anos de 1800 o café acabou tomando a terceira posição em questão de valores de exportação, tendo logo em seguida a independência do Brasil em 1822. Com o passar das décadas o Brasil veio se desenvolvendo economicamente enfrentando diversos desafios para manter a sua economia funcionando até chegarmos na atual economia brasileira onde ela se mantém relativamente estável com bons números de importações e exportações.

References

ARAÚJO STEDILE, A. M. de; FEITOSA, V. A. de O. BARROSO, M. C. da S. Sobre a questão da escola socialista: uma aproximação aos estudos de Krupskaya. Germinal: marxismo e educação em debate, [S. l.], v. 12, n. 3, p. 389–399, 2021. DOI: https://doi.org/10.9771/gmed.v12i3.38586. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/revistagerminal/article/view/38586. [Acessado em: 03/10/2022].

CEPEA - Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada - ESALQ/USP. PIB DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO, 2022. Disponível em: https://www.cepea.esalq.usp.br/br/pib-do-agronegocio-brasileiro.aspx. [Acessado em: 05/10/2022]

DE PAIVA ABREU, Marcelo; DO LAGO, Luiz Aranha Correa. A economia brasileira no Império, 1822-1889. Texto para discussão, 2010. Disponível em: https://www.econstor.eu/handle/10419/176067. [Acessado em: 04/10/2022]

FEITOSA, Orange Matos; SAES, Alexandre Macchione. O plano de defesa da borracha: entre o desenvolvimentismo e a negligência política ao Norte do Brasil, 1900-1915. Am. Lat. Hist. Econ, México , v. 20, n. 3, p. 138-168, dic. 2013 . Disponível em: http://www.scielo.org.mx/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1405-22532013000300006&lng=es&nrm=iso. [Acessado em: 04/10/2022]

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 5ª. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GOMES, MONIQUE KARINE; RODRIGUES, SAMIRA DE OLIVEIRA; JUNIOR, GESSÉ MARQUES. O OUTRO LADO DA CRISE DE 1929. 9º Simpósio de Ensino de Graduação, 2011. Disponível em: http://www.unimep.br/phpg/mostraacademica/anais/9mostra/4/465.pdf. [Acessado em: 04/10/2022]

LIMA, Heitor Ferreira. História do pensamento econômico no Brasil. Brasiliana, 1976. Disponível em: https://bdor.sibi.ufrj.br/bitstream/doc/407/1/360%20PDF%20-%20OCR%20-%20RED.pdf. [Acessado em: 03/10/2022]

MERCOSUL. O que é o Mercosul?, 2022. Disponível em: https://www.mercosur.int/pt-br/quem-somos/em-poucas-palavras/. [Acessado em: 05/10/2022]

MINISTÉRIO DA ECONOMIA. Governo Central registra déficit primário de R$ 49,97 bilhões em agosto. 2022. Disponível em: https://www.gov.br/economia/pt-br/assuntos/noticias/2022/setembro/governo-central-registra-deficit-primario-de-r-49-97-bilhoes-em-agosto. [Acessado em: 05/10/2022]

MINISTÉRIO DA ECONOMIA. Brasil fecha setembro com superávit de US$ 3,99 bilhões na balança comercial. 2022b. Disponível em: https://www.gov.br/economia/pt-br/assuntos/noticias/2022/outubro/brasil-fecha-setembro-com-superavit-de-us-3-99-bilhoes-na-balanca-comercial. [Acessado em: 05/10/2022]

SEABRA, Fernando. Economia Internacional. Editora UFSC, 2014. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/194949/Economia_Internacional_MIOLO.pdf?sequence=1. [Acessado em: 03/10/2022]

SMITH, Adam; RICARDO, David. A economia clássica. Textos. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1978. Disponível em: https://sapientiapt.com/economia-classica. [Acessado em: 03/10/2022]

THORSTENSEN, Vera. A OMC-Organização Mundial do Comércio e as negociações sobre comércio, meio ambiente e padrões sociais. Revista brasileira de política internacional, v. 41, p. 29-58, 1998. DOI: https://doi.org/10.1590/S0034-73291998000200003. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbpi/a/S5QjKJtrjNnWsMc8h6gnQ5m/abstract/?lang=pt. [Acessado em: 03/10/2022]

Published

2024-01-23

How to Cite

Lemos, L. de P. (2024). A importância da economia internacional para as nações, dos primórdios à atualidade da economia brasileira. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 22(1), 2624–2641. https://doi.org/10.55905/oelv22n1-136

Issue

Section

Articles