Serapilheira, banco de sementes e fertilidade do solo na região do horto florestal de Ibatiba-ES: um fragmento florestal do bioma Mata Atlântica

Authors

  • Dayane Valentina Brumatti
  • Wallisson da Silva Freitas
  • Carlos Henrique Rodrigues de Oliveira

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv21n12-150

Keywords:

fragmento florestal, sustentabilidade florestal, análise do solo, recuperação de área

Abstract

A Mata Atlântica é uma das florestas mais ricas em diversidade de espécies e ameaçada de todo o mundo. Esse domínio se torna cada vez mais frágil, despertando preocupações. Um exemplo dessa fragmentação florestal pode ser visto no Horto Florestal de Ibatiba, no Espírito Santo. Para inferir sobre essa paisagem, é necessário o conhecimento sobre a dinâmica natural e da estrutura do ecossistema. O presente estudo, teve o intuito de analisar o banco de sementes, a serapilheira acumulada e os atributos químicos do solo, sob cinco diferentes coberturas vegetais na região do Horto Florestal de Ibatiba-ES: eucalipto, pastagem, pinus, mata em estádio inicial e mata em estádio avançado. Para o estudo da serapilheira e do banco de sementes, foram coletadas 10 amostras aleatórias de cada área, com auxílio de Gabarito. Para a análise química do solo, foram coletadas, por meio de um Trado S-40, 42 amostras simples (21 de 0 a 20 cm de profundidade e 21 de 20 a 40 cm) de cada área. Como resultado, os indicadores foram influenciados pelas diferentes coberturas florestais, sendo os melhores resultados encontrados na área de mata em estádio avançado. Na área de eucalipto, apesar de haver alguns bons indicadores, mostrou que essa área despende maior atenção no Horto para questões de recuperação. As áreas de pastagem e pinus se mantiveram intermediárias nas avaliações. A mata em estádio inicial mostrou-se uma área em potencial para o desenvolvimento da floresta. Esses achados podem auxiliar nas proposições de ações e políticas públicas de gestão e preservação da área, além de servir de referência para o desenvolvimento de outras pesquisas.

References

ABRAHAM, J.; DOWLING, K.; FLORENTINE, S. Risk of post-fire metal mobilization into surface water resources: A review. Science of the Total Environment, v. 599-600, n. 12, p. 1740-1755, 2017. https://doi.org/10.1016/j.scitotenv.2017.05.096

AERTS, R.; CHAPIN, F. The mineral nutrition of wild plants revisited: a re-evaluation of processes and patterns. Advanced Ecolological Research 30: 1-67, 2000.

ALBACH, A. C. C.; ALMEIDA, V. P.; BREIER, T. B.; BARRELLA, W. Potencial alelopático das folhas de Eucalyptus urophila. Revista Eletrônica de Biologia, v.3, n.2, p. 32-47, 2010.

ALVARENGA, M. I. N. Propriedades físicas, químicas e biológicas de um Latossolo

Vermelho-Escuro em diferentes ecossistemas. 1996. 211f. Tese (Doutorado) – Universidade Federal de Lavras, Lavras, 1996.

ALVES, P. L. C. A.; TOLEDO, R. E. B.; GUSMAN, A. B. Allelopathic potential of Eucalyptus spp. In: Allelopathy Update-Basic and Applied Aspects. Vol. 2. Ed. Narwal. S. S. Oxford & IBH Publishing CO. PVT. LTD. New Delhi- Calcutta 131-148p, 1999.

ANDERSON, J. M. Tropical soil biological and fertility: a handbook of methods. Ingram, J. S. I. (Ed.). 2nd ed. Wallingford: CAB International, 221p, 1993.

BENITES, V. M.; MOUTTA, R. O.; COUTINHO, H. L. C.; BALIEIRO, F. C. Análise discriminante de solos sob diferentes usos em área de mata Atlântica a partir de atributos da matéria orgânica. Revista Árvore, Viçosa, v. 34, n. 4, p. 685-690, 2010.

BROWN, D. Estimating the composition of a forest seed bank: a comparison of the seed extraction and seedling emergence methods. Canadian Journal of Botany, v.70, p.1603-1612, 1991.

