A cadeia de suprimentos da ostreicultura no Nordeste Paraense, Amazônia, Brasil

Authors

  • Thalita Antunes Oliveira Moura
  • Marko Herrmann
  • Flavio de Almeida Alves-Júnior
  • Geilson Silva Tenório
  • Rômulo Malta Nascimento
  • Mateus Fernandes Araújo Cintra
  • Maurício Bastos da Silva
  • Israel Hidenburgo Aniceto Cintra

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv22n1-112

Keywords:

aquicultura, ostra, amazônia, cultivo de moluscos

Abstract

O presente estudo descreve a cadeia de suprimentos da ostreicultura no nordeste paraense. A pesquisa foi desenvolvida por meio de levantamento de informações bibliográficas, coleta de dados em campo e análise dos bancos de dados. A cadeia de suprimentos da ostreicultura na área de estudos tem se desenvolvido de forma significativa e contribui com melhorias na vida dos aquicultores, contudo faz-se ainda necessárias muitas ações por parte das políticas públicas, para fomentar a produção, bem como o desenvolvimento de mais pesquisas que auxiliem os produtores a alcançarem resultados cada vez mais sustentáveis.

References

ANDRADE, I. C.; VIEIRA, D. G. Utilização do modelo de excelência da gestão para melhoria organizacional. Ciência Atual, Rio de Janeiro, v. 8, p. 02-14, 2016.

ARAÚJO, R. F. Estudo de mercado dos consumidores de ostras da região metropo-litana de Belém. 2019. 40 f. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em engenharia de pesca) – Universidade Federal Rural da Amazônia, Belém, 2019.

BALLOU, R. H. Gerenciamento da cadeia de suprimentos/logística empresarial. 5º ed. Porto Alegre: Bookman, 2006. 616 p.

BOWERSOX, D. J.; CLOSS, D. J.; COOPER, M. B.; BOWERSOX, J. C. Gestão lo-gística da cadeia de suprimentos. 4. ed. Porto Alegre: AMGH, 2014.

BRABO, M. F.; PEREIRA, L. F. S.; FERREIRA, L. DE A.; COSTA, J. W. P.; CAM-PELO, D. A. V.; VERAS, G. C. A cadeia produtiva da aquicultura no nordeste paraen-se, Amazônia, Brasil. Informações econômicas, São Paulo, v. 46, jul/ago. 2016.

CAMPOS, O. T. L. A Ostreicultura no Município de Curuçá: Uma Alternativa para o Desenvolvimento Local?. 2011. 72 f. Dissertação (Mestrado em Gestão de Recursos Naturais e Desenvolvimento Local na Amazônia) – Universidade Federal do Pará, Be-lém, 2011.

CHOPRA, S.; MEINDL, P. Gerenciamento da cadeia de suprimentos: estratégia, planejamento e operação. 1. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2002.

CHRISTOPHER, M. Logística e gerenciamento da cadeia de suprimentos. 4. ed. São Paulo: Cengage, 2012.

CORREIA, E. S. Influência da alimentação natural no cultivo semi-intensivo do ca-marão de água doce Macrobrachium rosenberguii (De Man, 1979). 1998. Tese de Doutorado - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 1998.

DIAS, S. L. F. G.; LABEGALINI, L.; CSILLAG, J. M. Sustentabilidade e cadeia de suprimentos: uma perspectiva comparada de publicações nacionais e internacionais. Produção, São Paulo, v. 22, p. 517-533, mai/ago. 2012.

DUARTE, R. B. A. Histórias de sucesso: agronegócios: aquicultura e pesca. 1. ed. Brasília: Sebrae, 2007.

DURSKI R. G. Avaliação do desempenho em cadeias de suprimentos. Revista FAE, Curitiba, v. 6, p. 27-38, jan-abr. 2003.

FNQ. Fundação Nacional de Qualidade. Modelo de Excelência da Gestão. Brasília, 2014.

FNQ. Fundação Nacional de Qualidade. Desenvolvimento Sustentável e o Modelo de Excelência da Gestão. Brasília, 2017.

FNQ. Fundação Nacional de Qualidade. Guia prático de planejamento empresarial. Brasília, 2019.

FNQ. Fundação Nacional de Qualidade. Guia completo para implementação do MEG na gestão. Brasília, 2020.

FRANÇA, M. C.; CAMPOS, O. T. L.; LEAL, L. H. N.; PINHEIRO, R. H. da S. No-vas oportunidades na aquicultura: o cultivo de ostras na zona costeira do estado do Pará. Pará, 2011. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/272353952_Novas_Oportunidades_na_Aquicultura_O_Cultivo_de_Ostras_na_Zona_Costeira_do_Estado_do_Para. Acesso em: 20 de janeiro de 2020.

