Práticas integrativas e complementares para promoção da saúde da pessoa idosa

Authors

  • Eliane Rocha
  • Isabela Ribeiro da Cruz
  • Daniele Fernanda Felipe

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv21n12-110

Keywords:

práticas integrativas e complementares, envelhecimento, qualidade de vida, terapias complementares

Abstract

As Práticas Integrativas e Complementares (PICs) têm sido cada vez mais utilizadas como uma alternativa aos tratamentos convencionais. As PICs podem ser utilizadas como coadjuvantes no tratamento de várias condições de saúde, incluindo dor crônica, ansiedade, estresse, depressão, podendo melhorar a qualidade de vida, inclusive das pessoas idosas. A presente pesquisa teve como objetivo demonstrar o impacto das PICs na qualidade de vida da pessoa idosa. Foi realizada uma revisão da literatura por meio de levantamento bibliográfico nas base de dados PubMed, Scielo e Lilacs, utilizando as palavras-chave: "Práticas Integrativas e Complementares", "Medicina Alternativa", "Terapias Complementares", "Envelhecimento", "Medicina Complementar" e "Medicina Natural". Foram incluídos artigos publicados entre 2010 e 2022, em português, inglês e espanhol, artigos que abordassem o uso das PICs em diversas condições de saúde da pessoa idosa, como dor crônica, ansiedade, depressão, câncer, doenças cardiovasculares, entre outras. Os resultados indicam que as PICs como acupuntura, ioga, meditação, fitoterapia e terapia floral, podem proporcionar benefícios para os idosos. A maioria dos estudos apresentou resultados positivos em relação à eficácia das PICs no tratamento de diferentes condições de saúde, especialmente no alívio da dor, no controle da ansiedade, redução do estresse, melhoria do sono, promoção do equilíbrio emocional e na melhora da qualidade de vida. Desta forma, as Práticas Integrativas e Complementares podem promover benefícios em diversas condições de saúde, podendo melhorar a qualidade de vida da pessoa idosa, o que reforça a importância de sua inclusão nos sistemas de saúde e sua integração com os tratamentos convencionais.

References

AGUIAR, J.; KANAN, L. A.; MASIERO, A. V. Práticas Integrativas e Complementares na atenção básica em saúde: um estudo bibliométrico da produção brasileira. Saúde em De-bate, v. 43, n. 123, p. 1205–1218, 2019.

ALMEIDA, C.R.F.; ALCÂNTARA, J.T.; QUEIROZ, T.A. Práticas integrativas e complementares em saúde: utilização e eficácia para melhoria da vida do idoso. Brazilian Journal of Development, v. 7, n.1, p. 1757–1765, 202.

ALVES, J.E.D. Envelhecimento populacional no Brasil e no mundo segundo as novas projeções da ONU. Revista Longeviver, p. 1-5, 2019.

BARROS, M.B.A, GOLDBAUM M. Desafios do envelhecimento em contexto de desigualdade social. Revista de Saúde Pública, v.52 Suppl 2, p. 1s-3s, 2018.

BRASIL. Ministério da Saúde. Política Nacional de Humanização. Humanizasus, 3. ed. Brasília, 2006a.

BRASIL. Lei nº 10.741 de 1 de outubro de 2003. Estatuto do Idoso. Diário Oficial da União, DF, 2003.

BRASIL. Portaria nº 2.528 de 19 de outubro de 2006. Institui a Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa. Diário Oficial da União, 2006b.

BRASIL. Ministério da Saúde. Envelhecimento e saúde da pessoa idosa. Cadernos de Atenção Básica, Brasília, DF, n. 19, 2006c.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares no SUS – PNPIC-SUS. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 2006d.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria nº 849, de 27 de março de 2017. Inclui a Arteterapia, Ayurveda, Biodança, Dança Circular, Meditação, Musicoterapia, Naturopatia, Osteopatia, Quiropraxia, Reflexoterapia, Reiki, Shantala, Terapia Comunitária Integrativa e Yoga à Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 2017.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria n° 702, de 21 de março de 2018. Altera a Portaria de Consolidação nº 2/GM/MS, de 28 de setembro de 2017, para incluir novas práticas na Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares - PNPIC. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 2018.

