Imagem e violência na teledramaturgia brasileira intertextualidade e dialogismo na minissérie Capitu

Authors

  • Kellyanne Melgaço Papalardo Chagas da Silva
  • Fernando Oliveira

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv21n12-069

Keywords:

imagem e violência, mídia, dialogismo e intertextualidades

Abstract

A relação entre imagem e violência vem sendo amplamente estudado como fenômeno da comunicação e da cultura, na sociedade brasileira. Analisamos o texto cultural da teledramaturgia, através da minissérie Capitu (2008), da Rede Globo de Televisão, por retratar a violência simbólica sobre a mulher, com rebatimentos nas relações interpessoais e na afetividade, sobretudo quando alimentadas pelas imagens simbólicas do preconceito étnico e racial, em narrativas da obra artística que retratam os valores do patriarcado. Este artigo examina as imagens da violência simbólica (PROSS, BAITELLO JR. E OLIVEIRA) na obra Dom Casmurro, de Machado de Assis, considerando-se as relações de intertextualidades (KRISTEVA; STAM) e o dialogismo (BAKHTIN) presentes na transposição do texto literário para o audiovisual, no processo de adaptação da obra artística (STAM), trabalhando com categorias da teoria da mídia de Pross, e refletindo sobre a sociologia dos sistemas simbólicos de Bourdieu. Ao fazê-lo, objetivamos compreender os dilemas éticos e estéticos presentes na obra teledramaturgica e na trama do romance, trabalhando com a hipótese de ser Capitu a própria personificação do autor, Machado de Assis. Além disso, analisamos o impacto social da minissérie e as implicações dela decorrentes para a sociedade contemporânea. Da analise abrangente da minissérie Capitu, de seus criadores e as teorias que nos ajudam a compreender a violência simbólica e sua representação como mecanismo de repressão à liberdade das mulheres na sociedade brasileira, sobretudo quando reverberam as múltiplas vozes que povoam a memória do narrador, para constatar como a evocação dos valores do patriarcado estão presentes no imaginário da realidade social brasileira, e sobretudo nas dimensões cultural, ideológica e estética da teledramaturgia contemporânea.

References

ANTUNES, B., Motta, S. [LIVRO][B] Machado de Assis e a crítica internacional. (n.d.) Retrieved November 23, 2023, from books.google.com

ASSIS, Machado de. Dom Casmurro. São Paulo, Martin Claret, 2010.

-------------- Esaú e Jacó. Fortaleza: ABC,2005.

BAITELLO, Norval. Imagem e violência- a perda do presente. São Paulo em Perspecti-va, vol.13, n.3, São Paulo Jul/Set, 1999.

BAKHTIN, M. Marxismo e filosofia da linguagem. São Paulo: Hucitec, 2009.

____________________Problemas de la poética de Dostoievski. México, Fundo de Cul-tura Econômica, 1982.

BARROS, D. L. P. Dialogismo, polifonia e enunciação. In: Barros, D. L. P.; Fiorin, J. L. (org). Dialogismo, Polifonia, Intertextualidade: em torno de Bakhtin. São Paulo: Edusp, 1994. p.1-10.

BOURDIEU, P. O poder simbólico: memória e sociedade. Bertrand Brasil, Rio de Janei-ro, 1989.

COLLAÇO, F. Luiz Fernando Carvalho e o processo criativo na televisão: a minissérie Capitu e o estilo do diretor. reposito-rio.unicamp.br/Busca/Download?codigoArquivo=482442

COSTA, Luciana Fidelis de Souza da; CAETANO, Marta Helena. A visita de “Otelo” a “Dom Casmurro” deixa marcas de Desdêmona em Capitu.

KRISTEVA, Júlia. Introdução à seminálise. São Paulo: Debates, 1969.

MOTTA, G. Uma abordagem do trágico no conto “o espelho”, de Machado de Assis. (n.d.) Retrieved November 23, 2023, from www.e-publicacoes.uerj.br

MUNGIOLI, M. Entre o ético e o estético: o carnavalesco e o cronotopo na construção do narrador da minissérie Capitu. seer.casperlibero.edu.br/index.php/libero/article/view/243

OLIVEIRA, Fernando. Fragmentos do jornalismo: achados e perdidos. Revista do pro-grama de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Metodista de Piracica-ba/UNIMEP,1996.

PROSS, Harry. Mass Media: Estructura simbólica del poder. Espanha, Barcelona, 1980.

___________________ La Violencia de los símbolos sociales. Espanha, Barcelona, 1982.

ROMERO, Sílvio. História da Literatura Brasileira. Rio de Janeiro: Garnier, 3 vols. 1902-3.

SHASKESPEARE, Willian. Otelo, o mouro de Veneza, tradução de Jean Melville prosa, Martin Claret, 2003.

STAM, Robert. Teoria e prática da adaptação: da fidelidade à intertextualidade. Ilha do desterro, n.51. Florianópolis,2016.

-------------- Reflexivity in film and literature: from Don Quixote to Jean=Luc Godard. New York: Columbia University Press, 1992.285p

Published

2023-12-11

How to Cite

da Silva, K. M. P. C., & Oliveira, F. (2023). Imagem e violência na teledramaturgia brasileira intertextualidade e dialogismo na minissérie Capitu. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 21(12), 24695–24715. https://doi.org/10.55905/oelv21n12-069

Issue

Section

Articles