HENRIQUES, M. B.; MACHADO, I. C.; FAGUNDES, L. Análise econômica compa-rativa dos sistemas de cultivo integral e de “engorda” da ostra do mangue crassostrea spp. no estuário de Cananéia, São Paulo, Brasil. Boletim do Instituto de Pesca, São Paulo, v. 36, p. 307-316, mar. 2010.

HOSHINO, P. Sustentabilidade e cadeia de suprimentos: uma perspectiva compa-rada de publicações nacionais e internacionais. 2009. 99 f. Dissertação (Mestrado em ecologia aquática e pesca) – Universidade Federal do Pará, Belém, 2009.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Produção pecuária municipal 2022. Rio de Janeiro, v. 50, p 1-16. 2023.

LAMBERT, D. M.; COOPER, M. C.; PAGH, J. D., Supply chain Management: im-plemetation issues and research opportunities. The international Journal of Logistics management, v. 9, n. 2, p. 1-19, 1998

MACEDO, A. R. G.; SILVA, F. L.; RIBEIRO, S. DA C. A.; TORRES, M. F.; SILVA, F. N. L.; MEDEIROS, L. R. Perfil da ostreicultura na comunidade de Santo Antônio do Urindeua, Salinópolis, nordeste do Pará/Brasil. Revista Observatório de la Economía Latino Americana, Brasil, março, 2016.

MACHLINE, C. Cinco décadas de logística empresarial e administração da cadeia de suprimentos no Brasil. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 51, p. 227-231, mai/jun, 2011.

MAGALHÃES, E. Gestão da cadeia de suprimentos. 1. ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2015.

MARENZI, A. W. C.; WESTPHAL, G. G. C. Cultivo de organismos aquáticos – ma-lacocultura. 1 ed. Curitiba/PR: Escola Técnica Aberta do Brasil. 2011.

MATSUMOTO, A. S.; BARRETO, J. N.; OLIVEIRA, J. M.; ALVES, S. R. F. L. S. Uso do modelo de excelência da gestão da FNQ como instrumento de gestão nas micro e pequenas empresas. In: VI Congresso Nacional de Administração e Contabilidade. 2015, Rio de Janeiro. Anais. Rio de Janeiro, 2015.

NONO, R. G. de B. Cultivo de ostras em Alagoas. 1 ed. Maceió: SEBRAE/AL, 2010.

SILVA, L; MENEZES, E. M. Metodologia da pesquisa e elaboração de dissertação. 2a ed., Florianópolis: Laboratório de Ensino a Distância da UFSC, 2001.

SILVA, A. A.; SILVA, N. S.; BARBOSA, V. DE A.; HENRIQUE, M. R.; BAPTIS-TA, J. A. A utilização da matriz SWOT como ferramenta estratégica – um estudo de caso em uma escola de idioma de São Paulo. 2011, Rio de Janeiro. Resumo. Rio de Ja-neiro, 2011.

TENÓRIO, G. S.; TENÓRIO, J. J. A. S.; PEREIRA, E. H. M. Manejo de manguezal = garantia de alimento, trabalho e renda, 58 p. 2014.

TENÓRIO, G. S.; SOUZA FILHO, P. W. M.; RAMOS, E. M. L. S.; ALVES, P. J. O. Mangrove shrimp farm mapping and productivity on the Brazilian Amazon coast: Envi-ronmental and economic reasons for coastal conservation. Ocean & Coastal Manage-ment, v. 104, p. 65 -77, 2015.

TENÓRIO, G. S.; TENÓRIO, J. J. A. S.; CAMPOS, O. T. L.; ALVES, J. A.; SILVA, M. R. C.; SILVA, L. A. F. Diagnóstico do perfil socioeconômico do aquicultor na regi-ão litorânea do Pará. Latin American Journal of Development, v. 4, n. 5, p. 1720-1728, 2022.

TENÓRIO, G. S.; TENÓRIO, J. J. A. S.; CAMPOS, O. T. L.; LOPES, P. C.; PI-NHEIRO, J. M. L.; SEABRA, L. C.; BAHIA, M. M.; JUNIOR, J. G. R. Panorama so-bre planejamento e implantação de empreendimentos aquícolas na região litorânea para-ense. Latin American Journal of Development, v. 5, n. 1, p. 461-473, 2023.

Published

2024-01-18

How to Cite

Moura, T. A. O., Herrmann, M., Alves-Júnior , F. de A., Tenório, G. S., Nascimento, R. M., Cintra , M. F. A., da Silva, M. B., & Cintra , I. H. A. (2024). A cadeia de suprimentos da ostreicultura no Nordeste Paraense, Amazônia, Brasil. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 22(1), 2144–2166. https://doi.org/10.55905/oelv22n1-112

Issue

Section

Articles

Most read articles by the same author(s)