Itinerâncias, fluxos e protocolo de assistência psicológica a gestantes e puérperas internadas em leitos de saúde mental de maternidade de alto risco, em Teresina, Piauí

Authors

  • Valéria Raquel Alcantara Barbosa

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv22n1-117

Keywords:

protocolo de tratamento, cuidado perinatal, psicologia hospitalar, serviços de saúde mental, hospital-maternidade

Abstract

Introdução: Sofrimento psíquico, crise mental, transtorno mental, uso de  álcool/drogas, autolesão sem intenção suicida, tentativa de suicídio e vitimização de violência circunscrevem graves fatores de risco no ciclo gravídico-puerperal para o binômio mãe-bebê. Objetivo: Apresentar as idiossincrasias da assistência psicológica especializada a gestantes e puérperas internadas em leitos de saúde mental. Metodologia: Estudo descritivo, qualitativo, do tipo relato de experiência, desenvolvida em Hospital-Maternidade de alta complexidade, em Teresina-Piauí, desde março de 2022. Relato de Experiência: O protocolo assistencial de psicologia perinatal no cuidado a mulheres internadas em leitos de saúde mental abrange: acolhimento de paciente e acompanhante/familiar(es); entrevista inicial, exame psíquico, avaliação psicológica, atendimentos psicológicos de rotina, interconsulta e suporte emergencial à paciente; discussão do caso clínico com a equipe; assistência psicológica a acompanhante/familiar(es); registro da evolução psicológica no Prontuário Eletrônico Multiprofissional; elaboração de documento psicológico e registro de notificação compulsória; ações de formação e participação em ações de educação permanente em saúde. Considerações Finais: A assistência psicológica perinatal no cuidado a mulheres internadas em leitos de saúde mental urge visão caleidoscópica e holística no diagnóstico, manejo e exaltação das idiossincrasias dos quadros psicopatológicos e disfuncionais. Os desafios no fluxo e seguimento do cuidado longitudinal na RAPS, articulado à Rede Cegonha, impõem valorização das estratégias de coping, da participação ativa e do protagonismo de pacientes e acompanhantes/familiares. O robustecimento da itinerância na tessitura e coprodução do cuidado em saúde mental integral, emancipador, pressupõe respeito aos modos de vida, aprimoramento da subjetividade ética-estética-política, fortalecimento da aliança entre paciente-família-equipe.

References

ALEXANDRE, Vinícius; VASCONCELOS, Nilce Ávila de Oliveira Palis de; SANTOS, Manoel Antônio dos. O Acolhimento como Postura na Percepção de Psicólogos Hospitalares. Psicologia: Ciência e Profissão, v.39, p.e188484, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1982-3703003188484 Acesso em 24 dez. 2023.

BARBOSA, Valéria Raquel Alcantara. Itinerários terapêuticos de pessoas que fazem uso de álcool e outras drogas no município de Teresina, Piauí. 2021. 215 f. Tese (Doutorado em Saúde Pública) - Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2021. Disponível em: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/49243 Acesso em 23 out. 2023.

BARBOSA, Valéria Raquel Alcantara. Psicologia perinatal no cuidado a mulheres internadas em situação de alto risco em leitos de saúde mental. Revista Eletrônica Acervo Saúde, v. 23, n. 1, p. e12016, 31 jan. 2023. Disponível em: https://doi.org/10.25248/reas.e12016.2023 Acesso em: 3 out. 2023.

BARBOSA, Valéria Raquel Alcantara et al. Avaliação psicológica hospitalar: experiência de parametrização de intervenções assistenciais em Maternidade-Escola de alto risco. Arquivos de Ciências da Saúde da Unipar, v.27, n.8, p.4685–4710, 2023a. Disponível em: https://ojs.revistasunipar.com.br/index.php/saude/article/view/10465 Acesso em 19 out. 2023.

BARBOSA, Valéria Raquel Alcantara et al. Perfil epidemiológico de gestantes e puérperas internadas em leitos de saúde mental de maternidade pública de ensino, referência em alto risco no estado do Piauí, Brasil. Brazilian Journal of Health Review, v.6, n.6, p.33073–33092, 2023b. Disponível em: https://ojs.brazilianjournals.com.br/ojs/index.php/BJHR/article/view/65843 Acesso em 24 dez. 2023.

BARROS, Nelson. Cuidado emancipador. Saúde e Sociedade, v. 30, n.1, 2021. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0104-12902021200380 Acesso em 10 dez. 2023.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria nº 148, de 31 de janeiro de 2012. Define as normas de funcionamento e habilitação do Serviço Hospitalar de Referência para atenção a pessoas com sofrimento ou transtorno mental e com necessidades de saúde decorrentes do uso de álcool, crack e outras drogas, do Componente Hospitalar da Rede de Atenção Psicossocial, e institui incentivos financeiros de investimento e de custeio. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2012/prt0148_31_01_2012.html Acesso em: 3 out. 2023.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria nº 3.088, de 23 de dezembro de 2011. Institui a Rede de Atenção Psicossocial para pessoas com sofrimento ou transtorno mental e com necessidades decorrentes do uso de crack, álcool e outras drogas, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2011/prt3088_23_12_2011_rep.html Acesso em 3 out. 2023.

