A história da formação inicial de professores no Brasil: um breve panorama

Authors

  • Solano da Silva Guerreiro
  • Silvana Neumann Martins
  • Michele Roos Marchesan

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv22n1-062

Keywords:

formação de professores, panorama histórico, LDBEN (BRASIL,1996)

Abstract

Este artigo traça um breve panorama histórico acerca da formação inicial de professores no Brasil para a Educação Básica. Para tanto, a pesquisa se qualifica como qualitativa, de cunho bibliográfico. O estudo buscou, por meio de dispositivos legais e de autores que se debruçam sobre o tema, apresentar, cronologicamente, os cenários que orientaram a organização e a estruturação dos cursos voltados para a formação de professores no período que antecede a promulgação da LDBEN do ano de 1996 (BRASIL, 1996). A fim de atingir o objetivo central, foram construídas análises tomando por base os estudos de Saviani (2009) que estruturou e organizou em seis períodos a história da formação de professores no período proposto para este estudo. Em termos gerais, com este panorama destaca-se a forma como os cursos de formação de professores foram estruturados ao longo do tempo e como os aspectos políticos, econômicos e sociais influenciaram e ainda influenciam nesse processo.

References

AZEVEDO, Rosa Oliveira Marins; GHEDIN, Evandro; SILVA-FORSBERG, Maria Clara; GONZAGA, Amarildo Menezes. Formação inicial de professores da educação básica no Brasil: trajetória e perspectivas. Rev. Diálogo Educ., Curitiba, v. 12, n. 37, p. 997-1026, 2012.

BORGES, Maria Célia; AQUINO, Orlando Fernández; PUENTES, Roberto Valdés. Formação de professores no Brasil: história, política e perspectiva. Revista HIS-TEDBR [online], Campinas, n. 42, p.94-112, 2011. Disponível em:<https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8639868>. Acesso em: 12 out. 2021.

BRASIL. Decreto-Lei no. 8.530, de 2 de janeiro de 1946. Lei Orgânica do Ensino Normal. In: Coleção de Leis do Brasil. p. 646, vol. 1, 1946. Disponível em:<https://www2.camara.leg.br/legin/fed/declei/1940-1949/decreto-lei-8530-2-janeiro-1946-458443-publicacaooriginal-1-pe.html>. Acesso em: 13 jan. 2022.

BRASIL. Congresso. Lei de 15 de outubro de 1827. Manda crear escolas de primeiras letras em todas as cidades, villas e logares mais populosos do Imperio. Coleção de Leis do Império do Brasil – 1827 – Episis Litteris, p.71, v. 1 pt. I (Publicação Original). Dis-ponível em:<https://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei_sn/1824-1899/lei-38398-15-outubro-1827-566692-publicacaooriginal-90222-pl.html>. Acesso em: 12 mar. 2022.

BRASIL. Congresso. Lei no. 4.024, de 20 de dezembro de 1961. Fixa as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Coleção Leis do Brasil – 1971. Brasília: DF, p. 51, Vol. 7 (Publicação Original). Disponível em:<https://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/1960-1969/lei-4024-20-dezembro-1961-353722-publicacaooriginal-1-pl.html>. Acesso em 17 jan. 2022.

BRASIL. Congresso. Lei no. 5.540, de 28 de novembro de 1968. Fixa normas de orga-nização e funcionamento do ensino superior e sua articulação com a escola média, e dá outras providências. Coleção Leis do Brasil – 1971. Brasília: DF, p. 152, Vol. 7 (Publi-cação Original). Disponível em:<https://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/1960-1969/lei-5540-28-novembro-1968-359201-publicacaooriginal-1-pl.html>. Acesso em: 13 jan. 2022.

BRASIL. Congresso. Lei no. 5.692, de 11 de agosto de 1971. Fixa Diretrizes e Bases para o ensino de 1º e 2º grau, e dá outras providências. Coleção Leis do Brasil - 1971. Brasília: DF, p. 59, vol. 5 (Publicação Original). Disponível em:<https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l5692.htm>. Acesso em: 13 jan. 2022.

BRASIL. Congresso. Lei no. 5.692, de 11 de agosto de 1971. Fixa Diretrizes e Bases para o ensino de 1º e 2º grau, e dá outras providências. Disponível em:<https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l5692.htm>. Acesso em: 13 jan. 2022.

BRASIL. Decreto no. 3.810, de 19 de março de 1932. Regula a formação técnica de professores primários, secundários e especializados para o Distrito Federal, com a prévia exigência do curso secundário, e transforma em Instituto de Educação a antiga Escola Normal. Disponível em:<http://www.bvanisioteixeira.ufba.br/artigos/reorganizacao.html>. Acesso em: 11 jan. 2022.

BRASIL. Decreto-Lei no. 1.190, de 4 de abril de 1939. Dá organização à Faculdade Nacional de Filosofia. Disponível em:<https://www2.camara.leg.br/legin/fed/declei/1930-1939/decreto-lei-1190-4-abril-1939-349241-publicacaooriginal-1-pe.html>. Acesso em: 13 jan. 2022.

