Abordagens teórico-metodológicas do pronera enquanto política pública: das lutas sociais à autogestão no campo

Authors

  • Jenilson de Aguiar Biano
  • Jane Amorim da Silva
  • Jucileide Alves Ribeiro
  • Laudemir Luiz Zart

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv21n12-026

Keywords:

educação do campo, trabalho associado, política pública, pronera, autoorganização

Abstract

Neste artigo, trazemos análises das principais abordagens teórico-metodológicas adotadas em pesquisas sobre educação do campo localizadas na Plataforma da Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD), sendo os descritores associados, inseridos no campo de busca, no campo título, para encontrar teses e dissertações que continham os descritores chaves. O objetivo foi identificar nos documentos acadêmicos a dimensão formativa da política pública do PRONERA, com foco no trabalho associado como princípio educativo. Foram localizados 51 documentos, que após organizados tiveram os resumos lidos, sendo selecionados 9 documentos para análise. Encontramos e sistematizamos evidências concretas da materialização de práticas de autogestão/autoorganização e trabalho associado. Assim como práticas de autogestão materializadas descritas nos trabalhos selecionados e analisados. Na interpretação das palavras-chave, resumos e resultados das pesquisas emergiram duas categorias: A Dimensão Formativa do PRONERA enquanto Política Pública; e a Materialização das Práticas de Autogestão.

References

BRANDÃO, Nágela Aparecida. O trabalho como princípio educativo em um assentamento de reforma agrária. 2011. 180 p. Tese (Doutorado)- Universidade Federal de Minas Gerais, Faculdade de Educação, Belo Horizonte, 2011.

CAMPOS, João Carlos de; HENRIQUE, Paulo; KOLING, Edgar. Pronera: 24 anos de conquista e resistência na Educação do Campo. Artigo Online da página do MST. Disponível em: https://mst.org.br/2022/04/16/pronera-24-anos-de-conquista-e-resistencia-na-educacao-do-campo%EF%BF%BC/ Acesso em: 25 ago. 2022.

COSTA, Marilda Oliveira. Programa nacional de educação na Reforma Agrária: o caso do curso “Pedagogia da Terra” da Universidade do Estado de Mato Grosso, Cáceres/MT. 2005. 189 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Natal, 2005.

COSTA, Sidney Alves. Políticas públicas/estatais e Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária: estudo dos efeitos do PRONERA no sudoeste baiano. Tese de Doutorado. 214 f. Universidade Federal de São Carlos. São Carlos, 2017.

DINIZ, Daise Ferreira. Políticas públicas para a formação dos sujeitos do campo: A contribuição do PRONERA para a democratização do Estado Democrático de Direito no Brasil. 2016. 205 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2016.

FERREIRA, Suellen Cristina Rodrigues. Educação do campo na Educação Superior: as repercussões do PRONERA na atuação social, profissional e política de egressos dos cursos ofertados na UFPB (CAMPUS I). 125 f. Dissertação. Universidade Federal da Paraíba. João Pessoa-PB, (2018).

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 17ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

FRIGOTTO, Gaudêncio. Diálogo com Gaudêncio Frigotto - Trabalho, educação e emancipação humana: concepção contra-hegemônica de Formação Profissional e Tecnológica. Conferência, IFSC, 19 setembro, 2014. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=YPp5MtVBSxk Acesso em: 10 set. 2022.

LEITE, Valter de Jesus. Educação do campo e ensaios da escola do trabalho: a materialização do trabalho como princípio educativo na escola itinerante do MST Paraná. 2017. 305 f. Dissertação (Mestrado - Programa de Pós-Graduação em Educação) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Cascavel, 2017.

MOLINA, Monica Castagna; SANTOS, Clarice Aparecida dos; BRITO, Márcia Mariana Bittencourt. O Pronera e a produção do conhecimento na formação de educadores e nas ciências agrárias: teoria e prática no enfrentamento ao bolsonarismo. Dossiê: “Consequências do bolsonarismo sobre os direitos humanos, a educação superior e a produção científica no Brasil”. Revista eletrônica de educação. São Carlos (SP): Universidade Federal de São Carlos, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2020- . Publicação contínua. ISSN 1982-7199 Disponível em: http://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/4539/1059 Acesso em: 16 jul. 2022.

TEIXEIRA, Michelle Freitas. Formação de Educadoras e Educadores do Campo: Concepções, Contradições e perspectivas à Luz da experiência do PRONERA e do Curso de Pedagogia da terra/UFMA. Dissertação (Mestrado em Educação) 184 f - Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2011.

ZART, Laudemir Luiz. Educação Ambiental Crítica: O encontro dialético da realidade vivida e da utopia imaginada. Cáceres-MT: UNEMAT, 2004.130p.

_____________. Produção social do conhecimento na experiência do Curso de Agronomia dos Movimentos Sociais do Campo (CAMOSC): interação da UNEMAT e de movimentos sociais do campo. 2012. 397 p. Tese (doutorado) – Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Geociências, Campinas, SP.

Published

2023-12-05

How to Cite

Biano, J. de A., da Silva, J. A., Ribeiro, J. A., & Zart, L. L. (2023). Abordagens teórico-metodológicas do pronera enquanto política pública: das lutas sociais à autogestão no campo. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 21(12), 23923–23943. https://doi.org/10.55905/oelv21n12-026

Issue

Section

Articles