Padronização de ações estratégicas voltadas à prevenção de erros no uso dos medicamentos de alta vigilância: implantação em um hospital universitário

Authors

  • Miria de Lima Ferreira
  • Lorena Aquino de Vasconcelos
  • Elane Cristina Silva Landim
  • Gerlânia Sarmento Veríssimo
  • Isabele Beserra Santos Gomes
  • Luciana Lucena Aranha de Macêdo

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv21n12-159

Keywords:

erros de medicação, protocolo clínico, segurança do paciente

Abstract

Os medicamentos de alta vigilância (MAVs), também identificados como potencialmente perigosos ou de alto risco, possuem a capacidade de provocar danos com maior gravidade, por vezes permanentes ou fatais, devido a erros durante as etapas da sua utilização. As falhas referentes ao uso de MAVs podem ser observadas durante todo processo desde a prescrição, separação, dispensação até a administração. A maioria dessas falhas podem ser evitadas, logo é indispensável o uso de protocolos específicos para a prevenção a reincidência desses casos. O trabalho teve por objetivo elaborar protocolos e materiais, analisando estratégias de prevenção de erros envolvendo medicamentos de alta vigilância, no Hospital Universitário Lauro Wanderley. Trata-se de um estudo exploratório-descritivo, documental, realizado através de pesquisa bibliográfica por meio de artigos científicos encontrados nas bases de dados Biblioteca Virtual, Scielo, Pubmed, Medline, LILACS, Scholar Google e livros e manuais especializados no tema realizado de setembro de 2022 a agosto de 2023. Na primeira etapa do estudo se deu a revisão dos procedimentos operacionais padrão e protocolos redigidos pela Comissão de MAVs do hospital e a construção do material informativo sobre cada MAV, que constou com apresentação, dose máxima e usual, reconstituição, diluição, tempo de infusão, via de administração, diluente, classe terapêutica e risco. Na segunda etapa ocorreu a atualização da lista dos medicamentos com grafia ou som semelhantes, em que se empregou o uso de letra maiúscula e negrito a fim de destacar partes diferentes de nomes semelhantes dos medicamentos e a cor vermelha para indicar os medicamentos de alta vigilância presentes na lista. Por fim, foi elaborado o Protocolo de Prescrição e Dispensação dos Medicamentos de Alta Vigilância, com uma estrutura contemplando título, objetivos, justificativa, atribuições da equipe multiprofissional, prescrição, dispensação e referências Concluímos que a elaboração dos materiais de apoio e do protocolo para o uso dos MAVs servirão de base na tomada de decisão da equipe multiprofissional, aumentando a segurança do uso desses medicamentos e consequentemente a segurança dos pacientes atendidos no serviço.

References

BOHOMOL, E. Medication errors: descriptive study of medication classes and high-alert medication. Escola Anna Nery - Revista de Enfermagem, [S.l.], v. 18, n. 2, p. 311-316, june. 2014. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5935/1414-8145.20140045. Acesso em: 20 set, 2023.

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Protocolo de Segurança na Prescrição, uso e Administração de Medicamentos: Prescrição segura de medicamentos potencialmente perigosos ou de alta vigilância. Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Brasília 2013. Disponível em: https://portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br/wp-content/uploads/2020/01/protoc_identificacaoPaciente.pdf Acesso em: 22 ago. 2023.

BRYAN, R. et al. The problem of look‐alike, sound‐alike name errors: drivers and solutions. British Journal Of Clinical Pharmacology, [S.l.], v. 87, n. 2, p. 386 394, mar. 2021. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1111/bcp.14285. Acesso em: 20 ago. 2023.

COHEN, M. R. Medication Errors. 3 ed. Washington American Pharmaceutical Association: Washington, 2007.

ISPM BRASIL, 2014. Instituto para Práticas Seguras no Uso de Medicamentos. Nomes de medicamentos com grafia ou som semelhantes: como evitar erros? Boletim ISMP Brasil. V3. n.6, p. 1-8. Abr, 2014. Disponível em: https://www.ismp-brasil.org/site/wp-content/uploads/2015/07/V3N1.pdf Acesso em: 15 ago. 2023

ISPM BRASIL, 2019. Instituto para Práticas Seguras no Uso de Medicamentos. Medicamentos potencialmente perigosos de uso hospitalar e ambulatorial: Lista atualizada 2019. Boletim ISMP Brasil. v8. n.3, p. 1-9. Fev, 2019. Disponível em: https://www.ismp-brasil.org/site/wp-content/uploads/2019/02/615-boletim-ismp-fevereiro-2019.pdf Acesso em: 15 ago. 2023

ISPM EUA, 2019. Institute for Safe Medication Practices. High-Alert Medications in Acute Care Settings. Disponível em: https://www.ismp.org/recommendations/high-alert-medications-acute-list. Acesso em: 24 ago. 2023.

MIEIRO, D. B. et al. Estratégias para minimizar erros de medicação em unidades de emergência: revisão integrativa. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, v. 72, n. 1, p. 8, fev. 2019. Disponível em: https://www.scielo.br/j/reben/a/gMgPrcLkFvyq3VvCz6KJhKH/?lang=pt Acesso em: 20 ago. 2023.

SILVA, D. A. P. et al. Estratégias de Segurança na Administração dos Medicamentos de Alta Vigilância. Caderno de Graduação – Ciências Biológicas e da Saúde. V. 7, n.1, p. 71-81, out. 2021. Disponível em: https://periodicos.set.edu.br/cadernobiologicas/article/view/10218 Acesso em: 23 ago. 2023.

Published

2023-12-18

How to Cite

Ferreira, M. de L., de Vasconcelos, L. A., Landim, E. C. S., Veríssimo, G. S., Gomes, I. B. S., & de Macêdo, L. L. A. (2023). Padronização de ações estratégicas voltadas à prevenção de erros no uso dos medicamentos de alta vigilância: implantação em um hospital universitário . OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 21(12), 26426–26437. https://doi.org/10.55905/oelv21n12-159

Issue

Section

Articles