CALDEIRA, M. V. W.; VITORINO, M. D.; SCHAADT, S. S.; MORAES, E.; BALBINOT, R. Quantificação de serapilheira e de nutrientes em uma Floresta Ombrófila Densa. Semina: Ciências Agrárias, Londrina, v. 29, n. 1, p. 53-68, 2008.

CARVALHO, A. P. V.; BRUMATTI, D. V.; DIAS, H. C. T. importância do manejo da bacia hidrográfica e da determinação de processos hidrológicos. Revista Brasileira de Agropecuária Sustentável, v.2, n.2., p.148-156, dezembro 2012.

CARVALHO, A. R.; SCHLITTLER, F. H. M.; TORNISIELO, V. L. Relações da atividade agropecuária com parâmetros físicos químicos da água. Química Nova, São Paulo, v. 23, n. 5, p. 618-622, 2000.

CARVALHO, F. P.; MELO, C. A. D.; MACHADO, M. S.; DIAS, D. C. F. S.; ALVARENGA, E. M. The Allelopathic Effect of Eucalyptus Leaf Extract on Grass Forage Seed. Planta Daninha, 33, 193-201, 2015.

CARVALHO R. R.; SCHUMACHER, M. V.; DUTRA, M. D. S., GARCIA, M. L. Quantificação da serapilheira acumulada em um povoamento de Eucalyptus saligna Smith em São Gabriel – RS. VIII Simpósio Brasileiro de Pós-Graduação em Ciências Florestais, 2014.

CHAPIN, F.; MATSON, P.; MOONEY, H. Principles of terrestrial ecosystem ecology. New York, Springer Verlag, 2002.

CIANCIARUSO, M. V.; PIRES, J. S.; DELITTI, W. B.; SILVA, E. F. Produção de serapilheira e decomposição do material foliar em um cerradão na Estação Ecológica de Jataí, município de Luiz Antônio, SP, Brasil. Acta Botanica Brasilica 20(1): 49-59, 2006.

CORREIA, G. G. S.; MARTINS, S.V. Banco de Sementes do Solo de Floresta Restaurada, Reserva Natural Vale, ES. Floresta e Ambiente, v. 22, p. 79-87, 2015.

DAVIDSON, E. A.; HOWARTH, R. W. Nutrients in synergy. Nature 449: 1000-1001, 2007.

FERNANDES, M. M.; LIMA, A. H. S.; WANDERLEY, L. L.; FERNANDES, M. R. M.; ARAUJO FILHO, R. N. Fragmentação florestal na Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco, Brasil. Ciência Florestal, v. 32, p. 1227-1246, 2022.

FERREIRA, A. G.; ÁQUILA, M. E. A. Alelopatia: uma área emergente da ecofisiologia. Revista Brasileira de Fisiologia Vegetal, v. 12, p. 175-204 (Edição Especial), 2000.

FERREIRA, S. J. F.; LUIZÃO, F. J.; MIRANDA, S. A. F.; SILVA, M. S. R.; VITAL, A. R. T. Nutrientes na solução do solo em floresta de terra firme na Amazônia Central submetida à extração seletiva de madeira. Acta Amazonica, Manaus, v. 36, n. 1, p. 59-68, 2006.

FREITAS, C. S; SILVA, L. M; AZEVEDO, J. M. Qualidade da Serapilheira em Floresta Tropical com Bertholletia excelsa. In: SEMANA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO IFAC, 5. Anais da V SIC, Rio Branco: PROINP/IFAC, 2015.

GASPARINO, D.; MALAVASI, U. C.; MALAVASI. M. M.; SOUZA. I. Quantificação do banco de sementes sob diferentes usos do solo em área de domínio ciliar, Revista Árvore, Viçosa-MG, v.30, n.1, p.1-9, 2006.

GODINHO, T. O.; CALDEIRA, M. V. W.; ROCHA, J. H. T.; CALIMAN, J. P.; TRAZZI, P. A. Quantificação de biomassa e nutrientes na serapilheira acumulada em trecho de Floresta Estacional Semidecidual Submontana, ES. CERNE (UFLA), v. 20, p. 11-20, 2014.

GODINHO, T. O.; CALDEIRA, M. V. W.; ROCHA, J. H. T.; CALIMAN, J. P.; VIERA, M. Fertilidade do solo e nutrientes na serapilheira em fragmento de Floresta Estacional Semidecidual. Ecologia e Nutrição Florestal, v. 1, n. 3, p. 97-109, 2013.

