O impacto das queimadas no número de internações infantis por complicações respiratórias no estado do Maranhão entre 2007 a 2019

Authors

  • Nathalia Késsia Corrêa Rodrigues
  • Wanderson Martins Sousa
  • Pedro Henrique Picanço de Albuquerque
  • Amanda Fernandes de Sousa
  • Helayne Késsia Corrêa Rodrigues
  • Maria Julia Corrêa Rodrigues

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv21n12-039

Keywords:

poluição ambiental, asma, criança, doenças respiratórias

Abstract

O estudo aborda a inter-relação entre queimadas, poluição atmosférica e impactos na saúde respiratória no Maranhão, Brasil. A pesquisa utiliza revisão literária e análise de dados, incluindo informações de bancos como DataSUS e INPE. Focando em crianças de 0 a 9 anos, a análise considera os meses sazonais e os anos de 2007 a 2019. O aumento de focos de incêndio revelou correlação com internações por doenças respiratórias, impactando áreas urbanas e rurais. No entanto, a subnotificação em áreas rurais devido à falta de infraestrutura de saúde é evidente. A complexidade na mensuração dos efeitos ressalta a urgência de intervenções na gestão ambiental e saúde pública para prevenir os impactos da poluição atmosférica decorrente de queimadas, alertando para a necessidade de medidas preventivas. O estudo destaca ainda a vulnerabilidade infantil e a importância de estratégias abrangentes de saúde pública e ambiental.

References

BARCELLOS, C; XAVIER, D; HACON, S; ARTAXO, P; GRACIE, R; MAGALHÃES, M; MATOS, V; MONTEIRO, A; FEITOSA, P. Queimadas na Amazônia e seus impactos na saúde: A incidência de doenças respiratórias no sul da Amazônia aumentou significativamente nos últimos meses. Observatório de Clima e Saúde Instituto de Comunicação e Informação Científica e

Tecnológica em Saúde (ICICT) Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). (2017).

Disponível em:

https://climaesaude.icict.fiocruz.br/sites/climaesaude.icict.fiocruz.br/files/informe _observatorio_queimadas.pdf. Acesso em: 15 ago. 2020.

GOTO, M.; et al. A qualidade do ar e materiais particulados nos Portos do Itaqui e Ponta da Madeira–São Luís (MA). Revista de Ciência & Tecnologia, v. 21, n. 41, p. 31-44, 2018. Disponível em: https://www.metodista.br/revistas/revistasunimep/index.php/cienciatecnologia/article/view/4064. Acesso em: 10 nov. 2020.

GOUVEIA, N.; JUNGER, W. L.; ROMIEU; I., CIFUENTES, L. A.; LEON, A. P.,

VERA, J.; ... & CARBAJAL-ARROYO, L. “Effects of air pollution on infant and children respiratory mortality in four large Latin-American cities.” Environmental pollution (Barking, Essex : (1987) vol. 232 (2018): 385-391. Disponível em:

https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/28966023/. Acesso em: 16 ago. 2020.

JUNIOR, C. et al. Dinâmica das Queimadas na Baixada Maranhense.

InterEspaço: Revista de Geografia e Interdisciplinaridade, v. 2, n. 5, p. 355-

, 2016. Disponível em:

http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/interespaco/article/view/528

Acesso em: 01 nov. 2020.

KORTEN, I.; RAMSEY, K.; LATZIN, P.; Air pollution during pregnancy and lung development in the child. Paediatr Respir Rev. 2017;21:38-46. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/27665510/. Acesso em: 16 ago. 2020.

LIU, K.; LI, S.; QIAN, M.; DHARMAGE, C.; BLOOM, S.; HEINRICH, J.; ... & HINYARD, L. Benefits of influenza vaccination on the associations between ambient air pollution and allergic respiratory diseases in children and adolescents: New insights from the Seven Northeastern Cities study in China.

Environ Pollut. 2020 Jan;256:113434. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/31672350/. Acesso em: 17 ago. 2020.

MENDES, M.; LUANA, S.; de CASTRO, F. R.; BASTOS, D. M. R. F. & NUNES,

J. L. S. (2017). Impactos Das Queimadas Sobre A Saúde Da População

Humana Na Amazônia Maranhense/Biomass Burning Impact On The Human

Population Health In The Amazon Region From Maranhão. Revista de Pesquisa em Saúde, 17(3). Disponível em:

http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/revistahuufma/article/downl oad/5400/4328. Acesso em: 02 out. 2020.

MORAES, S; ALMENDRA, R.; SANTANA, P. & GALVANI, E. Variáveis meteorológicas e poluição do ar e sua associação com internações respiratórias em crianças: estudo de caso em São Paulo, Brasil. Cad. Saúde Pública, Rio de

Janeiro , v. 35, n. 7, e00101418, 2019 . Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/31365700/. Acesso em: 17 ago. 2020.

Morbidade Hospitalar do SUS (SIH/SUS). DATASUS, Ministério da saúde, 2020. Disponível em: https://datasus.saude.gov.br/acesso-a-informacao/morbidadehospitalar-do-sus-sih-sus/. Acesso em: 15 out. 2020.

NHUNG, N.; AMINI, H.; SCHINDLER, C.; JOSS, M. K.; DIEN, T. M.; PROBSTHENSCH, N., ... & KUNZLI, N. (2017). Short-term association between ambient air pollution and pneumonia in children: A systematic review and meta-analysis of time-series and case-crossover studies. Environmental pollution (Barking,

Essex : 1987), 230, 1000–1008. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/28763933/. Acesso em: 17 ago. 2020.

Queimadas, poluição, doenças respiratórias e cardiovasculares. ICICT, 2019. Disponível em: https://climaesaude.icict.fiocruz.br/tema/ar-0. Acesso em: 30 set. 2020.

SILVA, F. S. (2020). Sensoriamento remoto para detecção de queimadas no Cerrado Maranhense: uma aplicação no Parque Estadual do Mirador. Revista Geografica Academica, 13(2), 90-105. Disponível em:

https://revista.ufrr.br/rga/article/view/5759. Acesso em: 01 out. 2020.

SILVA, P. M.; AMORIN, D. S.; VIEIRA, E. M. S.; TEIXEIRA, M. B.; & SÁ

RIBEIRO, R. (2019) IMPACTO DAS QUEIMADAS NA SAÚDE RESPIRATÓRIA DA POPULAÇÃO. III MOSTRA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO TOCANTINS, 33. Disponível em: https://www.unitins.br/cms/Midia/Arquivos/VW6GXPENKMOZ5L3GA6Z9NBYW DOQV5PQIKVWPH5ZQW.pdf#page=34. Acesso em: 02 out. 2020.

WHO. World Health Organization. guidelines for indoor air quality: dampness and mould. Geneva: World Health Organization; 2010. Disponível em: https://www.euro.who.int/__dataassets/pdf_file/0009/128169/e94535.pdf. Acesso em: 16 ago. 2020.

Published

2023-12-07

How to Cite

Rodrigues, N. K. C., Sousa, W. M., de Albuquerque, P. H. P., de Sousa, A. F., Rodrigues, H. K. C., & Rodrigues, M. J. C. (2023). O impacto das queimadas no número de internações infantis por complicações respiratórias no estado do Maranhão entre 2007 a 2019. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 21(12), 24151–24164. https://doi.org/10.55905/oelv21n12-039

Issue

Section

Articles