Desenvolvimento do DetFono: serious game em realidade virtual para promoção da saúde vocal infantil

Authors

  • Pâmela Pontes dos Santos
  • Ana Loísa de Lima e Silva Araújo
  • Leonardo Wanderley Lopes

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv21n11-192

Keywords:

crianças, voz, inovação, fonoaudiologia, promoção da saúde

Abstract

A saúde vocal na infância é importante para evitar possíveis limitações na comunicação na idade adulta. Nesse contexto, as orientações para prevenção e promoção da saúde adquirem relevância para impedir o surgimento de disfonias. Nessa proposta, ações educativas através de diferentes estratégias podem atingir o público infantil com maior facilidade, tendo em vista que a população em questão não adere facilmente a um estilo de vida saudável. Sendo assim, o presente estudo tem por objetivo evidenciar as etapas de imersão, ideação e prototipagem do desenvolvimento de serious game em realidade virtual para mobile-learning, visando promoção da saúde vocal infantil, que atenda a demanda no tocante a adesão, mudanças de comportamento prejudiciais à voz e promovam interatividade, ludicidade e inovação para o público em questão. O desenvolvimento do produto proposto, seguirá a abordagem metodológica do Design Thinking (DT), respeitando suas etapas como processo de desenvolvimento. O DT apresenta quatro etapas: imersão, ideação, prototipagem e desenvolvimento. Na etapa de imersão, o problema foi delimitado pela observação do processo terapêutico infantil em voz na Clínica Escola. Em relação a etapa de ideação, foram apontadas possíveis soluções em inovação tecnológica pela equipe interprofissional, sendo eleita a idealização de um game com o uso da RV acerca dos maus hábitos para voz. Com o DetFono, é possível trazer interatividade e ludicidade, promovendo maior engajamento do público em questão com os assuntos abordados, além de manter o nível atencional da criança através da gamificação e elementos de desafios, conquistas, recompensa e progressão. Diante do exposto, foi desenvolvido um aplicativo para promover saúde vocal infantil, buscando cumprir as demandas em relação a interatividade e ludicidade que as crianças precisam para manter o nível de atenção e as necessidades técnico-científicas fundamentais para uma orientação vocal eficaz, resultando em benefícios para ambos os públicos.

References

Ribeiro LL, Verduyckt I, Behlau M. Sintomas vocais na população pediátrica: validação da versão brasileira do questionário de sintomas vocais pediátrico. CoDAS. 2019; 31(5): e20180225.

Braden NM, Leer EV, McConville K, Blakeslee SDM. Patient, parent, and speech-language pathologists’ perceptions of pediatric voice therapy through interviews. American Journal of Speech-Language Pathology. 2018; 27(4): 1-20.

Souza BO, Nunes RB, Friche AAL, Gama ACC. Análise da qualidade de vida relacionada à voz na população infantil. CoDAS. 2016; 29(2): 1-6.

Rezende GCP, Mascarenhas ALP, Britto ATBO. Saúde vocal e prevenção de disfonia infantil em instituição social. Revista Interdisciplinar de extensão. 2020; 4(7): 92-105.

Figueiró AC, Santos MA, Kabad J, Cruz MM, Hartz Z. Avaliação da Rede Programa de Desenvolvimento e Inovação Tecnológica em Saúde Pública - Teias: inovação e produtos em questão. Saúde em Debate. 2017; 41(spe), 290-301.

Diez-Echavarria L, Valencia A, Cadavid L. Mobile learning on higher educational institutions: how to encourage it?. Simulation approach. Dyna rev.fac.nac.minas. 2018; 85(204): 325-333.

Paiva JHHGL, Barros LCM, Cunha SF, Andrade THS, Castro DB. O Uso da Estratégia Gameficação na Educação Médica. Revista Brasileira de Educação Médica. 2019; 43(1): 147-156.

Machado LS, Costa TKL, Moraes RM. Multidiciplinaridade e o Desenvolvimento de Serious Games e Simuladores para Educação em Saúde. Revista Observatório. 2018; 4(4): 149-172.

Tori R, Hounsell MS. (org.). Introdução a Realidade Virtual e Aumentada. Porto Alegre: Editora SBC; 2018.

Brown T. Design Thinking: uma metodologia poderosa para decretar o fim das velhas ideias. Edição comemorativa. Rio de Janeiro: Alta Books; 2020.

Audy J. A inovação, o desenvolvimento e o papel da Universidade. Estud. av. 2017; 31(90): 75-87.

Perez-Breva L. Innovar: um manifiesto de acción. 1ed. Espanha: Ediciones Deusto; 2018.

Arruda LS, Moreira COF. Interprofessional collaboration: a case study regarding the professionals of the Care Center for Elderly, Rio de Janeiro State University (NAI/UERJ). Interface. 2018; 22(64): 199-210.

Zogbi E. Gestão da Inovação: como transformar ideias criativas em produtos e serviços viáveis. 7ed. Createspace Independent Publishing Platform; 2017.

Behlau M, Pontes P, Moreti F. Higiene vocal: cuidando da voz. 5ed. Rio de Janeiro: Revinter; 2017.

Published

2023-11-28

How to Cite

dos Santos, P. P., Araújo, A. L. de L. e S., & Lopes , L. W. (2023). Desenvolvimento do DetFono: serious game em realidade virtual para promoção da saúde vocal infantil. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 21(11), 22153–22166. https://doi.org/10.55905/oelv21n11-192

Issue

Section

Articles

Most read articles by the same author(s)