A avaliação na educação infantil como tecnologia de disciplinamento e controle das crianças: uma análise dos registros docentes durante a pandemia de COVID-19

Authors

  • Sandra Mara Fernandes
  • Jaime Farias Dresch

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv21n11-048

Keywords:

avaliação, educação infantil, disciplinamento, pandemia, COVID-19

Abstract

Este artigo apresenta uma síntese dos resultados de uma pesquisa de Mestrado em Educação que teve como objetivo compreender como as avaliações e os registros avaliativos contribuíram para o disciplinamento e o controle dos corpos em 2020 e 2021, durante a Pandemia de COVID-19, na Educação Infantil em Lages/SC. Em vista disso, procurou-se treinar o olhar para perceber as relações desses documentos com o disciplinamento e controle dos corpos e algumas capturas discursivas contidas nos mesmos. Optou-se por uma pesquisa de caráter qualitativo, bibliográfica e documental. Sendo assim, a pesquisa reúne elementos que contribuem à compreensão de diversos aspectos da avaliação na Educação Infantil. A análise dos documentos ocorreu por meio da análise foucaultiana do discurso. Desse modo, identificou-se que as avaliações na Educação Infantil foram realizadas durante a Pandemia, sendo constituídas por um conjunto de registros das observações diárias e fotografias das atividades realizadas. Também compuseram as avaliações as imagens, vídeos e mensagens enviadas pelos familiares, como devolutiva das atividades sugeridas. As respostas aos questionários enviados pelos professores aos familiares, contendo devolutivas das atividades, também integraram as estratégias de monitoramento constante dos corpos das crianças, ainda que remotamente. Nesse sentido, a Educação Infantil, em seus aspectos disciplinares, passou por um acoplamento às estratégias de controle, em que predominou, durante a Pandemia, o monitoramento remoto sob a justificativa de que as crianças precisavam ser avaliadas.

References

BERTOLDO, Fernanda. A avaliação como dispositivo de subjetivação. 2013. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade de Caxias do Sul, Caxias do Sul, RS, 2013. Disponível em: https://repositorio.ucs.br/xmlui/handle/11338/648. Acesso em: 04 nov. 2023.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. 2018. Disponível em:

http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf. Acesso em: 04 nov. 2023.

FOUCAULT, Michel. Arqueologia do saber. 7. ed. Tradução Luiz Felipe Baeta Neves. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2008.

FOUCAULT, Michel. Ética, sexualidade, política. Organização e seleção de textos Manoel Barros da Motta; tradução Elisa Monteiro, Inês Autran Dourado Barbosa. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2004. (Ditos e escritos, V)

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir: nascimento da prisão. 42. ed. Tradução de Raquel Ramalhete. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

HOUAISS, Antônio; VILLAR, Mauro de Salles. Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa. São Paulo: Moderna, 2019.

LAGES (SC). Secretaria Municipal da Educação. Diretrizes Curriculares do Sistema Municipal de Educação – DCSMEL. Lages: Secretaria Municipal da Educação, 2021. Disponível em: https://www.educacaolages.sc.gov.br/assets/documentos/1f48ab2deb0eefc75919e02e71dc5a0d.pdf. Acesso em: 04 nov. 2023.

LARROSA, Jorge (org.). Elogio da escola. Tradução Fernando Coelho. Belo Horizonte: Autêntica, 2017.

MATOS, Sônia Regina da Luz; SCHULER, Betina. Discursos da avaliação escolar na contemporaneidade. Revista Exitus, [S. l.], v. 9, n. 1, p. 397-425, jan. 2019. Disponível em: http://educa.fcc.org.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2237-94602019000100397. Acesso em: 04 nov. 2023.

MORO, Catarina; SOUZA, Gizele. Produção acadêmica brasileira sobre avaliação em Educação Infantil: primeiras aproximações. Estudos em Avaliação Educacional, São Paulo, v. 25, n. 58, p. 6-7, maio/ago. 2014. Disponível em: https://publicacoes.fcc.org.br/eae/article/view/2743. Acesso em: 04 nov. 2023.

OLIVEIRA, Sara. Texto visual e leitura crítica: o dito, o omitido, o sugerido. Universidade Federal de Brasília. Revista Linguagem & Ensino, v. 9, n. 1, p.15-39, 2006. Disponível em: https://periodicos.ufpel.edu.br/index.php/rle/article/view/15626. Acesso em: 04 nov. 2023.

OLIVEIRA-FORMOSINHO, Júlia; FORMOSINHO, João. Pedagogia-em participação: documentação pedagógica no âmago da instituição dos direitos da criança no cotidiano. Em Aberto, Brasília, v. 30, n. 100, p. 115-130, set./dez. 2017. Disponível em: http://emaberto.inep.gov.br/ojs3/index.php/emaberto/article/view/3218. Acesso em: 04 nov. 2023.

OSTETTO, Luciana Esmeralda; OLIVEIRA, Eloísa Raquel; MESSINA, Virginia da Silva. Deixando marcas... A prática do registro no cotidiano da educação infantil. Florianópolis, SC: Cidade Futura, 2001.

PARAÍSO, Marlucy Alves. Metodologias de pesquisas pós-críticas em educação e currículo: trajetórias, pressupostos, procedimentos e estratégias analíticas. In: MEYER, Dagmar Estermann; PARAÍSO, Marlucy Alves (org.). Metodologias de pesquisas pós-críticas em educação. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2012. p. 23-45.

CORREIA E SILVA, Vivian de Jesus. Sociedade disciplinar no pensamento de foucault e a sociedade de controle no pensamento de deleuze-guattari: o papel da instituição educacional e o controle na infância. Revista Aurora, v. 9, n. 2, 29 jun. 2017. Disponível em: https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/aurora/article/view/7050. Acesso em: 04 nov. 2023.

SANTOS, Viviane Lourdes Costa Rosa dos; CRESTANI, Janice; CRESTANI, Janilde; DRESCH, Jaime Farias. Implicações da pandemia de COVID-19 em diferentes contextos da Educação Básica no município de Lages/SC. In: DERUSSI, Jussani; MAYER, Leandro; BORTONE, Douglas Franco (org.). Educação escolar e ensino remoto: os desafios impostos pela pandemia. V. I. Itapiranga: Schreiben, 2021. p. 30-52. Disponível em: https://www.editoraschreiben.com/livros/educa%C3%A7%C3%A3o-escolar-e-ensino-remoto%3A-os-desafios-impostos-pela-pandemia. Acesso em: 04 nov. 2023.

Published

2023-11-10

How to Cite

Fernandes, S. M., & Dresch, J. F. (2023). A avaliação na educação infantil como tecnologia de disciplinamento e controle das crianças: uma análise dos registros docentes durante a pandemia de COVID-19. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 21(11), 19480–19501. https://doi.org/10.55905/oelv21n11-048

Issue

Section

Articles