GOMES, A. S. Qualidade do solo: conceito, importância e indicadores da qualidade. Revista Cultivar, 2015.

GONÇALVES, A. R.; MARTINS, R. C. C.; MARTINS, I. S.; FELFILI, J. M. Bancos de sementes do sub-bosque de Pinus spp. e Eucalyptus spp. na flona de Brasília, Cerne, Lavras, v. 14, n. 1, p. 23-32, jan./mar., 2008.

HAASE, R. Litterfall and nutrient return in seasonally flooded and non flooded forest of the Pantanal, Mato Grosso, Brazil. Forest Ecology and Management 117: 129-147, 1999.

HOPFENSPERGER, K. N. A review of similarity between seed bank and standing vegetation across ecosystems. Oikos, v. 116, n. 9, p. 1438-1448, 2007.

IBATIBA. Decreto Nº 48/2018. Cria o Parque Municipal Horto Florestal de Ibatiba-ES e dá outras providências. Disponível em:

<http://ibatiba.legislacaocompilada.com.br/Arquivo/Documents/legislacao/image/Decreto%20n%C2%B0048-2018.pdf>. Acesso em: 05 de fevereiro de 2023.

IBGE, 2022. Instituto Brasileiro De Geografia E Estatística. População Brasileira, Censo, 2022. Brasil: IBGE.

INPE, 2019. Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. Atlas do Bioma. Disponível em: <http://www.inpe.br/noticias/noticia.php?Cod_Noticia=5115>. Acesso em: 05 de fevereiro de 2023.

KILLINGBECK, K. T. Nutrients in senesced leaves: keys to the search for potential resorption and resorption proficiency. Ecology 77: 1716–1727, 1996.

KÖNIG, F. G.; BRUN, E. J.; SCHUMACHER, M. V.; JONAS, L. Devolução de Nutrientes via serapilheira em um fragmento de floresta estacional decidual no município de Santa Maria, RS. Brasil Florestal 74: 45-52, 2002.

MARSCHNER, H. Functions of Mineral Nutrients: Micronutrients. In: Mineral Nutrition of Higher Plants, 2nd Edition, Academic Press, London, 313-404, 1995.

MARTINS, S. V. Recuperação de áreas degradadas: ações em áreas de preservação permanente, voçorocas, taludes rodoviários e de mineração. Viçosa: Aprenda Fácil, 2013.

MARTINS, S. V. Recuperação de matas ciliares. Viçosa: Aprenda Fácil, 146 p, 2001.

MARTINS, S. V.; RODRIGUES, R. R. Produção de serapilheira em clareiras de uma floresta estacional semidecidual no município de Campinas, SP. Revista Brasileira de Botânica 22(3): 405-412, 1999.

MARTINS, S. V.; FONSECA, W. S.; COSIMO, L. H. E.; BALESTRIN, D. Soil Seed Banks in Two Environments of Forest Restoration Post Bauxite Mining: Native Tree Plantation and Natural Regeneration. Research in Ecology, 3(1), 1–13, 2021.

https://doi.org/10.30564/re.v3i1.2631

MCBRIDE, M. B. Environmental chemistry of soils. New York, Oxford University Press, 406p, 1994.

O'CONNELL, A. M.; SANKARAN, K. V. Organic matter accretion, decomposition and mineralisation. In: Nambiar, E. K. S.; Brown, A. G. (Ed.). Management of soil, nutrients and water in tropical plantations forests. Canberra: ACIAR; Australia/ CSIRO, p. 443-480 (Monograph, 43), 1997.

OLIVEIRA, L. L. Interações da estrutura da vegetação com a topografia e solo na Floresta Nacional do Amapá. 103 f. Tese (Doutorado em Biodiversidade Tropical) – Fundação Universidade Federal do Amapá, Macapá, 2012.

OLIVEIRA, L. P. Carbono e nutrientes no solo e na serapilheira em Floresta Ombrófila Mista Montana e plantio de Pinus elliottii Engelm. 64 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) – Universidade Estadual do Centro-Oeste, Irati, 2010.