CAMARGO, T.C.A; TELLES, S.C.C; SOUZA, C.T.V. A (re) invenção do cotidiano no envelhecimento pelas práticas corporais e integrativas: escolhas possíveis, responsabilização e autocuidado. Cadernos Brasileiros de Terapia Ocupacional, v. 26, n. 2, p. 367-380, 2018.

CORRÊA, C. D. C., Azevedo, C., Bernardes, M. F. V. G., Mata, L. R. F. P. D., Chianca, T. C. M. (2020).. Efeitos da auriculoterapia sobre o estresse, ansiedade e depressão em adultos e idosos: revisão sistemática. Revista da Escola de Enfermagem da USP, v. 54, p. 1-11, 2020.

DACAL, M. P. O.; SILVA, I. S. Impactos das práticas integrativas e complementares na saúde de pacientes crônicos. Saúde em Debate, v.42, n.118, p.724-735, 2018.

FERREIRA, S.K.S.; CUNHA, I.P; MENEGHIN, M.C.;.CHECCI, M;H;R. Política nacional de práticas integrativas e complementares no Sistema Único de Saúde. Revista Faipe, v. 10, n. 1, p. 21-39, 2020.

GASPAROTTO, L. P. R. As práticas integrativas e complementares (PIC´s) ao público idoso: análise do contexto populacional de envelhecimento humano. Cadernos de Naturologia e Terapias Complementares, v. 10, n. 19, p. 125-125, 2021.

HMWE, N. T. T., BROWNE, G., MOLLART, L., ALLANSON, V., CHAN, S. W. C. . Older people's perspectives on use of complementary and alternative medicine and acupressure: A qualitative study. Complementary Therapies in Clinical Practice, v. 39, p. 101163, 2020.

JUSTEL, M.; Passos Honorato, K.C., Guimarães, M. A., Souza Orlandi, F. Idosos praticantes de Hatha Yoga: Avaliação da Qualidade de Vida relacionada à Saúde. Revista Kairós-Gerontologia, v. 18, n. 3, p. 295-310, 2015.

MARQUES, P. D. P., FRANCISCO, P. M. S. B., BACURAU, A. G. D. M., RODRIGUES, P. S., MALTA, D. C., BARROS, N. F. D. Uso de práticas integrativas e complementares por idosos: pesquisa nacional de saúde 2013. Saúde em Debate, v. 44, n. 126, p. 845-856, 2020

PEREIRA, PEREIRA, G. C., CAMPOS, B. P., SHIMAZAKI, M. R. P., CLAUDIA, D., KOWALSKI, I. S. G., NUNES, M. I., FERRARI, C. M. M. Qualidade de vida de idosos inseridos em um programa de atendimento em saúde e associações com as características do paciente, da doença, da terapêutica e suporte social. O Mundo da Saúde, v. 45, n. s/n, p. 493-507, 2021.

SANTOS, MSD.; AMARELLO, M. M., VIGETA, S. M. G., HORTA, A. L. D. M., TANAKA, L. H., SOUZA, K. M. J. D. Práticas integrativas e complementares: avanços e desafios para a promoção da saúde de idosos. Revista Mineira de Enfermagem, v. 22, p. 1-5, 2018.

SILVA, G. K. F. D., SOUSA, I. M. C. D., CABRAL, M. E. G. D. S., BEZERRA, A. F. B., GUIMARÃES, M. B. L. Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares: trajetória e desafios em 30 anos do SUS. Physis: Revista de Saúde Coletiva, v. 30, n. 1, p. e300110, 2020.

Published

2023-12-14

How to Cite

Rocha, E., da Cruz, I. R., & Felipe, D. F. (2023). Práticas integrativas e complementares para promoção da saúde da pessoa idosa. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 21(12), 25490–25501. https://doi.org/10.55905/oelv21n12-110

Issue

Section

Articles