A estética tropical como mercadoria na Rota Ecológica dos Milagres em Alagoas/Brasil

Authors

  • Rennisy Rodrigues Cruz
  • Edvânia Tôrres Aguiar Gomes
  • Mariana Zerbone Alves de Albuquerque

DOI:

https://doi.org/10.55905/oelv21n8-001

Keywords:

despossessão - apropriação, nordeste, turismo

Abstract

O litoral norte de Alagoas vem passando por uma rápida transformação com a construção de pousadas com características de charme e empreendimentos imobiliários de alto padrão com a proposta de Eco luxo, mas que tem causado vários impactos negativos a população residente. O que se identifica é o uso de uma natureza idílica como mercadoria associada a um processo dialético de despossessão - apropriação dos recursos naturais e dos modos de vida locais. Isto ocorre na Rota Ecológica dos Milagres, que envolve os municípios de São Miguel dos Milagres, Passo de Camaragibe e Porto de Pedras em uma área de importante beleza cênica tropical com rica biodiversidade dentro da maior Unidade de Conservação Marinha do Brasil, a Área de Proteção Ambiental Federal Costa dos Corais – APACC. O objetivo deste estudo é compreender o processo de produção deste espaço a partir da lógica da despossessão-apropriação dos recursos naturais e dos modos de vida, para isso: buscou-se identificar os agentes produtores do espaço, conflitos existentes, o nexo da produção desses empreendimentos turísticos e imobiliários e o impacto no cotidiano das comunidades tradicionais e nos recursos naturais. Para tanto, foi feita uma revisão de literatura, análise documental, pesquisa de campo e realização de entrevistas semiestruturadas com representantes de: organizações não governamentais, órgãos ambientais das prefeituras do Estado e do governo Federal. Durante o estudo, constatou-se discursos atrelando as belezas naturais, como a cor e temperatura do mar e o clima tropical nas propagandas para vender imóveis com preços elevados e a expulsão de comunidades tradicionais de pescadores das áreas de praia.  

References

ALAGOAS. Plano de Desenvolvimento Integrado para o Turismo Sustentável – PDITS Costa dos Corais. LOG Negócios e Consultorias/Tecnologia e Consultoria Brasileira S.A. – TC/BR, 2002.

_________. Plano de Desenvolvimento Integrado para o Turismo Sustentável – PDITS Costa dos Corais. Industrias criativas, 2010.

_________. Lei Estadual nº 7.231, de 7 de janeiro de 2011. Dispõe sobre A Política de Desenvolvimento Sustentável do Estado de Alagoas e sobre a criação de Áreas Especiais de Interesse Turístico (AEIT) na subzona de Desenvolvimento Econômico II. Disponível em:< http://www.globalgarbage.org/turmapontocom/downloads/Lei%20no%207.231-%20de%2007.01.11.pdf>. Acesso em 12 de novembro de 2021.

ALBUQUERQUE, Mariana Zerbone Alves de. O espaço mercadoria: objeto político e estratégico na reprodução do capital. Revista Geográfica de América Central, Número Especial EGAL, 2011. Disponível em: <https://www.revistas.una.ac.cr/index.php/geografica/article/view/2104/2000>. Acesso em 04 de set de 2022.

BRASIL. Lei no 9.985, de 18 de julho de 2000. Regulamenta o artigo 225, § 1o, inci-sos I, II, III e VII da Constituição Federal, institui o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza e dá outras providencias. Ministério do Meio Ambiente, Brasília. Disponível em: < https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9985.htm>. Aces-so em 07 de mar de 2023.

CARLOS, Ana Fani Alessandri. O espaço urbano: novos escritos sobre a cidade. São Paulo: Labur Edições, 2007.

___________. O lugar no/do mundo. São Paulo: FFLCH, 2007.

CORRÊA, Roberto Lobato. O Espaço Urbano. São Paulo: Ática, 1989.

CRUZ, Rita de Cassia Ariza da. Introdução à geografia do turismo. São Paulo: Roca, 2001.

____________. As paisagens artificiais criadas pelo turismo. In: YÁZIGI, Eduardo (org). Turismo e Paisagem. São Paulo: Contexto, 2002. p. 107-119.

CRUZ, R. R.; ALBUQUERQUE, M. Z. A.; GOMES, E. T. A. A dialética da natureza na produção do espaço na Praia do Saco, litoral sul de Alagoas/Brasil. Sociedade & Natureza, [S. l.], v. 32, p. 346–356, 2020. DOI: 10.14393/SN-v32-2020-44581. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/sociedadenatureza/article/view/44581. Acesso em: 28 jan. 2023.

GOMES, Edvânia Tôrres. Espaços liminares - conteúdos subvertem formas no processo contínuo de (re)produçao da e na cidade contemporânea. Investigación & Desarrollo, vol. 16, núm. 1, julio, 2008, pp. 174-195. Universidad del Norte. Barranquilla, Colômbia.

HARVEY, David. A produção capitalista do espaço. São Paulo: Annablume, 2001

_________O novo imperialismo. São Paulo: Loyla, 2014.

HAUG, Wolfgang Fritz. Crítica da estética da mercadoria. Tradução Erlon José Paschoal;colaboração Jael Glauce da Fonseca. – São Paulo: Fundação Editora da UNESP, 1997.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Disponível em: <https://cidades.ibge.gov.br/brasil/al/passo-de-camaragibe/panorama>. Acesso em 25/07/2020.

______Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Disponível em: <https://cidades.ibge.gov.br/brasil/al/porto-de-pedras /panorama>. Acesso em 25/07/2020.

