Clima escolar e noção de respeito: percepções de estudantes do ensino fundamental II de uma escola cívico-militar

Authors

  • Ana Carolina Mexia Aleixo
  • Francismara Neves de Oliveira
  • Heloisa Braga dos Santos
  • Bianca Emanuele Ilkiu França
  • Leila Rute Oliveira Gurgel do Amaral
  • Pammalla Ribeiro da Conceição
  • Sidney Lopes Sanchez Junior
  • Silvana Thomas

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv21n12-112

Keywords:

epistemologia genética, valores sociomorais, clima escolar, escola cívico-militar, escola básica

Abstract

A pesquisa objetivou identificar a percepção de estudantes do Ensino Fundamental II de uma escola cívico-militar, sobre respeito e clima escolar. O contexto da escola cívico-militar, considerando sua criação e expansão defendida pelo governo brasileiro (2019-2022). Participaram 50 estudantes (32 autodeclarados feminino e 18 masculino), de 6º a 9º anos. O instrumento utilizado foi uma escala Likert-4 de pontos (GEPPEM) e de aplicação única e coletiva mas, com preenchimento individual. A análise dos dados foi estatística, por frequência, na modalidade de estudo descritivo. Os resultados indicaram predomínio da moral heterônoma, com obediência à autoridade e respeito unilateral (70%), ao passo que a a moral autônoma e o respeito por reciprocidade equivaleram a 15 participantes ou 30% da amostra, sendo que apenas 12 estudantes feminino (37,5%) e 3 estudantes masculino (16,6 %) indicaram perceber respeito mútuo na escola. Quanto ao clima escolar predominante, 89% das respostas indicaram autoritarismo, predomínio da obediência às autoridades e não à compreensão das regras e respeito mútuo. Em síntese, predominou respeito unilateral, clima escolar autoritário e moralidade heterônoma.

References

BRASIL. Estatuto da criança e do adolescente: disposições constitucionais pertinentes: lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990. 6 ed. Brasília: Senado Federal, Subsecretaria de Edições Técnicas, 2005.

BRASIL, Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial da União. Brasília, 1996.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. 2018.

BRASIL. Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares. Diretrizes das Escolas Cívico- Militares. 2ªed, 2021.

BRASIL. Decreto nº 9.465, de 02 de janeiro de 2019. Diário Oficial da União. Governo Federal. FUNDEB – Manual de Orientação. Brasília, 2008. BRASIL. Ministério da Educação.

BRASIL. Plano Nacional de Educação (PNE). Lei Federal n.º 10.172, de 9/01/2001. Brasília: MEC, 2001.

DE VRIES, R; ZAN, B. A Ética na Educação Infantil: um ambiente sócio-moral na escola. Porto Alegre: Artmed, 1998.

FREITAS, S. M. P. de. A Pesquisa Fenomenológica em Psicologia. In: BAPTISTA, M. N.; CAMPOS, D. C. de. Metodologias de Pesquisa em Ciências: análises quantitativa e qualitativa. 2 ed..Rio de Janeiro: LTC, 2016.

GONÇALVES, C.E.S. e OLIVEIRA, F.N. Dimensões intelectual e afetiva do juízo moral de estudantes sobre manifestações de preconceito. Schème - Revista Eletrônica de Psicologia e Epistemologia Genéticas, vol.11 (2), 2019.

OLIVEIRA, F. N de; SARAVALI, E. G; REIS, L. A dos. A Epistemologia Genética: uma teoria dialética a ser compreendida por relações de interdependência. Interfaces Pedagógicas da Teoria de Jean Piaget. Editora CRV Ltda. Curitiba. Br. 2021.

PIAGET, J. O Juízo moral na criança. Trad. Elzon Lenardon – São Paulo: Summus, 1994.

PIAGET, J. A equilibração das estruturas cognitivas. Zahar editores. Rj, 1976.

TOGNETTA, LR P; AVILÉS M, J M; DAUD, R P. Respeito é bom e eu gosto! – O valor do respeito. Americana, SP: Adonis, 2019.

VINHA, T. Os conflitos interpessoais na relação educativa. 2003. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Educação. Universidade Estadual de Campinas, 2003.

VINHA, T. P. et al. O clima escolar na perspectiva dos alunos de escolas públicas. Revista Educação e Cultura Contemporânea, Rio de Janeiro, v. 15, n. 40, p. 163-186, jul. 2018. Disponível em: http://educa.fcc.org.br/pdf/reeduc/v15n40/2238-1279-reeduc-15-40-09.pdf. Acesso em: 10 mar. 2023.

VINHA, T.; MORAIS, A; MORO, A. (org.). Manual de orientação para a aplicação dos questionários que avaliam o clima escolar. Campinas, SP: FE/UNICAMP. 2017. Disponível em: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=79559&opt=1. Acesso em: 10 mar. 2023.

VINHA, T.; NUNES, C. A. A. O desafio da convivência. Cadernos Globo, v. 14, p. 70-79, 2010. Disponível em: http://app.cadernosglobo.com.br/banca/volume-14/pdf/70-79_desafio_de_convivencia.pdf. Acesso em: 10 mar. 2023.

VINHA, T.; TOGNETTA, L. R. P. Considerações sobre as regras existentes nas classes democráticas e autocráticas. Educação Unisinos, São Leopoldo, v. 10, n. 1, p. 45-55, jan./abr. 2006. Disponível em: https://revistas.unisinos.br/index.php/educacao/article/view/6040. Acesso em: 10 mar. 2023.

WADSWORTH, Barry J. Inteligência e Afetividade da Criança na Teoria de Piaget. São Paulo: Pioneira, 5ª ed. revista,1997, 2ª tiragem, 1999.

Published

2023-12-14

How to Cite

Aleixo , A. C. M., de Oliveira, F. N., dos Santos, H. B., França, B. E. I., do Amaral, L. R. O. G., da Conceição, P. R., Sanchez Junior, S. L., & Thomas, S. (2023). Clima escolar e noção de respeito: percepções de estudantes do ensino fundamental II de uma escola cívico-militar. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 21(12), 25516–25530. https://doi.org/10.55905/oelv21n12-112

Issue

Section

Articles