BRASIL. Lei nº 7.044, de 18 de outubro de 1982. Altera dispositivos da Lei nº 5.692, de 11 de agosto de 1971, referentes à profissionalização do ensino de 2º grau. In: Cole-ção de Leis do Brasil. p. 65, vol. 7, 1982. Disponível em:<https://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/1980-1987/lei-7044-18-outubro-1982-357120-publicacaooriginal-1-pl.html>. Acesso em: 17 jan. 2022.

BRASIL. Lei no. 16, de 12 de agosto de 1834. Faz algumas alterações e adições à Constituição Política do Império, nos termos da Lei de 12 de outubro de 1832 In: Cole-ção de Leis do Império do Brasil. p. 15, vol. 1, 1834. Disponível em:<https://www2.camara.leg.br/legin/fed/leimp/1824-1899/lei-16-12-agosto-1834-532609-publicacaooriginal-14881-pl.html>. Acesso em: 22 dez. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Federal de Educação. Parecer n.252/69. Estudos pedagógicos superiores. Mínimos de conteúdo e duração para o curso de gradu-ação em pedagogia. Relator: Valnir Chagas. Documenta, Brasília, DF, no 100, p.101-179, 1969a.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Federal de Educação. Resolução nº 2, de 11 de abril de 1969. Fixa os mínimos de conteúdo e duração a serem observados na organização do Curso de Pedagogia. Documenta, Brasília, DF, nº 100, p. 113-117, 1969b.

CASTANHA, André Paulo. A introdução do Método Lancaster no Brasil: história e historiografia. IX ANPEDSUL: Seminário de Educação da Região Sul, p. 1-16, 2012. Disponível em:<https://docplayer.com.br/15178624-A-introducao-do-metodo-lancaster-no-brasil-historia-e-historiografia.html>. Acesso em: 6 out. 2021.

CAVALCANTE, Margarida Jardim. CEFAM: uma alternativa pedagógica para a for-mação do professor. São Paulo: Cortez, 1994.

DUARTE, Sérgio Guerra. Dicionário brasileiro de educação. Rio de Janeiro: Anta-res/Nobel, 1986.

GADOTTI, Moacir. História das ideias pedagógicas. 8. ed. São Paulo, SP: Ática, 1999.

GATTI, Bernardete Angelina. A formação dos docentes: o confronto necessário profes-sor x academia. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 81, p. 70–74, 2013. Disponível em: <https://publicacoes.fcc.org.br/cp/article/view/993>. Acesso em: 15 mar. 2022.

GATTI, Bernardete Angelina; BARRETTO, Elba Siqueira de Sá (Coord.). Professores do Brasil: impasses e desafios. Brasília: UNESCO, 2009. Disponível em:<https://www.fcc.org.br/fcc/wp-content/uploads/2019/04/Professores-do-Brasil-impasses-e-desafios.pdf>. Acesso em: 20 dez. 2021.

LUCKESI, Cipriano Carlos. Tendências pedagógicas na prática escolar. In: ______. Filosofia da Educação. São Paulo: Cortez, 2017.

SÃO PAULO. Decreto no. 27, de 12 de março de 1890. In: Coleção das Leis e Decre-tos do Estado de São Paulo. Tomo I – 1889-1891. São Paulo: Imprensa Oficial do Esta-do, 1909. Disponível em:<https://www.al.sp.gov.br/repositorio/legislacao/decreto/1890/decreto-27-12.03.1890.html>. Acesso em: 20 dez. 2021.

SAVIANI, Dermeval. História das Ideias Pedagógicas no Brasil. 3. ed. rev. 1. reimp., Campinas, SP: Autores Associados, 2011. (Coleção Memórias da Educação)

SAVIANI, Dermeval. Formação de professores: aspectos históricos do problema no contexto brasileiro. Rev. Bras. Educ., [online], vol.14, n. 40, p. 143-155, 2009. Disponí-vel em:<https://www.scielo.br/j/rbedu/a/45rkkPghMMjMv3DBX3mTBHm/?format=pdf&lang=pt>. Acesso em: 02 dez. 2021.

SAVIANI, Dermeval. Prefácio. In: ARAÚJO, José Carlos Souza; FREITAS, Anamaria Gonçalves Bueno de; LOPES, Antônio de Pádua Carvalho (Orgs.). As Escolas Nor-mais no Brasil: do Império à República. Alínea: Campinas –SP, 2008.

SILVA, Rose Neubauer da; ESPOSITO, Yara Lúcia; SAMPAIO, Maria das Mercês; QUINTERIO, Jucimara. Formação de professores no Brasil: um estudo analítico e bibliográfico. São Paulo: Fundação Carlos Chagas; REDUC, 1991.

TANURI, Leonor Maria. História da formação de professores. Revista Brasileira de Educação, n. 14, p. 61-88, maio/ago. 2000. Disponível em:<https://www.scielo.br/j/rbedu/a/HsQ3sYP3nM8mSGSqVy8zLgS/?format=pdf&lang=pt>. Acesso em: 6 jan. 2022.

Published

2024-01-17

How to Cite

Guerreiro, S. da S., Martins, S. N., & Roos Marchesan, M. (2024). A história da formação inicial de professores no Brasil: um breve panorama. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 22(1), 1143–1165. https://doi.org/10.55905/oelv22n1-062

Issue

Section

Articles