_____Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Disponível em: <https://cidades.ibge.gov.br/brasil/al/sao-miguel-dos-milagres/panorama>. Acesso em 25/07/2020. <https://periodicos.ufes.br/geografares/article/view/1023>. Acesso em: 11 set. 2022.

ICMBIO. Plano de Uso Público da Área de Proteção Ambiental Costa dos Corais. 2021. Disponível em < https://www.icmbio.gov.br/apacostadoscorais/images/stories/UsoPublico/PUP_APACC_FINAL.pdf>. Acesso em 12 de jan de 2023.

LUKÁCS, G. Estetica I: La peculiaridad de lo estético. Barcelona, México, DF: Grijalbo, 1967.

LUXEMBURGO, Rosa. A acumulação do capital; tradução Luiz Alberto Moniz Bandeira. – 1ª ed. – Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2021.

LUXURYESTATE. Terreno à venda - Praia do Patacho, São Miguel dos Milagres, Estado de Alagoas. Disponível em:<https://www.luxuryestate.com/pt/p75659584-land-for-sale-sao-miguel-dos-milagres>. Acesso em 29 de janeiro de 2023.

MARX, K. O capital. São Paulo: Abril Cultural, 1983. (Coleção Os Economistas; v.1.).

_________. Os despossuídos: debates sobre a lei referente ao furto de madeira. – 1ª ed. – São Paulo: Boitempo, 2017.

MENDONÇA, Rayanne Santos de Almeida; ARAUJO, Lindemberg Medeiros de. Su-perposição de destinos turísticos: desafios para a governança territori-al. GeoTextos, [S. l.], v. 17, n. 2, 2021. DOI: 10.9771/geo.v17i2.46107. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/geotextos/article/view/46107. Acesso em: 24 nov. 2022.

MONTEIRO, Maurício. Villa Kanui Tatuamunha. Disponível em:< https://www.mauriciomonteiro.com/imovel/2178169/villa-kanui-tatuamunha>. Acesso em 01 de jun de 2023.

PAIVA, Ricardo Alexandre; VARGAS, Heliana Comin. Os agentes produtores e consumidores do “espaço turístico”. 2010. III Colóquio Internacional sobre comércio e cidade: uma relação de origem. Disponível em:< http://www.labcom.fau.usp.br/wp-content/uploads/2015/05/3_cincci/045-ricardo-paiva.pdf>. Acesso em 06 de set de 2022.

PASQUALINI, J. C.; MARTINS, L. M. Dialética singular-particular-universal: implicações do método materialista dialético para a psicologia. Psicologia & Sociedade, v. 27, n. Psicol. Soc., 2015 27(2), p. 362–371, maio 2015. Disponível em:< https://www.scielo.br/j/psoc/a/WFbvK78sX75wDNqbcZHqcPj/?lang=pt#>. Acesso em 09 de abr de 2023.

PODIUM ENGENHARIA. Empreendimento Ita Patacho. Disponível em:<https://podiumengenharia.com/empreendimento/ita-patacho>. Acesso em 26 de mar. de 2023.

RODRIGUES, Arlete Moysés. A cidade como direito. Revista electrónica de geografía y ciencias sociales. Universidad de Barcelona. Vol. XI, núm. 245 (33), 2007. Número extraordinario dedicado al IX Coloquio de Geocritica. Disponível em:<http://www.ub.edu/geocrit/sn/sn-24533.htm>. Acesso em 07 de setembro de 2022.

SETE SEGUNDOS. Retroescavadeira destrói barracas de pescadores em Porto de Pedras. Disponível em:< https://www.7segundos.com.br/maragogi/noticias/2023/02/07/221572-retroescavadeira-destroi-barracas-de-pescadores-em-porto-de-pedras> Acesso em 10 de maio de 2023.

SANTOS, Milton. Técnica, Espaço, Tempo: Globalização e meio técnico-científico informacional. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2008.

____________. A Natureza do Espaço: Técnica e Tempo, Razão e Emoção.- 4. ed. 7. reimp. - São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2012. (Coleção Milton Santos; 1)

SILVA, Thassia Ramalho Perciano da. Territorialização turística das pousadas da Rota Ecológica, litoral norte de Alagoas. Dissertação de mestrado em Arquitetura e Urbanismo: Dinâmicas do Espaço Habitado - Universidade Federal de Alagoas. Centro de Tecnologia. Maceió, 2016. Disponível em<https://www.repositorio.ufal.br/bitstream/riufal/5519/1/Territorialização%20tur%C3%ADstica%20das%20pousadas%20da%20rota%20ecológica,%20litoral%20norte%20de%20Alagoas.pdf>. Acesso em 10 de dezembro de 2022.

TAMO JUNTO. Grupo Tamo Junto. Disponível em: <https://www.tjtamojunto.com.br>. Acesso em 10 de fev de 2023.

VALOR. Maceió lidera valorização imobiliária no Nordeste, 2022. Disponível em: < https://valor.globo.com/patrocinado/imoveis-de-valor/noticia/2022/07/22/maceio-lidera-valorizacao-imobiliaria-no-nordeste.ghtml>. Acesso em 12 de fev de 2023.

Published

2023-08-01

How to Cite

Cruz, R. R., Gomes, E. T. A., & de Albuquerque, M. Z. A. (2023). A estética tropical como mercadoria na Rota Ecológica dos Milagres em Alagoas/Brasil. OBSERVATÓRIO DE LA ECONOMÍA LATINOAMERICANA, 21(8), 7769–7796. https://doi.org/10.55905/oelv21n8-001

Issue

Section

Articles