A dinâmica territorial na zona costeira da Amazônia Paraense: uma análise dos vetores sócio-espaciais

Authors

  • Ellen Cristina do Monte Silva
  • Gilberto de Miranda Rocha

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv21n12-018

Keywords:

dinâmicas territoriais, vetores sócio-espaciais, zona costeira da Amazônia Paraense

Abstract

Este artigo tem como tema “A dinâmica territorial na zona costeira da Amazônia paraense: uma análise dos vetores sócio-espaciais”. O conceito de dinâmica territorial nos faz refletir em mudanças que ao se referir ao espaço costeiro, podemos fazer uma reflexão em relação ao espaço geográfico que é modificado e transformado de acordo com a necessidade humana. A pesquisa buscará uma discussão teórica para conceituar o termo dinâmica territorial. Depois será feita uma abordagem histórica e geográfica de ocupação na Amazônia na década de 70 até os dias atuais. E para discutir o vetor vegetação, serão confeccionados dois mapas para analisar a perda do ecossistema costeiro no período de 10 anos. Ao se discutir a dinâmica territorial na zona costeira da Amazônia Paraense se tem diversos vetores sócio-espaciais que atuam na nova configuração do espaço, podendo trazer resultados positivos e negativos para apopulação que reside na localidade e para o ecossistema costeiro.

References

BRASIL. Lei nº 9.985, de 18 de julho de 2000. Regulamenta o art. 225, § 1º, incisos I, II, III,e VII da Constituição Federal, institui o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza e dá outras providências. Disponível em:<http://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/2000/lei-9985-18-julho-2000-359708- normapl.html>. Acesso em: 22 abr. 2019.

BECKER, B. Redefinindo a Amazônia: o vetor tecno-ecológico. In: CASTRO, I.E; GOMES,P.C.C; CORRÊA, R.L. (Org.). Brasil: questões atuais da reorganização do território. 5ª ed.. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2008, pp.223-244. .Amazônia: geopolítica na virada do III milênio. Rio de Janeiro. Garamond.2009. p.11-53.

LOUREIRO, Violeta Refkalefsky Loureiro. A Amazônia no século XXI: novas formas de desenvolvimento. Sáo Paulo. Editora Empório do Livro. 2009. P. 37-100.

MINSTÉRIO DO MEIO AMBIENTE: Ministério do Planejamento, Orçamento e gestão.

Projeto Orla: manual de gestão. Brasília. MMA. 2006. P.88.

NESP. Perfil do município de Belém/PA: Análise do acesso e da qualidade da Atenção Integral à Saúde da população LGBT no Sistema Único de Saúde. 2016. http//www.

Belem.pa.gov.br. Acesso em 02 de julho de 2021.

PORTO-GONÇALVES, Carlos Walter. Amazônia, Amazônias. 2 ed. São Paulo: Contexto, 2005. pp.79-125.

ROCHA, Gilberto de Miranda; SOARES, Daniel Araújo Sombra; MORAES, Sérgio Cardoso. Estruturas espaciais, dinâmicas territoriais e vetores de desenvolvimento da Zona Costeira Paraense. In: ROCHA, Gilberto de Miranda; MORAES, Sérgio Cardoso. Uso do Território e gestão da zona costeira do Estado do Pará. Belém: NUMA/UFPA. 2018.p.49-74.

; MAGALHÃES, Sonia Barbosa; TYESSERENC, Pierra (Org.) Territórios de desenvolvimento e ações públicas. Belém. EDUFPA. 2009. 318p.

SANTOS, Milton. A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção. 4 ed. São Paulo. Editora da Universidade de São Paulo. 2006. p.47-61.

SOUZA, Geisa Bethânia Nogueira de. ROCHA, Gilberto de Miranda; SOBRINHO, Mário Vasconcellos. O Público e o Privado na apropriação do espaço na zona costeira da Amazônia Brasileira: o caso da Ilha do Atalaia, estado do Pará. Geotextos, Vol.12. n.1, julho 2016. p.105-131.

Published

2023-12-04

How to Cite

Silva, E. C. do M., & Rocha, G. de M. (2023). A dinâmica territorial na zona costeira da Amazônia Paraense: uma análise dos vetores sócio-espaciais. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 21(12), 23793–23809. https://doi.org/10.55905/oelv21n12-018

Issue

Section

Articles

Most read articles by the same author(s)