O ensino do estudante surdo: um estudo teórico nas práticas metodológicas do ensino de geografia

Authors

  • Dielson Canto Brelaz
  • Francisco Paulo Rodrigues Carneiro
  • Clodoaldo Pires Araújo
  • Ruth Cristina Soares Gomes Araújo

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv21n12-136

Keywords:

ensino de geografia, estudante surdo, recursos didáticos

Abstract

No mundo, nas últimas décadas, e especificamente no Brasil a entrada cada vez maior de estudantes com deficiência no ensino regular e no ensino superior, sendo abordado neste trabalho de forma especial o aluno surdo, há a necessidade de criarmos formas de ensino que venham atender de maneira igualitária a todos os estudantes no ensino de Geografia. Os surdos possuem sua própria identidade e sua forma de comunicação, assim, são participantes dos diversos contextos sociais, utilizando a mediação de intérpretes de sua língua materna, a LIBRAS, na leitura e na escrita. De tal modo, com a entrada mais frequente desses discentes surdos no ensino superior, focaliza a reestruturação de culturas, políticas, currículos e práticas pedagógicas para atender as particularidades dos mesmos e de todos os estudantes. O objetivo deste estudo é analisar a importância de se recorrer à criatividade na perspectiva de superar as dificuldades impostas no dia a dia em sala de aula onde há a presença dos estudantes surdos, assim como, trazer para o campo acadêmico das discussões um tema que é de grande relevância no contexto educacional. Esta pesquisa se apresenta enquanto uma investigação de abordagem qualitativa, pois nos traz caminhos que demonstram vieses para o desenvolvimento próximo das experiências vividas pelos sujeitos em destaque. Enquanto seu caráter tipológico se apresenta como um estudo, pois se faz um referencial a uma análise de questão específica. A pesquisa discorre sobre uma análise dos recursos didáticos elaborados para facilitar o aprendizado dos estudantes surdos nos diversos âmbitos de ensino, onde buscamos focar o ensino de Geografia para os estudantes surdo. Como técnica, foram utilizados os diálogos informais com os estudantes surdos, estudantes ouvintes, os intérpretes e os professores dos próprios, bem como, um estudo das obras que tratam do assunto. Os resultados deste trabalho estão ligados a validade que os recursos didáticos trazem para uma aprendizagem dos estudantes surdos em sala de aula, por meio da atuação e da comunicação que ocorre entre professores e alunos. Mesmo com tantas mudanças há ainda muitas dificuldades a serem superadas no meio educacional para os estudantes surdos.

References

ALVEZ, Carla Barbosa. FERREIRA, Josimário de Paula. DAMÁZIO, Mirlene Macedo. A educação especial na perspectiva da inclusão escolar: abordagem bilíngue na escolarização de pessoas com surdez. Fortaleza: Secretaria de educação especial, 2010. (Coleção A educação especial na perspectiva da inclusão escolar v. 4).

BRASIL. Decreto nº 5.626, de 22 de dezembro de 2005. Regulamenta a Lei no 10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - Libras, e o art.

da Lei no 10.098, de 19 de dezembro de 2000.

BRASIL. Lei 10.436. Dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - Libras e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2002/l10436.htm Acesso em:10 nov. 2018.

BRASIL. Política Nacional de Educação Especial na perspectiva da Educação Inclusiva. Brasília: Ministério da Educação: Secretaria de Educação Especial, 2007.

CALLAI, H. C. A Geografia e a escola: muda a geografia? Muda o ensino? Terra Livre, n.16, p. 133-152, 1º semestre 2001.

CALLAI, H. C. O estudo do lugar como possibilidade de construção da identidade e pertencimento. VIII Congresso Luso-Afro-Brasileiro de ciências sociais: A questão social no novo milênio. Coimbra, 16, 17 e 18 de Setembro, 2004.

CALLAI, Helena Copetti. Aprendendo a ler o mundo: a Geografia nos anos iniciais do ensino fundamental. Caderno Cedes, Campinas, v. 25, n. 66, p. 227-247, maio/ago. 2005.

