O planejamento no confronto entre diferentes futuros

Authors

  • Rainer Randolph

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv22n1-022

Keywords:

futuro, planejamento, tempo

Abstract

 A provocação do presente ensaio é sua hipótese que não é o planejamento que determina o futuro, mas o futuro, sua abordagem, que determina o planejamento. Para fundamentar esta visão serão trazidas quatro diferentes conceituações a respeito de tempo, futuro e utopia dos autores Ernst Bloch, Boaventura de Souza Santos e Henri Lefebvre e da discussão sobre “future studies”. Sem querer sintetizar no final, um confronto entre estas abordagens com modalidades de planejamento pretende incentivar o debate sobre as questões levantadas anteriormemnte.

References

ADAM, B. (2010) History of the future: paradoxes and challenges, Rethinking History, 2010, 14: p 361–78.

ADAM, B., GROVES, C. Future matters. Action, knowledge, ethics. Leiden, Boston: BRILL 2007, acesso em 24.07.2021

BLOCH, E. The principle of hope. Cambridge, Mass: MIT Press 1995

ELDEN, S. Prefácio em LEFEBVRE, H. Rhythmanalysis. Space, time and everyday life. London, New York: Continuum 2004

LEFEBVRE H. O direito à cidade São Paulo: Centauro, 2001

LEFEBVRE, H. Revolução Urbana. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2002.

LEFEBVRE, H. Rhythmanalysis. Space, time and everyday life. London, New York: Continuum 2004

LEFEBVRE, H. The production of space. Oxford (UK), Cambridge, Mass.: Blackwell, 1991.

LIMONAD, E. Utopias urbanas, sonhos ou pesadelos? Cortando as cabeças da Hidra de Lerna. In: XIV Coloquio Internacional de Geocrítica. Las utopías y la construcción de la sociedad del futuro. Barcelona: Geocrítica, Universidad de Barcelona, 2016, p. 1-20.

MANGUS, A.C., OOMEN, J., VERVOORT, J.M., HAJER, M.A. Futures literacy and the diversity of the future. Futures 132 (2021), https://reader.elsevier.com/reader/sd/pii/S0016328721001051?tok…C3775139A0&originRegion=us-east-1&originCreation=20210723141704, acesso em 23.07.2021

MARRAMAO, G. Poder e secularização: As categorias do tempo. São Paulo: Editora da Universidade Estadual Paulista,1995

MATOS, D. Central galeria apresenta a mostra “No presente, a vida (é) política”. In: RG de 26.11.2020; https://siterg.uol.com.br/cultura/2020/11/26/central-galeria-apresenta-a-mostra-no-presente-a-vida-e-politica-2/

OLIVEIRA, A. S. Tempo, modo e modalidade: uma análise das modalidades deôntica e volitiva e as noções de futuridade. Revista Investigações, Recife, v. 32, n. 2, p. 65-86, dez./2019

RANDOLPH, R. A origem estrutural da subversão em sociedades capitalistas contemporâneas, suas práticas baseadas na vivência cotidiana e um novo paradigma de um contra planejamento. In: Teorias e práticas urbanas. Condições para a sociedade urbana, org. por G.M. COSTA. H.S.M COSTA, MONTE-MOR, R.L.M. Belo Horizonte: c/Arte 2015, p. 103 - 128

RANDOLPH, R. Futuros no planejamento e planejamento do futuro. In: Territórios e planejamento, org. F. FRIEDMAN. Rio de Janeiro: LetraCapital 2022, p. 527 - 557

SOUSA SANTOS, B., Para uma sociologia das ausências e uma sociologia das emergências Revista Crítica de Ciências Sociais [Online], 63 | 2002, colocado online no dia 01 outubro 2012, criado a 19 abril 2019. URL : http://journals.openedition.org/rccs/1285 ; DOI : 10.4000/ rccs.1285, visita em 13.06.2022

URRY, J. What is the Future? Cambridge/UK, Malden/MA: Polity Press 2016

Published

2024-01-12

How to Cite

Randolph, R. (2024). O planejamento no confronto entre diferentes futuros. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 22(1), 391–406. https://doi.org/10.55905/oelv22n1-022

Issue

Section

Articles