Tecnologia social, ensino em saúde e humanização do cuidado: algumas reflexões

Authors

  • Walkiria Nascimento Valadares de Campos
  • Márcia Maria de Medeiros
  • Roberto Dias de Oliveira
  • Luiz Alberto Ruiz da Silva

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv21n9-030

Keywords:

ciências humanas, educação em saúde, ciência, tecnologia e sociedade

Abstract

O mundo contemporâneo é permeado por relações marcadas pelo avanço da tecnologia. Por outro lado, observa-se um crescimento das questões relativas a necessidade de aprimorarem-se ações voltadas para a humanização em diversos campos da coletividade, entre eles a saúde. O objetivo deste artigo é refletir sobre o conceito de tecnologia social e seu alcance para a área do ensino em saúde, entendendo de que maneira esse conceito pode ser articulado com práticas que promovam o cuidado humanizado. Para tanto, pautou-se em uma pesquisa de caráter bibliográfico e documental, utilizando-se dos princípios da revisão narrativa de literatura, conforme indicado por Rother (2007) e Cordeiro et al (2008). Conclui-se que o uso das tecnologias sociais no campo da saúde pode ser um aliado potente no sentido da humanização do cuidado, mas sua aplicação exige uma modificação em relação a maneira como o processo de ensino em saúde é articulado, ampliando o escopo do mesmo para além das questões anatomopatológicas.

References

BAUER, J. M., HERDER, P. M. Designing Socio-Technical Systems. Philosophy of technology and engineering sciences, 2009, p. 601-630. Disponível em < https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/B9780444516671500264> Acesso 23 de maio de 2023.

BUNGE, M. Las ciencias sociales en discusión: una perspectiva filosófica. Buenos Aires: Editorial Sudamericana, 1999.

DAGNINO, R., BAGATTO, C. Como transformar a tecnologia social em política pública? DAGNINO, R. (org). Tecnologia Social: ferramenta para construir outra sociedade, 2. ed. rev. e ampl. Campinas, SP : Komedi, 2010, p. 155-178.

DAGNINO, R. Tecnologia Social: contribuições conceituais e metodológicas [online]. Campina Grande: EDUEPB, Florianópolis, SC. Ed. Insular, 2014, 319 p. Disponível em <https://books.scielo.org/id/7hbdt> Acesso 23 de maio de 2023.

DE MEDEIROS, C. B. et al. Inovação social além da tecnologia social: constructos em discussão. Race: revista de administração, contabilidade e economia, v. 16, n. 3, p. 957-982, 2017.

CORDEIRO, A. M.; et al. Revisão sistemática: uma revisão narrativa. Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões. [online]. 2007, v. 34, n. 6, pp. 428-431. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/S0100-69912007000600012>. Epub 18 Jan 2008. ISSN 1809-4546. https://doi.org/10.1590/S0100-69912007000600012. Acesso 23 de maio de 2023.

FRENCELINO, V., BREGALDA, M. Poesia, arte e sensibilidade: Contribuições de um projeto de extensão para a formação de estudantes de terapia ocupacional. Cadernos Brasileiros De Terapia Ocupacional, 28(1), 50-73, 2020. Disponível em https://www.scielo.br/j/cadbto/a/SbkTh6s4M9zrmvb3Hm46ntj/?lang=pt Acesso 30 de maio de 2023.

HEVIA MARTÍNEZ, G. La sociedad como artefacto. Sistemas sociotécnicos, sociotecnologías y sociotécnicas. Revista Ibero-Americana de Ciência, Tecnologia e Sociedade - CTS, [S. l.], v. 14, n. 40, p. 267-295, 2019.

JONAS, H. Técnica, medicina e ética: sobre a prática do princípio responsabilidade. Trad.: Grupo de Trabalho Hans Jonas da ANPOF. São Paulo: Paulus, 2013.

LEAL, M. S. et al. Humanization practices in the parturitive course from the perspective of puerperae and nurse-midwives. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 74, p e20190743, 2021.

MARX, K. Contribuição à crítica da economia política. São Paulo: Expressão Popular, 2008.

MERHY, E. E. Saúde: a cartografia do trabalho vivo. 4 ed, São Paulo: Hucitec, 2014.

NOVAES, H. T.; DIAS, R. Contribuições ao Marco Analítico-Conceitual da Tecnologia Social. In: DAGNINO, R. (Org.). Tecnologia Social: ferramenta para construir outra sociedade. 2. ed. rev. e ampl. Campinas, SP: Komedi, 2010, p 113-154.

PEREIRA NETTO, N. S.; LIMA FILHO, D. L. Trabalho, Educação e Tecnologia: apropriações conceituais sobre a tecnologia no campo trabalho e educação brasileiro. Revista Labor, v. 2, n. 18, p. 48-63, 28 ago. 2018.

ROSELLÓ. F. T. Antropologia do Cuidar. Petrópolis, RJ: Vozes, 2009.

ROTHER, E. T. Revisão sistemática x revisão narrativa. Acta Paulista de Enfermagem, v. 20, n. Acta paul. enferm., 2007 20 (2), p. v-vi, abr., 2007.

SOUZA, D. DE O. O caráter ontológico da determinação social da saúde. Serviço Social & Sociedade, n. Serv. Soc. Soc., 2020 (137), p. 174-191, jan. 2020.

Published

2023-09-06

How to Cite

de Campos, W. N. V., de Medeiros, M. M., de Oliveira, R. D., & da Silva, L. A. R. (2023). Tecnologia social, ensino em saúde e humanização do cuidado: algumas reflexões. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 21(9), 11035–11046. https://doi.org/10.55905/oelv21n9-030

Issue

Section

Articles