BRASIL. Presidência da República. Lei nº 14.721, de 8 de novembro de 2023. Altera os arts. 8º e 10 da Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990 (Estatuto da Criança e do Adolescente), para ampliar a assistência à gestante e à mãe no período da gravidez, do pré-natal e do puerpério. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2023-2026/2023/lei/L14721.htm#:~:text=LEI%20N%C2%BA%2014.721%2C%20DE%208%20DE%20NOVEMBRO%20DE%202023&text=Altera%20os%20arts.,pr%C3%A9%2Dnatal%20e%20do%20puerp%C3%A9rio Acesso em 23 nov. 2023.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção Primária à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Manual de Gestação de Alto Risco. 1.ed. Brasília: Ministério da Saúde, 2022. Disponível em: https://portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br/wp-content/uploads/2022/03/manual_gestacao_alto_risco.pdf Acesso em: 3 out. 2023.

CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA (CFP). Código de ética profissional do psicólogo. 2005. Disponível em: https://site.cfp.org.br/wp-content/uploads/2012/07/codigo-de-etica-psicologia.pdf Acesso em 10 out. 2023.

CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA (CFP). Referências técnicas para atuação de psicólogas(os) nos serviços hospitalares do SUS. Conselho Federal de Psicologia, Conselhos Regionais de Psicologia e Centro de Referência Técnica em Psicologia e Políticas Públicas. 1. ed. Brasília: CFP, 2019. Disponível em: https://site.cfp.org.br/wp-content/uploads/2019/11/ServHosp_web1.pdf Acesso em 10 out. 2023.

CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA (CFP). Resolução nº 6, de 29 de março de 2019. Institui regras para a elaboração de documentos escritos produzidos pela(o) psicóloga(o) no exercício profissional e revoga a Resolução CFP nº 15/1996, a Resolução CFP nº 07/2003 e a Resolução CFP nº 04/2019. Disponível em: https://atosoficiais.com.br/cfp/resolucao-do-exercicio-profissional-n-6-2019-institui-regras-para-a-elaboracao-de-documentos-escritos-produzidos-pela-o-psicologa-o-no-exercicio-profissional-e-revoga-a-resolucao-cfp-n-151996-a-resolucao-cfp-n-07-2003-e-a-resolucao-cfp-n-04-2019 Acesso em: 20 out. 2023.

CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA (CFP). Resolução nº 17, de 19 de julho de 2022. Disponível em: https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/resolucao-n-17-de-19-de-julho-de-2022-418333366 Acesso em 20 out. 2023.

CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA (CFP). Resolução nº 23, de 13 de outubro de 2022. Institui condições para concessão e registro de psicóloga e psicólogo especialistas; reconhece as especialidades da Psicologia e revoga as Resoluções CFP nº 13, de 14 de setembro de 2007; nº 3, de 5 de fevereiro de 2016; nº 18, de 5 de setembro de 2019. Disponível em: https://atosoficiais.com.br/cfp/resolucao-do-exercicio-profissional-n-23-2022-institui-condicoes-para-concessao-e-registro-de-psicologa-e-psicologo-especialistas-reconhece-as-especialidades-da-psicologia-e-revoga-as-resolucoes-cfp-n-13-de-14-de-setembro-de-2007-n-3-de-5-de-fevereiro-de-2016-n-18-de-5-de-setembro-de-2019?origin=instituicao Acesso em 20 out. 2023.

CORREIA, Diogo Telles; SANTO, Maria do Céu. Saúde Mental na gravidez e puerpério. Lisboa: Lidel - Edições Técnicas, 2017.

DAVIDSON, Judy et al. “Guidelines for Family-Centered Care in the Neonatal, Pediatric, and Adult ICU.” Critical care medicine, v.45, n.1, p.103-128, 2017. Disponível em: https://journals.lww.com/ccmjournal/fulltext/2017/01000/guidelines_for_family_centered_care_in_the.12.aspx Acesso em 24 dez. 2023.

GOMES, Karen Hellen da Silva; BARBOSA, Valéria Raquel Alcantara. Sistematização da interconsulta psicológica no hospital geral: experiência em Maternidade-Escola de alta complexidade. Revista Eletrônica Acervo Saúde, v. 23, n. 6, p. e13121, 23 jun. 2023. Disponível em: https://acervomais.com.br/index.php/saude/article/view/13121 Acesso em 23 out. 2023.

IKEDA, Walter Lucas; TEIXEIRA, Rodrigo Valente Giublin. O cuidado ético da pessoa além do atendimento de saúde mental protocolar. Revista Quaestio Iuris, v.16, n.1, p. 364–388, 2023. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/quaestioiuris/article/view/64773 Acesso em 24 dez. 2023.

LEMKE, Ruben Artur; SILVA, Rosane Azevedo Neves da. Um estudo sobre a itinerância como estratégia de cuidado no contexto das políticas públicas de saúde no Brasil. Physis: Revista de Saúde Coletiva, v. 21, p. 979-1004, 2011. Disponível em: https://scielosp.org/pdf/physis/2011.v21n3/979-1004/pt Acesso em 30 nov. 2023.

