Comunidade e identidade na abertura da pesca de bloqueio no município de Abaetetuba, Pará

Authors

  • Joelson Balieiro Leal
  • Fernando Manuel Rocha da Cruz
  • Ronaldo Lopes de Sousa
  • Yvens Ely Martins Cordeiro

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv21n9-015

Keywords:

comunidade, identidade, pesca de bloqueio, modernidade, pós-modernidade

Abstract

A reabertura da pesca após o período de defeso estabelecido em acordos de pesca, na região do Baixo Tocantins, é festejada por pescadores da pesca de bloqueio e suas comunidades locais. Este acontecimento permite pensar a identidade e a comunidade em Rio Sapucajuba, uma comunidade piscatória do município de Abaetetuba. Este artigo tem por objetivo debater identidade e comunidade na comunidade mencionada do município de Abaetetuba, a partir da abertura da pesca de bloqueio. Metodologicamente trata-se de uma pesquisa qualitativa que procura aprofundar o conhecimento sobre o objeto, apoiando-se na pesquisa documental e etnográfica. Como conclusão, entendemos a importância da atividade de pesca de bloqueio para a comunidade local e a celebração da abertura da pesca. A identidade dos pescadores pode ser caracterizada como múltipla e fragmentária e a comunidade como imaginada devido ao fato de depender de laços de solidariedade, conhecimento e de entre-ajuda.

References

BARROS, Flávio Bezerra. Sociabilidade, cultura e biodiversidade na Beira de Abaetetuba no Pará. Ciências Sociais Unisinos, v. 45, n. 2, p. 152-161, mai/ago 2009. Disponivel em: <https://www.redalyc.org/pdf/938/93812726007.pdf>. Acessado em: 30 out. 2021.

BAUMAN, Zygmunt. Comunidade: a busca por segurança no mundo atual. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2003.

BAUMAN, Zygmunt. Modernidade e ambivalência. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1999.

BRASIL. Lei n. 11.959/2009 - Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável da Aquicultura e da Pesca. Brasília/DF, 2009. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2009/Lei/L11959.htm>. Acesso: 08 jul. 2022.

CRESWELL, John W. Research design: qualitative and quantitative approaches. Thousand Oaks (California): Sage Publications, 1994.

DEBORD, Guy. A sociedade do espectáculo. Rio de Janeiro: Contraponto, 2008.

DIEGUES, Antonio Carlos (Org.). Os saberes tradicionais e a biodiversidade no Brasil. São Paulo: MMA/COBIO/NUPAUB/USP, 2000. Disponível em: <http://livroaberto.ibict.br/handle/1/750>. Acesso em: 04 nov. 2021.

FONTES, Victória Bezerra; FREIRE, Julliany Lemos; ALVES, Adriana Xavier; SOUZA, Adelson Silva. Aspectos da pesca e comercialização de pescados no município de Abaetetuba (PA). Engenharia de Pesca: aspectos teóricos e práticos, 2018, DOI 10.37885/210404434.

GERHARDT, T. E; SILVEIRA, D. T. Métodos de Pesquisa. Porto Alegre/RS: Editora UFGS, 2009, ISBN 978-85-386-0071-8.

GIDDENS, Anthony. Modernidade e identidade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2002.

HAESBAERT, Rogério. Dos multiplos territórios á multiterritorialidade. Porto Alegre: Rio Grande do Sul, 2004.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Rio de Janeiro: DP&A, 2005.

HARVEY, David. La condición de la posmodernidad: investigación sobre las orígenes del cambio cultural. Buenos Aires: Amorrortu, 2004.

IBAMA. Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais. Defesos Con-tinentais. Instrução Normativa Interministerial N° 13, de 25 de outubro de 2011. 2022. Disponível em: <https://www.gov.br/ibama/pt-br/assuntos/biodiversidade/biodiversidade-aquatica/periodos-de-defeso/defesos-continentais>. Acesso em: 15 abr. 2023.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Cidades, 2021. Disponível em: <https://cidades.ibge.gov.br/brasil/pa/abaetetuba/panorama>. Acesso: 23 nov. 2021.

LIMA, Adilson Viana. Desenvolvimento Sustentável: Reflexões conceituais para a Amazônia. Revista Terceira Margem Amazônia. São Paulo, v. 1, n. 1, p. 109-130, jun. 2012.

LOPES, Policarpo. Etnicização do espaço e produção de identidade. In: BALSA, Casimiro (Org.). Relações sociais de espaço – Homenagem a Jean Remy. Lisboa: Edições Colibri/ CEOS – Investigações Sociológicas/ FCSHUNL, 2006. p. 137-152.

MARTINS, Ana Paula. O espaço público: Pressupostos, meios e bases de uma política de espaços públicos na área oriental da cidade do Porto, 1996. (Dissertação em Arquitectura) – Universidade do Porto, Porto, 1996.

MASSEY, Doreen. Pelo espaço: uma nova política da espacialidade. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2008.

PIDNER, Flora Sousa. Diálogos entre Ciência e Saberes Locais: dificuldades e perspectivas, 2010. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2010.

SANTANA, A. C.; CARVALHO, D. F.; MENDES, F. A. T. Organização e competitividade das empresas de polpas de frutas no Estado do Pará: 1995 a 2004. Belém: Unama, 2006.

SANTOS, Boaventura de Sousa. A gramática do tempo: para uma nova cultura política. São Paulo: Cortez, 2006.

SIMÕES, Aquiles et al. Gestão dos recursos naturais na região do Baixo Tocantins. Amazon. Rev. Antropol. v. 6, n. 1, pp. 50-65, 2014. Disponível em: <https://periodicos.ufpa.br/index.php/amazonica/article/view/1748/2176>. Acesso em: 10 nov. 2022.

Published

2023-09-04

How to Cite

Leal, J. B., da Cruz, F. M. R., de Sousa, R. L., & Cordeiro, Y. E. M. (2023). Comunidade e identidade na abertura da pesca de bloqueio no município de Abaetetuba, Pará. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 21(9), 10738–10754. https://doi.org/10.55905/oelv21n9-015

Issue

Section

Articles

Most read articles by the same author(s)