Crescimento e componentes de rendimento da soja em função do uso de reguladores de crescimento vegetal

Authors

  • Vinícius Augusto Steffler
  • Telmo Jorge Carneiro Amado
  • Lucio de Paula Amaral
  • Mateus Possebon Bortoluzzi
  • João Carlos Luersen

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv21n10-047

Keywords:

Glycine max, produtividade de grãos, arquitetura de plantas, biorreguladores

Abstract

O crescimento excessivo e consequentemente o acamamento de plantas podem limitar o potencial de produtividade da cultura da soja, especialmente em solos férteis e anos chuvosos. Recentemente, nestes casos os agricultores tem sido aconselhados a reduzir a população de plantas. No entanto, esta decisão teria que ser tomada antes do conhecimento das condições meteorológicas durante a safra. O uso de reguladores de crescimento é uma alternativa para melhoria da arquitetura de plantas de soja, evitando o seu excessivo crescimento, estiolamento e perda de eficiência, obtendo-se com isto o aumento da produtividade de grãos. O objetivo deste trabalho foi testar a eficiência de diferentes reguladores de crescimento na arquitetura da planta, nos componentes de rendimento e na produtividade de grãos de soja. O trabalho foi desenvolvido em Não-Me-Toque, na região norte do Rio Grande do Sul. O delineamento experimental foi de blocos casualizados com quatro blocos e nove tratamentos. A cultivar de soja investigada foi a NEO 610 IPRO, com semeadura realizada no dia 25 de novembro de 2020 na densidade de 320 mil plantas ha-1 e os reguladores de crescimento foram aplicados nos estágios de desenvolvimento compreendidos entre V5 e V8. Foram avaliadas variáveis de crescimento vegetativo e os componentes de rendimento da soja. A colheita foi realizada em 16 de abril de 2021 e a produtividade de grãos foi determinada com auxílio de uma colhedora de parcelas. Os dados foram submetidos à análise de variância e realizado o teste de Tukey, a 5% de probabilidade. O uso de reguladores de crescimento não foi eficiente na melhoria da arquitetura das plantas e não resultou em aumento da produtividade de grãos de soja, em ano sem excesso de precipitação pluviométrica. Por outro lado, o uso do herbicida 2,4 D ocasionou uma distrofia caulinar nas plantas e com isto reduziu a produtividade de grãos de soja. O uso de reguladores de crescimento deve ser adotado com cautela, levando em consideração a previsão climática, o material genético, a época e a densidade de semeadura utilizada.

References

ASGROW. The response of soybeans to simulated hail damage. Scott: Monsanto Learning Center, 2013. 2 p. Disponível em: <https://qa.monsanto.parado.cz/app/uploads/2017/05/slc-ag-response-of-soybeans-to-simulated-hail-damage.pdf>. Acesso em: set. de 2023.

BARBOSA, A. S.; PELÚZIO, J. M.; FIDELIS, R. R.; JÚNIOR, O. J. F.; DOS SANTOS, W. F. Efeitos de reguladores vegetais nas características agronômicas de soja cultivada em baixa latitude. Revista em Agronegócio e Meio Ambiente, v. 16, n. 1, p. 1-19, 2023.

BASILIO, F. A.; SOUZA, C. A.; CIGEL, C.; KANDLER, R.; PINHEIRO, M. G. Efeito do regulador de crescimento cloreto de clormequate nos atributos morfométricos e produtivos de plantas de soja. Revista em Agronegócio e Meio Ambiente, v. 15, n. 3, 2022.

BATISTA FILHO, C. G.; MARCO, K.; DALLACORT, R.; SANTI, A.; INOUE, M. H.; SILVA, E. S. Efeito do Stimulate® nas características agronômicas da soja. Acta Iguazu, v. 2, n. 4, p. 76-86, 2013.

BERTOLIN, D. C.; DE SÁ, M. E.; HAGA, K. Y.; ABRANTES, F. L.; NOGUEIRA, D. C. Efeito de bioestimulante no teor e no rendimento de proteína de grãos de soja. Agrarian, v. 1, n. 2, p. 23-34, 2008.

