Passado, presente e futuro da contabilidade gerencial executiva nos negócios internacionais: uma análise interdisciplinar

Authors

  • Marcelo Bomfim Guedes

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv22n1-114

Keywords:

contabilidade gerencial internacional, evolução histórica da contabilidade, ferramentas estratégicas de contabilidade, profissionais de negócios internacionais, tendências em contabilidade gerencial, sustentabilidade e ética nos negócios

Abstract

A evolução da contabilidade gerencial no contexto dos negócios internacionais revela uma trajetória intrincada e profunda, com raízes entrelaçadas nas civilizações antigas e que se estendem até os meandros complexos das operações transnacionais modernas. Com base em uma revisão bibliográfica abrangente, o presente estudo mergulha nesse panorama histórico, delineando os estágios evolutivos da contabilidade gerencial desde suas origens remontadas às civilizações antigas até os imperativos contemporâneos em um mundo globalizado. A intersecção entre a evolução histórica da contabilidade e a sua adaptação às demandas sociais e comerciais ao longo do tempo reflete uma resiliência notável, tornando-a uma disciplina crítica na tomada de decisões corporativas. Ao investigar os marcos dessa jornada evolutiva e analisar os fundamentos históricos, práticas e transformações que delinearam a contabilidade gerencial para negócios internacionais, este estudo busca oferecer uma compreensão aprofundada de como esses aspectos históricos se traduzem na configuração atual dessa disciplina, bem como nas exigências futuras em um cenário empresarial global dinâmico. Além disso, foram explorados os conhecimentos e habilidades essenciais para profissionais de negócios no contexto da gestão contábil executiva. As conclusões apontam esta disciplina como uma ferramenta indispensável na gestão estratégica de operações internacionais, e uma análise de tendências futuras indicou que continuará a evoluir, incorporando tecnologias avançadas e abraçando valores como sustentabilidade e ética nos negócios, não apenas se limitando a refletir a dinâmica dos mercados globais, mas também se mostrando fundamental na moldagem do futuro das práticas contábeis internacionais.

References

Alston, L. J.; Gillespie, W. (1989). Resource coordination and transaction costs: a fra-mework for analyzing the firm market/boundary. Journal of Economic Behavior and Or-ganization. 11(2), 191-212.

Borinelli, M. L.; Pimentel, R. C. (2017). Contabilidade para gestores, analistas e outros profissionais. São Paulo, SP: Editora Atlas Ltda.

Dutra, A. (2005). Metodologias para avaliar o desempenho organizacional: revisão e pro-posta de uma abordagem multicritério. Revista Contemporânea de Contabilidade. 2(1), 25-56.

Garrison, R.H; Noreen, E. W.; Brewer, P. C. (2013). Contabilidade Gerencial. Porto Alegre, RS: McGraw Hill.

Lima, K. P. S.; Cunha, D.R.; Moreira, F. G. L.; Porte, M. S. (2012). Contabilidade Am-biental: Um estudo sobre a evidenciação das informações ambientais nas demosntrações contábeis das grandes empresas brasileiras. Revista Eletrônica de Administração. 11(1), 1-14.

Martins, W. T. S.; Silva, A. C. R. (2007), História do Pensamento Contábil: com ênfase na história da contabilidade brasileira. Curitiba, PR: Juruá Editora.

Sá, A.L. (2001). O Futuro da Contabilidade. Revista Mineira de Contabilidade. 3(4), 6-13.

Williamson, O. E. (1985). The economic institutions of capitalism: firms, markets, relati-onal contracting. New York: The Free Press.

Williamson, O. E. (1996). The Mechanisms of Governance. New York: Oxford Univer-sity Press.

Published

2024-01-18

How to Cite

Guedes, M. B. (2024). Passado, presente e futuro da contabilidade gerencial executiva nos negócios internacionais: uma análise interdisciplinar. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 22(1), 2180–2198. https://doi.org/10.55905/oelv22n1-114

Issue

Section

Articles