A resistência a compressão de material composto com inserção do bagaço da cana de açúcar

Authors

  • Thayná Moreira Silva
  • Marcelo dos Santos Kawakame
  • Guilherme Filipe de Siqueira Moreno
  • Mariana Lobato Garcia

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv21n10-069

Keywords:

bagaço da cana-de-açúcar, material composto, material lignocelulósico, matriz cimentícia, resistência a compressão

Abstract

Para a composição dos materiais da construção civil é extraído alguns recursos, como para o processo de confecção do concreto, em que os seus agregados são retirados da natureza, e sendo assim gera um impacto ambiental. Algumas maneiras de mitigar é adotando materiais alternativos no composto que pode ser resíduos oriundo da indústria agrícola, o qual o seu descarte incorreto pode também ocasionar impacto ambiental. Desta maneira o trabalho propõe utilizar o bagaço da cana-de-açúcar em sua fase anterior a incineração, visto que esse processo pode emitir gases poluentes, portanto o objetivo do trabalho é determinar a resistência a compressão do concreto com inserção de um material lignocelulósico oriunda da indústria açucareira. Para tal a metodologia consistiu em secagem e análise granulométrica da fibra, com a intenção de reduzir o percentual de umidade e aproximar a granulometria de acordo com o agregado fino do concreto, logo foi realizada 4 amostras de concreto comum, concreto com 5% da fibra tratada e concreto com 5% de fibra e 1% de amido termoplástico para melhorar a ligação da fibra com a matriz cimentícia. Os resultados foram na redução da resistência a compressão em 8,85 Mpa para concreto com fibra e 8,98 para o concreto com a fibra e o amido termoplástico o que indica que o percentual de resíduo inserido foi alto e que a redução se deu devido os açúcares solúveis em água, hemicelulose e lignina provocarem aumento do tempo de hidratação da pasta de cimento acarretando a redução da resistência mecânica inicial dos compósitos. Então conclui-se que o concreto com fibra, assim como o do amido termoplástico não é indicado para elementos estruturais, porém para outros segmentos pode ser adotado, como revestimento de calçadas com a construção de blocos de concreto, devido não haver presença de carga altas.

References

BROUKALOVÁ, I.; KOHOUTKOVÁ, A. Concrete Composite - Sustainable Material for Floating Islands. IOP Conference Series: Materials Science and Engineering. Anais...Institute of Physics Publishing, 27 nov. 2018.

DOMINGUEZ-SANTOS, D. et al. Mechanical properties and seismic performance of wood-concrete composite blocks for building construction. Materials, v. 12, n. 9, 2019.

FRÍAS, M.; VILLAR, E.; SAVASTANO, H. Brazilian sugar cane bagasse ashes from the cogeneration industry as active pozzolans for cement manufacture. Cement and Concrete Composites, v. 33, n. 4, p. 490–496, abr. 2011.

GARIKAPATI, K. P.; SADEGHIAN, P. Mechanical behavior of flax-lime concrete blocks made of waste flax shives and lime binder reinforced with jute fabric. Journal of Building Engineering, v. 29, 1 maio 2020.

GESOGLU, M. et al. The effect of aggregates with high gypsum content on the performance of ultra-high strength concretes and Portland cement mortars. Construction and Building Materials, v. 110, p. 346–354, 1 maio 2016.

HELENE, P. Concreto de Cimento Portland. Em: Materiais de Construção Civil e Princípios de Ciência e Engenharia de Materiais. [s.l: s.n.]. v. 1 e 2p. 905–944.

KUNDU, S. P.; CHAKRABORTY, S.; CHAKRABORTY, S. Effectiveness of the surface modified jute fibre as fibre reinforcement in controlling the physical and mechanical properties of concrete paver blocks. Construction and Building Materials, v. 191, p. 554–563, 10 dez. 2018.

LIU, Y. et al. Properties and microstructure of concrete blocks incorporating drinking water treatment sludge exposed to early-age carbonation curing. Journal of Cleaner Production, v. 261, 10 jul. 2020.

OLUTOGE, F. et al. Strength Characteristics of Concrete Reinforced With Sugar Cane Bagasse Fibre. IOSR Journal of Mechanical and Civil Engineering (IOSR-JMCE) e-ISSN, v. 12, n. 3, p. 68–71, 2015.

SATHIPARAN, N.; DE ZOYSA, H. T. S. M. The effects of using agricultural waste as partial substitute for sand in cement blocks. Journal of Building Engineering, v. 19, p. 216–227, 1 set. 2018.

SHEIKH KHALID, F.; SHAH HERMAN, H.; BAZILAH AZMI, N. Properties of Sugarcane Fiber on the Strength of the Normal and Lightweight Concrete. MATEC Web of Conferences, p. 1–7, 2016.

SOTO IZQUIERDO, I. et al. Sisal fiber reinforced hollow concrete blocks for structural applications: Testing and modeling. Construction and Building Materials, v. 151, p. 98–112, 1 out. 2017.

SOUZA, A. B. et al. Study on the feasibility of using agricultural waste in the production of concrete blocks. Journal of Building Engineering, v. 42, 1 out. 2021.

TORKAMAN, J.; ASHORI, A.; SADR MOMTAZI, A. Using wood fiber waste, rice husk ash, and limestone powder waste as cement replacement materials for lightweight concrete blocks. Construction and Building Materials, v. 50, p. 432–436, 2014.

XUAN, D.; POON, C. S.; ZHENG, W. Management and sustainable utilization of processing wastes from ready-mixed concrete plants in construction: A review. Resources, Conservation and RecyclingElsevier B.V., , 1 set. 2018.

YANG, J.; DU, Q.; BAO, Y. Concrete with recycled concrete aggregate and crushed clay bricks. Construction and Building Materials, v. 25, n. 4, p. 1935–1945, abr. 2011.

ZHENG, J.; CARLSON, W. B.; REED, J. S. The Packing Density of Binary Powder Mixtures. Journal of the European Ceramic Society, v. 15, p. 479–483, 1995.

Published

2023-10-10

How to Cite

Silva, T. M., Kawakame, M. dos S., Moreno, G. F. de S., & Garcia, M. L. (2023). A resistência a compressão de material composto com inserção do bagaço da cana de açúcar. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 21(10), 15782–15797. https://doi.org/10.55905/oelv21n10-069

Issue

Section

Articles