CATO, S. C.; CASTRO, P. R. C. Redução da altura de plantas de soja causada pelo ácido 2, 3, 5-triiodobenzóico. Ciência Rural, v. 36, p. 981-984, 2006.

CONAB. Acompanhamento da safra brasileira de grãos. v. 10 - Safra 2022/23 n.12 - Décimo segundo levantamento. Setembro. 2023. Disponível em: https://www.conab.gov.br/info-agro/safras/graos. Acesso em: set. 2023a.

CONAB. Série histórica das safras: soja. Disponível em: https://www.conab.gov.br/info-agro/safras/serie-historica-das-safras#gr%C3%A3os-2 .Acesso em: set. 2023b.

DA ROSA, W. P., CAVERZAN, A.; CHAVARRIA, G. Grain productive efficiency of soybean plants under lactofen application. Plant Science Today, v. 7, n. 2, p. 288-295, 2020.

DA ROSA, W. P., CAVERZAN, A.; CHAVARRIA, G. Modification of soybean plant architecture through growth regulators and population variation. Australian Journal of Crop Science, v. 15, n. 12, p. 1459-1465, 2021.

DOURADO NETO, D.; DARIO, G. J. A.; BARBIERI, A. P. P.; MARTIN, T. N. Ação de bioestimulante no desempenho agronômico de milho e feijão. Bioscience Journal, v. 30, n. 1, p. 371-379, 2014.

EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. Brasília: Embrapa -SPI; Rio de Janeiro: Embrapa Solos, 2018. 5ª ed. 355p

ESPINDULA, M. C.; ROCHA, V. S.; SOUZA, M. A. de; GROSSI, J. A. S.; SOUZA, L. T. de. Doses e formas de aplicação de nitrogênio no desenvolvimento e produção da cultura do trigo. Ciências Agrotécnicas, v. 34, n. 6, p. 1404-1411, 2010.

FEHR, W. R.; CAVINESS, C. E. Stages of soybean development. Ames: Iowa State University, (Special Report, 80), 12 p. 1977.

FOLONI, J. S. S.; HENNING, F. A.; MERTZ-HENNING, L. M.; PIPOLO, A. E.; MELO, C. L. P. Lactofen e etefon como reguladores de crescimento de cultivares de soja. XXXV Reunião de Pesquisa de Soja, Londrina, p. 42-45. 2016.

GALLON, M.; BUZELLO, G. L.; TREZZI, M. M.; DIESEL, F.; DA SILVA, H. L. Ação de herbicidas inibidores da protox sobre o desenvolvimento acamamento e produtividade de soja. Revista Brasileira de Herbicidas, v. 15, n. 1, p. 232-240, 2016.

HAMMER, Ø.; HARPER, D. A. T. Past: paleontological statistics software package for educaton and data anlysis. Palaeontologia electronica, v. 4, n. 1, p. 1, 2001.

HEIFFIG, L. S.; CÂMARA, G. M. D. S.; MARQUES, L. A.; PEDROSO, D. B.; PIEDADE, S. M. D. S. Fechamento e índice de área foliar da cultura da soja em diferentes arranjos espaciais. Bragantia, v. 65, p. 285-295, 2006.

KERBAUY, G. B. Fisiologia vegetal. 1 ed. Rio de Janeiro, Guanabara Koogan, 2004. 452 p.

KLAHOLD, C. A. Resposta da soja (Glicine max (L) Merril) a ação de bioestimulante. 2006. 37f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) – Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Marechal Cândido Rondon, 2006.

KUINCHTNER, A.; BURIOL, G. A. Clima do Estado do Rio Grande do Sul segundo a classificação climática de Köppen e Thornthwaite. Disciplinarum Scientia, v. 2, n. 1, p. 171-182, 2001.

LINZMEYER JUNIOR, R.; GUIMARÃES, V. F.; SANTOS, D.; BENCKE, M. H. Influência de retardante vegetal e densidades de plantas sobre o crescimento, acamamento e produtividade da soja. Acta Scientiarum. Agronomy, v. 30, n. 3, p. 373-379, 2008.