PAGANO, S. N.; DURIGAN, G. Aspectos da ciclagem de nutrientes em Matas Ciliares do oeste do Estado de São Paulo, Brasil. Pp. 109-123. In: Matas ciliares: conservação e recuperação. São Paulo, Editora USP/FAPESP, 2000.

PINTO, S. I. C.; MARTINS, S. V.; BARROS, N. F.; DIAS, H. C. T. Ciclagem de nutrientes em dois trechos de floresta estacional semidecidual na reserva florestal Mata do Paraíso em Viçosa, MG, Brasil. Revista Árvore 33(4): 653-663, 2009.

PREZOTTI, L. C.; GOMES, J. A.; DADALTO, G. G. Manual de Recomendação de Calagem e Adubação para o Estado do Espírito Santo – 5ª aproximação. Vitória, ES, SEEA/INCAPER/CEDAGRO, 305p, 2007.

PREZOTTI, L. C.; GUARÇONI, M. A. Guia de Interpretação de Análise de Solo e Foliar.

Incaper - Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural, 2013.

RAMOS, M. V. V.; CURI, N.; MOTTA, P. E. F.; VITORINO, A. C. T.; FERREIRA, M. M.; SILVA, M. L. N. Veredas do Triângulo Mineiro: solos, água e uso. Ciência e Agrotecnologia 30(2): 283-293, 2006.

RICHTER, R. L.; AMADO, T. J. C.; FERREIRA, A. O.; ALBA, P. J.; HANSEL, F. D. Variabilidade espacial de atributos da fertilidade de um latossolo sob plantio direto influenciados pelo relevo e profundidade de amostragem. Enciclopédia Biosfera: Centro Cientifico Conhecer, v. 7, n. 13, p. 1043-1059, 2011.

RIOS, E. P.; THOMPSON, M. Biomas Brasileiros. Como eu ensino. São Paulo: Melhoramentos, 2013.

RIZVI, S.J.H.; TAHIR, M.; RIZVI, V.; KOHLI, R.K.; ANSARI, A. Allelopathy interactions in agroflorestry systems. Critical Reviews in Plant Science 18(6): 773-796, 1999.

RODRIGUES, A. B. C.; SCARAMUZZA, W. L. M. P.; SCARAMUZZA, J. F.; ROCHA, F. Atributos químicos em solo sob floresta nativa e capoeira. Uniciências, v. 14, n. 1, p. 23-38, 2010.

RODRIGUES, B. D.; MARTINS, S. V.; LEITE, H. G. Avaliação do Potencial da Transposição da Serapilheira e do Banco de Sementes do Solo para Restauração Florestal em Áreas Degradadas; Revista Árvore, vol. 34, no.1, Viçosa, 2010.

SA, L. M. S.; TRECE, I. B.; ARAUJO, R. P.; SERPA, K. M.; MOREIRA, C. G.; SILVA, L. D. B.; MOSTER, C. Infiltração de água no solo sob diferentes condições de uso: sistema agroflorestal, pastagem e floresta. Revista Observatorio De La Economia Latinoamericana, Curitiba, v.21, n.9, p. 12368-12379, 2023. https://doi.org/10.55905/oelv21n9-100

SANTOS, A. C.; SALCEDO, I. H. Fertilidade nas áreas de várzea e topo de em função do uso do solo e posição do relevo. Revista de Biologia e Ciência da Terra, v. 10, n. 2, p. 83- 90, 2010.

SANTOS, L. B.; GUERRA, A. J. T. Influência da estrutura florestal nas características físico-químicas do solo e no estoque de serapilheira. Revista Brasileira de Geografia Física, v. 08, nº 03, 867-880, 2015.

SCANAVACA, J. L. A importância da arborização urbana. Embrapa Meio Ambiente - Artigo de divulgação na mídia (INFOTECA-E), ONG-AMA Matões/MA, São Paulo, p. 1-3, 18 abril, 2015.

SCORIZA, R. N.; PEREIRA, M. G.; PEREIRA, G. H. A.; MACHADO, D. L.; SILVA, E. M. R. Métodos para coleta e análise de serapilheira aplicados à ciclagem de nutrientes. Série Técnica, Floresta e Ambiente, 2(2): 01-18, 2012.