LIMA, Isabela Brito; BARBOSA, Valéria Raquel Alcantara. Psicologia em saúde no cuidado gravídico-puerperal em internação obstétrica de alto risco: experiência à luz da Resolução CFP n° 17/2022. Revista Eletrônica Acervo Saúde, v. 23, n. 3, p. e12177, 28 mar. 2023. Disponível em: https://doi.org/10.25248/reas.e12177.2023 Acesso em 20 out. 2023.

MORAES, Maria Helena Cruz de. Psicologia e psicopatologia perinatal: sobre o (re)nascimento psíquico. 1.ed. Curitiba: Appris, 2021.

MORAES, Pedro Henrique; ZAMBENEDETTI, Gustavo. As tecnologias relacionais e a produção de itinerários terapêuticos em saúde mental. Estudos e Pesquisas em Psicologia, v. 21, n. 3, p. 908-928, 2021. Disponível em: https://www.redalyc.org/journal/4518/451872903005/451872903005.pdf Acesso em 24 dez. 2023.

OLIVEIRA, Willame de Sousa et al. Problemas de saúde mental entre cuidadores de pacientes no âmbito hospitalar: uma revisão integrativa. Revista Ibero-Americana de Humanidades, Ciências e Educação, v.8, n.5, p.1138–1148, 2022. Disponível em: https://periodicorease.pro.br/rease/article/view/5334 Acesso em 24 dez. 2023.

ORRICO, Aline Botelho. Protocolo de acolhimento e classificação de risco em saúde mental: projeto de intervenção. 2020. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização Gestão em Saúde) - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.

SCHÜTZ, Daiana Meregalli; OLIVEIRA, Daiane Santos de. Prontuário eletrônico: uma visão histórica interdisciplinar. Revista Universo Psi, v.1, n.2, p.17-32, 2020. Disponível em: https://seer.faccat.br/index.php/psi/article/view/1292 Acesso em 14 dez. 2023.

SENA, Rômulo Mágnus de Castro; MESQUITA, Michelle Guiot; JACOB, Lia Maristela da Silva. Educação e trabalho interprofissional na enfermaria psiquiátrica de um hospital universitário: relato de experiência. Brazilian Journal of Health Review, v 4, n 6, p.27475–27489, 2021. Disponível em: https://ojs.brazilianjournals.com.br/ojs/index.php/BJHR/article/view/41156 Acesso em 25 dez. 2023.

SIMONETTI, Alfredo. Manual de psicologia hospitalar: o mapa da doença. 8.ed. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2016.

SOCIEDADE BENEFICENTE ISRAELITA BRASILEIRA ALBERT EINSTEIN. Nota técnica para organização da rede de atenção à saúde com foco na atenção primária à saúde e na atenção ambulatorial especializada. Saúde da mulher na gestação, parto e puerpério. São Paulo: Hospital Israelita Albert Einstein: Ministério da Saúde, 2019. Disponível em: https://atencaobasica.saude.rs.gov.br/upload/arquivos/202001/03091259-nt-gestante-planificasus.pdf Acesso em 24 dez. 2023.

VARGAS , Ana Paula de Miranda et al. Family-centered care of de newborn: perception of the multidisciplinar health team. Research, Society and Development, v.11, n.9, p.e31511931885, 2022. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/31885 Acesso em 24 dez. 2023.

VIANA, Maria Carmen; SILVEIRA, Camila Magalhães; ANDRADE, Laura Helena Silveira Guerra de. Epidemiologia dos transtornos mentais da mulher. Rennó Junior, Joel; Ribeiro, Hewdy Lobo. Tratado de saúde mental da mulher. 1.ed. Rio de Janeiro: Editora Atheneu Rio, 2012. p.9-18.

WEINTRAUB, Ana Cecília Andrade de Moraes et al. Cartilha Módulo 3. Demanda em Saúde Mental: uma proposta de Classificação de Risco em Saúde Mental. Brasília: Fiocruz Brasília, 2022. Disponível em: https://www.fiocruzbrasilia.fiocruz.br/wp-content/uploads/2022/07/Cartilha-03_Curso-Saude-Mental-Fiocruz_Modulo-3_.pdf Acesso em 19 out. 2023.

ZAMBALDI, Carla Fonseca; CANTILINO, Amaury. Psicofármacos na gestação (Capítulo 19). In: Cantilino, Amaury; Neves, Maila Castro; Rennó Júnior, Joel. Transtornos psiquiátricos na mulher: diagnóstico e manejo. Porto Alegre: Artmed, 2023.

Published

2024-01-18

How to Cite

Barbosa, V. R. A. (2024). Itinerâncias, fluxos e protocolo de assistência psicológica a gestantes e puérperas internadas em leitos de saúde mental de maternidade de alto risco, em Teresina, Piauí. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 22(1), 2251–2271. https://doi.org/10.55905/oelv22n1-117

Issue

Section

Articles