CALLAI, H. C. A formação do profissional da geografia. Ijuí. Ed. UNIJUÍ, 1999.

CANDAU, Vera. Direitos humanos, educação e interculturalidade: as tensões entre igualdade e diferença. Revista Brasileira de Educação, v. 13, n. 37, p. 45-56, jan./abr. 2008.

CAVALCANTI, S. L. A geografia escolar e a cidade: ensaio sobre o ensino de geografia para a vida urbana cotidiana. Campinas: Papirus, 2008.

CAVALCANTI, S. L. Geografia, Escola e Construção de Conhecimentos. 9. Ed. Campinas: Papirus, 2006.

CAVALCANTE, Camila Costa, SUICA, Zayanne Glycia de Lima, ALMEIDA, Jacqueline Praxedes de. O ENSINO DE GEOGRAFIA PARA ALUNOS SURDOS NA ESCOLA CAMPO DE ESTÁGIO: Realidade Revelada. IV SEMINÁRIO ENSINAR GEOGRAFIA NA CONTEMPORANEIDADE “A educação geográfica no âmbito iberoamericano: contextos e perspectivas: Maceió-AL, 12 a 14 de março de 2018.

CASTROGIOVANNI; Antonio Carlos. (Org.). A preensão e compreensão do espaço geográfico. In: Ensino de Geografia: práticas e textualizações no cotidiano. Porto Alegre: Mediação; 2000.

CASSETI, V. A natureza e o espaço geográfico. In: MENDONÇA, F.; KOZEL, S. (Orgs.) Elementos de epistemologia da geografia contemporânea. Curitiba: Ed. da UFPR, 2002.

COLETTI, Flavia Cristina / Metodologias aplicada ao ensino de Geografia para inclusão de alunos surdos. XII Congresso Nacional de Educação (EDUCERE): Formação de professores: contextos, sentidos e práticas. 2017 Caderno do Cedes / Centro de Estudos Educação Sociedade. São Paulo: Cortez; Campinas, vol. 25, n. 66, maio/ago. 2005.

DEARSIE, Camilo... [et al.]. Ensino de geografia para surdos: uma questão de língua e linguagem, Ágora. Santa Cruz do Sul, v.17, n. 2, p. 44-52, jul./dez. 2016.

DORZIAT, Ana. Sugestões docentes para melhorar o ensino de surdos. Cadernos de Pesquisa, nº 108, p. 183-198, novembro/1999.

EUGÊNIO, Josiane Rodrigues. et al. Ensino de Geografia para surdos: Desafios e Perspectivas. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO (CONEDU), 3. 2016, Natal. Anais... Natal: Centro de Convenções, 2016.

FIGUEIREDO, Rita Vieira de. Formação de professores para a inclusão dos alunos no espaço pedagógico da diversidade. In: MANTOAN, Maria Teresa Eglér. (Org). 3 ed. O desafio das diferenças nas escolas. Petrópolis, RJ: Vozes, 2011.

FISCHER, Rosa Maria Bueno. Verdades em suspenso: Foucault e os perigos a enfrentar. In: COSTA, Marisa Vorraber (Org.). Caminhos investigativos II: outros modos de pensar e fazer pesquisas em Educação. 2 ed. Rio de Janeiro (RJ): Lamparina, 2007.

FONSECA, Ricardo Lopes, TORRES, Eloiza Cristiane. Adaptações na Prática do Ensino de Geografia para Alunos Surdos. Geografia (Londrina) v. 23, n.2. p. 05-25, jul/dez, 2014.

FONSECA, Ricardo Lopes; TORRES, Eloiza Cristiane. Ensinando Geografia para alunos surdos e ouvintes: algumas adaptações na prática pedagógica. Terra Plural, Ponta Grossa, v. 7, n. 2, p. 223-239. jul./dez. 2013.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia. 25ª ed. São Paulo: Paz e Terra, 2002.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6 ed. São Paulo: atlas, 2008

GOULART, Lígia Beatriz. APRENDIZAGEM E ENSINO: Uma aproximação necessária na aula de Geografia. P. 21-30. In: CASTROGIOVANNI, Antonio Carlos... [et al.]. – Porto Alegre: Mediação, 2014.

