Estudo de casos de enfermidades uterinas na espécie felina

Authors

  • Amanda Filus Marchese
  • Annelise Carla Camplesi
  • Carla Fredrichsen Moya

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv21n11-196

Keywords:

maceração fetal, piometra, gata

Abstract

O aparelho reprodutor é o responsável pela sobrevivência e perpetuação das espécies, fator que determina sua grande importância. As enfermidades reprodutivas são muito comuns em fêmeas felinas, sendo os distúrbios uterinos os mais frequentes. Essas alterações não influenciam somente a capacidade reprodutiva desses animais, mas colocam a saúde geral dessas gatas em risco. Nesse contexto, o propósito desse trabalho foi realizar um estudo retrospectivo dos casos de enfermidades uterinas de gatas atendidas na clínica escola veterinária da Unicentro no período de janeiro/2021 a abril/2022, coletando dados como a faixa etária, sinais clínicos, uso ou não de contraceptivos e a terapêutica empregada, para estabelecer o perfil dessas fêmeas felinas acometidas por doenças uterinas. Dentre as 1.936 fichas clínicas acessadas, 19,8% (383/1936) eram da espécie felina, com 52,48% (201/383) machos e 47,52% (182/383) fêmeas. Assim, estabeleceu-se que 6,54% (12/182) das fêmeas felinas foram diagnosticadas com enfermidades uterinas, sendo que 75% (9/12) possuíam maceração fetal e 25% (3/12) piometra. A grande maioria (75%) dos responsáveis administrou contraceptivos nas fêmeas acometidas e 50% deles permitiam o acesso dos animais a rua sem supervisão. Ademais, 91,66% dessas fêmeas felinas com distúrbios uterinos passaram por tratamento cirúrgico, por meio da realização da ovariosalpingohisterectomia, em associação com a administração de antimicrobianos de amplo espectro. Nenhum animal veio a óbito. Dessa maneira, pode-se comprovar a importância da realização de um estudo retrospectivo de casos de doenças uterinas em gatas, determinando o perfil das fêmeas felinas, para promover a disseminação de conhecimento e formas de prevenção, uma vez que, as enfermidades uterinas têm se tornado cada vez mais frequentes na Medicina Veterinária e a orientação dos responsáveis é essencial para melhorar esses dados e trazer melhor qualidade de vida para os pacientes veterinários.

References

ALCANTARA, M.R. et al. Maceração fetal em gata: relato de caso. Research, Society and Development, v. 10, n.7, e23710716422, 2021.

BANCHI, P. et al. Trends in Small Animal Reproduction: A Bibliometric Analysis of the Literature. Animals, v. 12, n. 3, p. 336, 2022.

BIGLIARDI, E. et al. Ultrasonography and cystic hyperplasia-pyometra complex in the bitch. Reproduction of Domestic Animals, v. 39, p. 136-140, 2004.

BLANCO, P.G. et al. Uterine two-dimensional and Doppler ultrasonographic evaluation of feline pyometra. Reproduction in Domestic Animals, v. 53, n. 3, p. 70-73, 2018.

FARGHALI, H. A. et al. Prevalence of Most Common Feline Genital Surgical Affections in Teaching Veterinary Hospital, Cairo University, Egypt and Different Pet Clinics. Advances in Animal and Veterinary Sciences, v. 8, n. 7, p. 709-719, 2020.

FERNANDES, E.R.L. et al. Uso de fármacos contraceptivos e seus efeitos colaterais em cães e gatos: revisão de literatura. Revista Científica de Medicina Veterinária, v. 34, p.1-14, 2020.

FIENI, E. Clinical evaluation of the use of aglepristone, with or without cloprostenol, to treat cystic endometrial hyperplasia-pyometra complex in bitches. Theriogenology, v. 66, p. 1550-1556, 2006.

FONTBONNE, A. et al. Infertility in purebred cats: A review of the potential. Theriogenology, v.158, p.339-345, 2020.

