Reflexões sobre ergonomia e design emocional: relações contemporâneas para o desenho de novos produtos

Authors

  • Carina Santos Silveira
  • Suzi Maria Mariño

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv21n12-043

Keywords:

design emocional, ergonomia, desenho de produtos

Abstract

Neste artigo são apontadas diferentes perspectivas de abordagem para a compreensão da relação emocional dos sujeitos com os objetos, sejam elas Darwiniana ou evolucionista onde as emoções moldaram-se de forma adaptativa desde os primórdios da existência humana; Jamesiana onde as emoções que vinculam-se a respostas corporais (fisiológicas); sócio-construtivista onde as emoções são respostas às construções sociais; ou cognitivas em que a resposta emocional é dada pela avaliação do indivíduo. Sob tais perspectiva busca-se um lastro de reflexão sobre o novo olhar para o desenho, no que tange ao desenvolvimento de novos produtos. Contextualiza-se aqui que as emoções são intrínsecas à relação homem-tarefa-máquina.

References

COSTA, F. C. X. e TONETTO, L. M. Design Emocional. Strategic Design Research Journal, p. 132-140. Set-dez, 2011.

DAMÁSIO, António R. O erro de Descartes: Emoção, razão e o cérebro humano. São Paulo: Companhia das Letras, 1196. Trad.: Dora Vicente e Georgina Segurado.

______. O mistério da Consciência. São Paulo: Companhia das Letras, 2006.

DAMÁZIO, Vera et al. Design & emoção: sobre a competência emocional de produtos e marcas. In: P&D, 8., 2008, São Paulo. Anais. SP: Senac, 2008. p. 957 - 967.

DAMÁZIO, Vera. Design e emoção: alguns pensamentos sobre artefatos de memória. In: P&D, 7., 2006, Curitiba. Anais. Curitiba: Ufpr, 2006. p. 1 - 11.

DESMET, P. M. A.; HEKKERT, P. The basis of product emotions. In: W.green And P. Jordan (eds.), Pleasure With Products, Beyond Usability, London, p.60-68, 2002.

DESMET, P. Designing emotions. Delft, The Netherlands. Tese de Doutorado. Delft University of Technology, p. 225, 2002.

FONTOURA, Antônio M. e Cláudia R. Hasegawa, ZACAR. Quando o design mexe com a gente. In: abc Design. Ed n. 25. Curitiba, 2008. ISSN 1676-5656.

GOLEMAN, Daniel. O cérebro e a inteligência emocional: Novas perspectivas. Rio de Janeiro: Objetiva, 2012. 116 p. Tradução de: Carlos Leite da Silva.

JORDAN, Patrick W.. Human factors for pleasure in product use. Applied Ergonomics, [s. L.], v. 29, n. 1, p.22-33, nov. 1996.

MOLES, Abraham. A teoria dos objetos. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1981.

MONT'ALVÃO, Cláudia; DAMAZIO, Vera (Org.). Design, ergonomia e emoção. Rio de Janeiro: Mauad, 2008. 127 p.

NORMAN, Donaldo A.; DEIRÓ, Tradução Ana. Design emocional: Por que adoramos (ou detestamos) os objetos do dia-a-dia. Rio de Janeiro: Racco, 2008.

Published

2023-12-07

How to Cite

Silveira, C. S., & Mariño, S. M. (2023). Reflexões sobre ergonomia e design emocional: relações contemporâneas para o desenho de novos produtos. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 21(12), 24225–24239. https://doi.org/10.55905/oelv21n12-043

Issue

Section

Articles