LIBÂNEO, José Carlos. O essencial da Didática e o trabalho do professor: em busca de novos caminhos. Goiânia. 2001.

LIMA, Márcia Helena de, VLACH, Vânia Rúbia. GEOGRAFIA ESCOLAR: Relações e representações da prática social. CAMINHOS DE GEOGRAFIA – Revista on line, 2002.

MORAIS, Luciana L. de. O ensino da Geografia com o enfoque na aprendizagem dos surdos: perspectivas e desafios. Revista Bibliocanto, Natal, v.5, n.1, p. 1-2. jan./jun. 2008.

MONTEIRO, Myrna Salerno: História dos movimentos dos surdos e o reconhecimento da Libras no Brasil. In: ETD - Educação Temática Digital 7 (2006), 2, pp. 295-305.

MOREIRA, Laura Ceretta. Caderno de Educação Inclusiva. Curitiba 2010 UFPR.

MORIN, Edgar. Os sete saberes necessários a educação do futuro. Ed. 2ª. São Paulo:

Cortez, 2011.

NÓVOA, António. Desafios do trabalho do professor no mundo contemporâneo. São Paulo: SINPRO-SP, 2007.

PEREIRA, Maria Cristina da Cunha. CHOI Daniel. VIEIRA, Maria Inês. [et.al]. LIBRAS conhecimento além dos sinais. 1. Ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall,2011.

PEREIRA, Fábio Rodrigues, ARRUDA, Guilherme Barros. MATERIAL DIDÁTICO NO ENSINO DE GEOGRAFIA PARA SURDOS. GIRAMUNDO, Rio de Janeiro, v. 3, n. p. 103-110, JAN/JUN, 2016.

PONTUSCHKA, Nídia Nacib, PAGANELLI, Tokomo Iyda, CACETE, Núria Hanglei / Para ensinar e aprender Geografia. – 3ª ed. – São Paulo: Cortez, 2009. – (Coleção docência em formação. Série ensino fundamental)

PONTUSCHKA, Nídia Nacib, OLIVEIRA, Ariovaldo Umbelino de, (Orgs)/ Geografia em perspectiva. – 3ª ed., 3ª reimpressão. – São Paulo: Contexto, 2010.

SÁ, Nidia Regina de. Convite a uma revisão da pedagogia para minorias: questionando as práticas discursivas na educação de surdos. Revista Espaço, Rio de Janeiro, n.18/19, p.87-92, 2003.

SILVA, Aline Maira. Educação Especial e inclusão escolar: História e fundamentos. Curitiba: Ibpex, 2010. (Série Inclusão escolar).

SKLIAR, C. Uma perspectiva sócio-histórica da psicologia e a educação dos surdos. In: SKLIAR, C. (Org.). Educação & Exclusão: Abordagens sócio-antropológicas em educação especial. Porto Alegre. Mediação, 2006.

TARDIF, Maurice. LESSARD, Claude. O trabalho Docente: elementos para uma teoria da docência como profissão de interações humanas. 3ª Ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2007.

TARDIF, Maurice. LESSARD, Claude. O ofício de professor: história, perspectivas e desafios internacionais. 2 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2008.

VESENTINI, José William. Repensando a geografia escolar para o século XXI. - São Paulo: Plêiade, 2009. 161 p.

Published

2023-12-15

How to Cite

Brelaz, D. C., Carneiro, F. P. R., Araújo, C. P., & Araújo, R. C. S. G. (2023). O ensino do estudante surdo: um estudo teórico nas práticas metodológicas do ensino de geografia. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 21(12), 25977–26002. https://doi.org/10.55905/oelv21n12-136

Issue

Section

Articles