LIU, B.; LIU, X. B.; WANG, C.; JIN, J.; HERBERT, S. J.; HASHEMID, M. Responses of soybean yield and yield components to light enrichment and planting density. International Journal of Plant Production, v. 4, n. 1, p. 1735-8043, 2010.

MARIN, F. R., ZANON, A. J.; MONZON, J. P.; ANDRADE, J. F.; SILVA, E. H.; RICHTER, G. L.; GRASSINI, P. Protecting the Amazon forest and reducing global warming via agricultural intensification. Nature Sustainability, v. 5, n.12, p. 1018-1026, 2022.

MOTERLE, L. M.; SANTOS, R. F. D.; BRACCINI, A. D. L.; SCAPIM, C. A.; BARBOSA, M. C. Efeito da aplicação de biorregulador no desempenho agronômico e produtividade da soja. Acta Scientiarum. Agronomy, v. 30, p. 701-709, 2008.

RICHTER, G. L. ZANON, A. J.; STRECK, N. A.; GUEDES, J. V. C.; KRÄULICH, B.; ROCHA, T. S. M. D.; CERA, J. C. Estimativa da área de folhas de cultivares antigas e modernas de soja por método não destrutivo. Bragantia, v. 73, p. 416-425, 2014.

ROCHA, T. S. M.; STRECK, N. A.; BEXAIRA, K. P.; RIBAS, G. G.; TAGLIAPIETRA, E. l.; WINCK, J. E. M.; WEBER, P. S.; RICHTER, G. L.; SILVA, M. R.; ALVES, A. F.; RIBEIRO, B. S. M. R.; ZANON, A. J. Plastocrono e número final de nós de cultivares de soja em diferentes épocas de semeadura. Agrometeoros, v.26, n.1, p.247-256, 2018.

SCHUCH, L. O. B.; KOLCHINSKI, E. M.; FINATTO, J. A. Qualidade fisiológica da semente e desempenho de plantas isoladas em soja. Revista Brasileira de Sementes, v. 31, n. 1, p. 144-149, 2009.

SETIYONO, T. D.; WEISS, A.; SPECHT, J.; BASTIDAS, A. M.; CASSMAN K. G.; DOBERMANN, A. Understanding and modeling the effect of temperature and daylength on soybean phenology under high-yield conditions. Field Crops Research, v.100, p.257-271, 2007.

SILVA, M. A. Biorreguladores: nova tecnologia para maior produtividade e longevidade do canavial. Pesquisa & Tecnologia, v. 7, n. 2, p. 1-4, 2010.

SOUZA, C. A.; FIGUEIREDO, B. P.; COELHO, C. M. M.; CASA, R. T.; SANGOI, L. Arquitetura de plantas e produtividade da soja decorrente do uso de redutores de crescimento. Bioscience Journal, v. 29, n. 3, p. 634-643, 2013.

TEJO, D. P.; FERNANDES, C. H. dos S.; BURATTO, J. S. Soja: fenologia, morfologia e fatores que interferem na produtividade. Revista Científica Eletrônica de Agronomia da FAEF, v. 35, n. 1, 2019.

ZANON, A. J.; STRECK, N. A.; RICHTER, G. L.; BECKER, C. C.; ROCHA, T. S. M.; CERA, J. C.; WEBER, P. S. Contribuição das ramificações e a evolução do índice de área foliar em cultivares modernas de soja. Bragantia, v. 74, p. 279-290, 2015.

ZANON, A. J.; STRECK, N. A.; GRASSINI, P. Climate and management factors influence soybean yield potential in a subtropical environment. Agronomy Journal, v. 108, n. 4, p. 1447-1454, 2016.

Published

2023-10-05

How to Cite

Steffler, V. A., Amado, T. J. C., Amaral, L. de P., Bortoluzzi, M. P., & Luersen, J. C. (2023). Crescimento e componentes de rendimento da soja em função do uso de reguladores de crescimento vegetal. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 21(10), 15380–15396. https://doi.org/10.55905/oelv21n10-047

Issue

Section

Articles