Determinação de cobre em amostras de cachaça artesanal produzidas na região de Itapira-SP

Authors

  • Stephanie Aparecida Corassa
  • Mariza Campagnolli Chiaradia Nardi

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv21n12-233

Keywords:

cachaça, cobre, quantificação

Abstract

A cachaça é uma bebida típica e exclusivamente brasileira que, de acordo com o MAPA (Mistério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), também é denominada aguardente de cana de açúcar, e apresenta graduação alcoólica entre 38% e 48% em volume à 20°C. A produção artesanal de cachaça é comumente realizada em alambiques de cobre, o que confere melhores características sensoriais à bebida. Porém, durante a destilação, pode ocorrer a formação do azinhavre [CuCO3Cu(OH)2], que se mistura ao produto final, gerando contaminação. A ingestão de grandes quantidades de cobre pode ocasionar problemas à saúde dos consumidores, afetar diversos órgãos e até levar à morte. Neste contexto, este trabalho teve por objetivo determinar o teor de cobre em amostras de cachaça comercializadas na cidade de Itapira-SP para verificar se atendem ao limite de 5 mg/L estabelecido pelo MAPA. Para isso, foi avaliada a metodologia analítica baseada na volumetria. Com o método foram encontradas concentrações de cobre nas amostras entre 0,3 mg/L e 9,5 mg/L, indicando que algumas amostras estão acima dos limites estabelecidos pela legislação brasileira.

References

BACCAN, N. et al. Química analítica quantitativa elementar. São Paulo: Editora Edgard Blücher Ltda, 1979. 245 p.

CATARINENSE PHARMA. Mineral cobre. Vitaminas e minerais, 2019. Disponível em: https://catarinensepharma.com.br/blog/mineral-cobre/. Acesso em: 10 set. 2022.

FEITOSA, Patrícia Cristina Leite. A cachaça como identidade cultural. 2005. 70 f. Monografia (Especialização) - Curso de Especialista em Turismo, Cultura e Lazer, Universidade de Brasília, Brasília - DF, 2005 p. 7-12; 15-23

FRANÇA, N.; SÁ, O. R. de; FIORINI, J. E. Avaliação da qualidade da cachaça artesanal produzidas no município de Passos (MG). 2011. Disponível em: https://revista.uemg.br/index.php/praxys/article/view/2206/1190. Acesso em: 15 out. 2022.

FREIRE, T. S. S. et al. PROCESSO PRODUTIVO EM UMA CACHAÇARIA ORGÂNICA. In: 5° FÓRUM INTERNACIONAL ECOINOVAR 1ª CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DE SUSTENTABILIDADE E INOVAÇÃO, 5., 2016, Santa Maria, Rs. Disponível em: http://ecoinovar.com.br/cd2016/arquivos/artigos/ECO1370.pdf. Acesso em: 5 out. 2022

IBRAC, Instituto Brasileiro da Cachaça. Mercado Externo. IBRAC, 2021. Disponível em: https://ibrac.net/servicos/mercado-externo. Acesso em: 10 out. 2022.

JOHNSON, L. E. Excesso de cobre. 2021. Disponível em: https://www.msdmanuals.com/pt-br/casa/dist%C3%BArbios-nutricionais/minerais/excesso-de-cobre. Acesso em: 08 out. 2022.

LACERDA, M. Como é feita a cachaça? 2003. Disponível em: https://super.abril.com.br/historia/como-e-feita-a-cachaca/. Acesso em: 12 set. 2022.

LIMA, A. J. B. et al. Emprego do carvão ativado para remoção de cobre em cachaça. 2006. Disponível em: https://www.scielo.br/j/qn/a/SrcFR7jNxnQpxLtqD7LMssp/?lang=pt. Acesso em: 16 out. 2022.

MAPA. MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO. A cachaça no Brasil: dados de registro de cachaças e aguardentes. Secretaria de Defesa Agropecuária. Brasília: MAPA/AECE, 2019. p. 7;14.

MAPA. MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO. A cachaça no Brasil: dados de registro de cachaças e aguardentes. Secretaria de Defesa Agropecuária. Brasília: MAPA/AECE, 2021. p. 11-12

NASCIMENTO, R. F. et al. Influência do material do alambique na composição química das aguardentes de cana-de-açúcar. 1998. Disponível em: https://www.scielo.br/j/qn/a/8Zgcc6dq9QS9bKJpb9PXMmn/?lang=pt. Acesso em: 5 out. 2022.

OLIVEIRA, Ana Márcia Lara de. O PROCESSO DE PRODUÇÃO DA CACHAÇA ARTESANAL E SUA IMPORTÂNCIA COMERCIAL. 2010. 55 f. Monografia (Especialização) - Curso de Pós-Graduação em Microbiologia do Instituto de Ciências Biológicas, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2010. p. 5-6;10-20.

SARGENTELLI, V.; MAURO, A. E.; MASSABNI, A. C. ASPECTOS DO METABOLISMO DO COBRE NO HOMEM. Araraquara: Química Nova, 12 dez. 1995. Disponível em: http://static.sites.sbq.org.br/quimicanova.sbq.org.br/pdf/Vol19No3_290_v19_n3_11.pdf. Acesso em: 22 out. 2022.

SANTOS, T. et al. Processo produtivo em uma cachaçaria orgânica. 2016. Disponível em: http://ecoinovar.com.br/cd2016/arquivos/artigos/ECO1370.pdf. Acesso em: 05 set. 2022.

SEBRAE. Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas. Goiás, A cachaça de alambique: um estudo sobre hábitos de consumo em Goiânia. Goiânia, 2019. p. 8-9

SILVA, F. Z.; BASTOS, I. C.; COSTA, P. R. Aplicação de metodologia clássica para determinação de cobre em cachaça artesanal. 2021. Disponível em: https://www.scielo.br/j/bjft/a/XqtYPg9fBgrNSKTpFS3QZhy/?lang=pt. Acesso em: 20 set. 2022.

SILVA, L.M.F.; PORTELA, A.L.O.; ARAÚJO, A.D.A. DETERMINAÇÃO DO TEOR DE COBRE EM AMOSTRAS DE CACHAÇAS COMERCIALIZADAS NA REGIÃO NORTE DO CEARÁ. 2007. Disponível em: http://www.abq.org.br/cbq/2007/trabalhos/4/4-627-696.htm. Acesso em: 27 out. 2022.

SOUZA, João Carlos de. Determinação íons cobre(II) em aguardente de cana–de–açúcar utilizando a combinação spot test - espectroscopia de reflectância difusa. 2015. 119 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Mestrado em Química, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Araraquara, 2015. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/142988/000849809.pdf?sequence=1. Acesso em: 27 out. 2022.

VASCONCELOS, N. M. S. Fundamentos de Química Analítica Quantitativa. 2. ed. Fortaleza: Editora da Universidade Estadual do Ceará – Eduece, 2019. 194 p.

Published

2023-12-28

How to Cite

Corassa, S. A., & Nardi, M. C. C. (2023). Determinação de cobre em amostras de cachaça artesanal produzidas na região de Itapira-SP . OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 21(12), 27808–27823. https://doi.org/10.55905/oelv21n12-233

Issue

Section

Articles