FOSTER, R.A. Sistema Reprodutor da Fêmea. Bases da Patologia em Medicina Veterinária, ZACHARY, J. F. (Ed.), 4 ed., Barueri: GEN Guanabara Koogan, 2009. p.1263-1316.

HAGMAN, R. Pyometra in small animals. Veterinary Clinics of North America: Small Animals Practice, v. 48, n. 4, p. 639-661, 2018.

HAGMAN, R. Pyometra in small animals 2.0. Veterinary Clinics: Small Animal Practice, v. 52, p. 631-657, 2022.

HOLST, B.S. Feline breeding and pregnancy management: what is normal and when to intervene. Journal of Feline Medicine and Surgery, v. 24, p. 221-231, 2022.

KANEKO, J.J., HARVEY, J.W.; BRUSS, M.L. Clinical Biochemistry of Domestic Animals. 6 ed., San Diego: Academic Press, 2008.

LIAO, A.T. et al. Bacterial isolation and antibiotic selection after ovariohysterectomy of canine pyometra: a retrospective study of 55 cases. Taiwan Veterinary Journal, v. 46, n. 2, p. 67-74, 2020.

MAHLA, A.S. et al. A rare case of foetal maceration in bitch and its successful management. Theriogenology, v.6, p.41-4, 2016.

NAIR, S. S. et al. Feline pyometra and its surgical management: a case report. Journal of Indian Veterinary Association, v.19, n.1, p.81-85, 2021.

OLIVEIRA, I. R. C. et al. Piometra em gata: revisão de literatura. Almanaque de Medicina Veterinária e Zootecnia, v.3, n.1, p.1-13, 2017.

PRETZER, S.D. Clinical presentation of canine pyometra and mucometra: A review. Theriogenology, v. 70, p. 359-363, 2008.

PREVIATO, P.F.G.P. et al. Alterações morfológicas nos órgãos genitais de cães e gatos provenientes de Vilas Rurais da região de Umuarama – PR. Arquivo de Ciências Veterinárias e Zoologia da UNIPAR, v. 8, n. 2, p. 105-110, 2005.

RAUTELA, R.; KATIYAR, R. Review on canine pyometra, oxidative stress and current trends in diagnostics. Asian Pacific Journal of Reproduction, v. 8, n. 2, p. 45-55, 2019.

SAPIERZYNSKI, R. A. et al. Multiple pathologies of the feline uterus: a case report. Veterinarni Medicina, v.54, n.7, p.345-350, 2009.

SAPIN, C. F. et al. Patologias do sistema genital feminino de cães e gatos. Science and Animal Health, v. 5, n. 1, p. 35-56, 2017.

SCHLAFER, D.H.; MILLER, R.B. Female Genital System. In: MAXIE, M.G., (Ed.), Kennedy and Palmer’s Pathology of Domestic Animals, vol. 3, Philadelphia: Saunders Elsevier, 2007. p.429-564.

SILVA, I.A.; SILVA, M.B. Achados ultrassonográficos de maceração fetal em felina: relato de caso. Repositório Universitário da Ânima, 2021.

SINGH, L.K. et al. Prospects of diagnostic and prognostic biomarkers of pyometra in canine. Asian Pacific Journal of Reproduction, v.9, n.4, p.166-173, 2020.

TAWFIK, M. F. et al. Pathological Study on Female Reproductive Affections in Dogs and Cats at Alexandria Province, Egypt. Alexandria Journal of Veterinary Sciences, v. 46, p. 74-82, 2015.

VERSTEGEN, J.; DHALIWAL, G.; VERSTEGEN-ONCLIN, K. Mucometra, cystic endometrial hyperplasia, and pyometra in the bitch: advances in treatment and assessment of future reproductive success. Theriogenology, v.70, n.3, p.364-74, 2008.

Published

2023-11-28

How to Cite

Marchese, A. F., Camplesi, A. C., & Moya, C. F. (2023). Estudo de casos de enfermidades uterinas na espécie felina. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 21(11), 22233–22243. https://doi.org/10.55905/oelv21n11-196

Issue

Section

Articles

Most read articles by the same author(s)