Efeitos da utilização de músicas na sala de ordenha sobre o comportamento de vacas leiteiras

Authors

  • Gelson da Costa Silva
  • Bonifácio Benicio de Souza
  • Sônia Correia Assis da Nóbrega
  • José Fábio Paulino de Moura
  • João Paulo da Silva Pires
  • Talícia Maria Alves Benício
  • Maycon Rodrigues da Silva
  • José Antônio Pires da Costa Silva
  • Ariádne de Barros Carvalho
  • João Vinícius Barbosa Roberto

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv21n11-240

Keywords:

condições ambientais, etologia, música, estresse

Abstract

O bem-estar animal é um tema de grande relevância e tem provocado diversas confrontações argumentativas no mundo, juntamente com as questões ambientais, pois as condições do ambiente onde os animais vivem, têm um papel importante na análise dos fatores indicativos de estresse. A Etologia é uma ciência pouco conhecida pelo público geral, sendo isto um fator que provoca curiosidade, contudo, a avaliação do comportamento dos animais para determinar o bem-estar é de suma relevância no contexto de produção. Na pecuária leiteira, o uso de música é pouco utilizado como método de enriquecimento ambiental de forma técnica, porém já estão em curso estudos direcionados a este assunto, com objetivo de diminuir o estresse provocado durante o manejo e as condições bioclimatológicas que interferem no potencial produtivo leiteiro, bem como na sanidade do rebanho. O objetivo deste experimento foi verificar o uso de música na sala de ordenha como meio de preservar o bem-estar animal e quantificar a produção de leite.

References

BACCARI, F. J. Adaptação de sistemas de manejo na produção de leite em clima quente. Simpósio Brasileiro de Ambiência na Produção de Leite, Piracicaba, p. 24-67, 1998.

BENTO, F. M. H.; TOLEDO FILHO, M. R. Análise do conforto térmico para vacas leiteiras através do índice de temperatura e umidade–ITU para o município de Pilar–Al. In: XV Congresso de Agrometeorologia, 2007.

BRÂNCIO, Patrícia Amarante et al. Avaliação de três cultivares de Panicum maximum Jacq. sob pastejo. Comportamento ingestivo de bovinos. Revista Brasileira de Zootecnia, v. 32, p. 1045-1053, 2003.

BUFFINGTON, D. E. et al. Shade management systems to reduce heat stress for dairy cows in hot, humid climates. Transactions of the ASAE, v. 26, n. 6, p. 1798-1802, 1983.

BURFEIND, O. et al. Validade das alterações pré-parto na temperatura vaginal e retal para prever o parto em vacas leiteiras. Journal of Dairy Science, v. 10, pág. 5053-5061, 2011.

CLASSICAL MASTERPIECES. O melhor do piano - mous famosos peças de piano: Chopin, Debussy, Beethoven… Youtube. 2023. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=f3sySfZNiqw>. Acessado em 26 jan. 2023.

DEGASPARI, SAR; PIEKARSKI, PRB. Bovinocultura leiteira: Planejamento. Manejo e Instalações, p. 207-209, 1998.

DIAS, Tairon Pannunzio et al. Efeito da exposição à radiação solar sobre parâmetros fisiológicos e estimativa de declínio na produção de leite de vacas mestiças (Holandês X Gir) no sul do estado do Piauí. Comunicata Scientiae, v. 4, pág. 299-305, 2012.

ENDRES, Márcia I.; BARBERG, Abby E. Comportamento de vacas leiteiras em sistema alternativo de alojamento com cama. Revista de ciência láctea, v. 90, n. 9, pág. 4192-4200, 2007.

FEITOSA, Francisco L. F.; LEYDSON, F. Exame físico geral ou de rotina. Semiologia veterinária - A arte do diagnóstico, v. 2, p. 65-86, 2008.

FERRAZZA, Rodrigo de Andrade et al. Respostas termorregulatórias de vacas holandesas expostas ao estresse térmico induzido experimentalmente. Journal of Thermal Biology, v. 68-80, 2017.

FISCHER, Vivian et al. Padrões da distribuição nictemeral do comportamento ingestivo de vacas leiteiras, ao início e ao final da lactação, alimentados com dieta à base de silagem de milho. Revista Brasileira de Zootecnia, v. 31, p. 2129-2138, 2002.

GOOGLE. Google Earth website. 2023. Disponível em <http://earth.google.com/>

GUIMARÃES, Bruno; DINIZ, João; SOUZA, Rogério. Ocorrência de afecções podais e claudicação em bovinos leiteiros alojados em diferentes sistemas de confinamento. Sinapse Múltipla, v. 7, n. 2, p. 121-125, 2018.

HAHN, G. Leroy. Respostas dinâmicas do gado às cargas térmicas. Revista de ciência animal, v. 77, n. supl_2, pág. 10-20, 1999.

HALL, Stephen JG. Behaviour of cattle. In: The ethology of domestic animals: an introductory text. Wallingford UK: CABI Publishing, cap. 9, p. 131-143, 2002.

HAMMERSCHMIDT, Janaina; MOLENTO, Carla Forte Maiolino. Protocol for expert report on animal welfare in case of companion animal cruelty suspicion. Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science, v. 51, n. 4, p. 282-296, 2014.