SILVA, C. V.; MARTINS, S. V.; VILLA, P. M.; KRUSCHEWSKY, G. C.; DIAS, A. A.; NABETA, F. H. Banco de semillas de relaves mineros como indicador de recuperación de vegetación en Mariana, Brasil. REVISTA DE BIOLOGIA TROPICAL, v. 69, p. 700-716, 2021. http://dx.doi.org/10.15517/rbt.v69i2.4180

SPLETOZER, A. G.; SILVEIRA, L. J.; BARBOSA, R. A.; BARBOSA, S. G.; DIAS, H. C. T. Effect of litter on the surface runoff of a forest fragment in the Atlantic Forest. Rev. Bras. Cienc. Agrar., Recife, v.16, n.1, 2021.

SOS MATA ATLÂNTICA. Atlas dos Remanescentes Florestais da Mata Atlântica, Período 2000-2021, Relatório Técnico, São Paulo, 2021. Disponível em: <https://www.aquitemmata.org.br/#/busca/es/Esp%C3%ADrito%20Santo/Ibatiba>. Acesso em: 05 de fevereiro de 2023.

TERROR, V. L., SOUSA, H. C.; KOZOVITS, A. R. Produção, decomposição e qualidade nutricional da serapilheira foliar em uma floresta paludosa de altitude. Acta Botanica Brasilica 25(1): 113-121, 2011.

VASCONCELOS, H. L.; LUIZÃO, F. J. Litter production and litter nutrient concentrations in a fragmented amazonian landscape. Ecological Applications 14(3): 884-892, 2004.

VENDRAME, P. R. S.; BRITO, O. R.; QUANTIN, C.; BECQUER, T. Disponibilidade de cobre, ferro, manganês e zinco em solos sob pastagens na Região do Cerrado. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 42, n. 6, p. 859-864, 2007.

VIEIRA, N. K.; REIS, A. O papel do banco de sementes na restauração de áreas degradadas. SEMINÁRIO NACIONAL, Anais.... Foz do Iguaçú: ASN, 2003.

VIERA, M.; SCHUMACHER M. V. Deposição de serapilheira e de macronutrientes em um povoamento de acácianegra (Acacia mearnsii De Wild.) no Rio Grande do Sul. Ciência Florestal; 20(2): 225-233, 2010.

VILLELA, D. M.; PROCTOR, J. Litterfall mass, chemistry and nutrient retranslocation in a monodominant forest on Maracá Island, Roraima, Brazil. Biotropica 31(2): 198-211, 1999.

VITAL, A. R. T.; GUERRINI, I. A.; FRANKEN W. K.; FONSECA, R. C. B. Produção de serapilheira e ciclagem de nutrientes de uma floresta estacional semidecidual em zona ripária. Revista Árvore, 28(6): 793-800, 2004.

VOGEL, H. L. M.; SHUMACHER, M. V. Quantificação dos nutrientes na serapilheira em um fragmento de Floresta Estacional Semidecidual em São Gabriel-RS, Brasil. In: FERTBIO, Guarapari. Anais... Guarapari: FERTBIO, 2010.

WHITE, P. J. Calcium channels in the plasma membrane of roots cells. Annals of Botany, v. 81, p. 173-183, 1998.

YAMAGUSHI, M. Q.; GUSMAN, G. S.; VESTENA, V. Efeito alelopático de extratos aquosos de Eucalyptus globulus Labill. e de Casearia sylvestris Sw. sobre espécies cultivadas. Semina: Ciências Agrárias, v. 32, n. 4, p. 1361-1374, 2011.

YU, P.; LIU J.; TANG H.; SUN X.; LIU S.; TANG X.; DING Z.; MA, M.; CI, E. Establishing a soil quality index to evaluate soil quality after afforestation in a karst region of Southwest China. Catena, volume 230, september, 2023. https://doi.org/10.1016/j.catena.2023.107237

Published

2023-12-18

How to Cite

Brumatti, D. V., Freitas , W. da S., & de Oliveira, C. H. R. (2023). Serapilheira, banco de sementes e fertilidade do solo na região do horto florestal de Ibatiba-ES: um fragmento florestal do bioma Mata Atlântica. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 21(12), 26243–26267. https://doi.org/10.55905/oelv21n12-150

Issue

Section

Articles

Most read articles by the same author(s)