HIGINO, Bruna de Souza Silva; TARSO, Saulo Gusmão Silva de. O rúmen como marcador de saúde: revisão de literatura. Medicina Veterinária (UFRPE), v. 13, n. 3, p. 309-317, 2019.

IBGE, INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Em 2021, o rebanho bovino bateu recorde e chegou a 224,6 milhões de cabeças. 2022. Disponível em: https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-noticias/2012-agencia-de-noticias/noticias/34983-em-2021-o-rebanho-bovino-bateu-recorde-e-chegou-a-224-6-milhoes-de-cabecas; Acesso em: 09/03/2023

KAUFMAN, E. I et al. Associação do tempo de ruminação com cetose subclínica em vacas leiteiras em transição. Journal of Dairy Science, v. 7, pág. 5604-5618, 2016.

LEMCKE, Marie-Christine et al. Impacto da música tocada em um sistema de ordenha automática na produção e no comportamento do leite das vacas – um estudo piloto. Laticínios, v. 2, n. 1, pág. 73-78, 2021.

NATIONAL MASTITIS COUNCIL. National Mastitis Council. Recommended Mastitis Control Program, 2001. Disponível em: <http://www.nmconline.org/docs/NMC10steps.pdf>. Acesso em: 18 de mar. 2023.

PEREIRA, José Carlos et al. Desempenho, temperatura retal e frequência respiratória de novilhas leiteiras de três grupos genéticos recebendo dietas com diferentes níveis de fibra. Revista Brasileira de Zootecnia, v. 37, p. 328-334, 2008.

PERISSINOTTO, Maurício et al. Influência do ambiente no consumo de água de bebida de vacas leiteiras. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 9, p. 289-294, 2005.

PILATTI, Jaqueline Agnes et al. O comportamento diurno e o bem-estar de férias em sistema de confinamento compost barn. 2017. Dissertação. Universidade Tecnológica Federal do Paraná. UTFPR, Dois Vizinhos-PR, 2017.

ROSA, Patricia Pinto da et al. Eficiência produtiva de vacas leiteiras primíparas e multíparas-uma revisão. Revista Científica Rural, v. 21, n. 2, p. 406-420, 2019.

ROSSAROLLA, Grasiela et al. Comportamento de vacas leiteiras da raça holandesa, em pastagem de milheto com e sem sombra. 2007. Dissertação. Departamento de Zootecnia. Programa de pós-graduação em zootecnia. Universidade Federal de Santa Maria – UFSM, Santa Maria - RS, p. 47, 2007.

SANTANNA. 20 Super sucessos. Youtube. 2017. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=nS8X4I_hbJc>. Acessado em: 25 jan. 2023.

SOUZA, Moisés Saraiva Ribeiro de et al. Efeito da composição genética e turno sobre as temperaturas retal e vaginal de vacas Girolando no Nordeste do Brasil. VII Congresso Brasileiro de Biometeorologia, Ambiência, Comportamento e Bem-Estar Animal “Responsabilidade Ambiental e Inovação”. Agronomia, Universidade Federal do Cariri - UFCA, Crato-CE, 2017.

SPRECHER, D. J et al. Um sistema de pontuação de claudicação que utiliza postura e marcha para prever o desempenho reprodutivo de bovinos leiteiros. Teriogenologia, v. 47, n. 6, pág. 1179-1187, 1997.

TERRA, R. L. História, exame físico e registro dos ruminantes. In: Smith, B. P. Tratado de medicina interna dos grandes animais. São Paulo: Manole, v.3, cap.1, p.3-14, 2006.

VAN SOEST, Peter J. Nutritional ecology of the ruminant. 2nd ed. New York, Cornell university press, p. 476, 2018.

VIANA, Eduarda Pereira. Principais distúrbios metabólicos que acometem as vacas leiteiras no pós-parto. Esteio Gestão Agropecuária. 2020. Disponível em: <https://esteiogestao.com.br/principais-disturbios-metabolicos-que-acometem-as-vacas-leiteiras-no-pos-parto/>. Acessado em 23 de mar. 2023.

WELFARE QUALITY. Assessment protocol for cattle. Welfare Quality® Assessment Protocol for Cattle, p. 1–142, 2009.

ZANELA, Maria Balbinotti et al. Leite assustador não ácido (LINA): do campo a indústria. In: VI Congresso Brasileiro de Qualidade do Leite, Setor de Ciências Agrárias. Universidade Federal do Paraná - UFPR, Curitiba-PR, p. 1-16, 2015.

ZHAO, Xiaoping. Different music on milk performance of dairy cows. Revista Científica de la Facultad de Ciencias Veterinarias, v. 30, n. 4, p. 2126-2135, 2020.

Published

2023-11-29

How to Cite

Silva, G. da C., de Souza, B. B., da Nóbrega, S. C. A., de Moura, J. F. P., Pires, J. P. da S., Benício, T. M. A., da Silva, M. R., Silva, J. A. P. da C., Carvalho, A. de B., & Roberto, J. V. B. (2023). Efeitos da utilização de músicas na sala de ordenha sobre o comportamento de vacas leiteiras. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 21(11), 23048–23074. https://doi.org/10.55905/oelv21n11-240

Issue

Section

Articles

Most read articles by the same author(s)

1 2 > >>